Banco Central BATE O MARTELO e define quando vai lançar o PIX AUTOMÁTICO; Confira

Você já ouviu falar no Pix Automático? A nova função do sistema de pagamentos instantâneos já tem data definida para começar a valer no Brasil, e você não pode deixar de conferir.

Em resumo, o lançamento da nova funcionalidade do PIX deverá acontecer com alguns meses de atraso. Inicialmente, o Banco Central (BC) havia projetado que o Pix Automático seria lançado em abril de 2024.

No entanto, a data mudou, e a modalidade vai começar a operar no Brasil no dia 28 de outubro de 2024. O BC fez o anúncio nesta quinta-feira (7), e agora resta aos brasileiros aguardarem o início do funcionamento da modalidade no país.

Mas o que é Pix Automático?

De acordo com o Banco Central, o Pix Automático funcionará como uma versão do débito automático, de maneira mais aprimorada. Este serviço vai permitir aos usuários o pagamento de despesas recorrentes, como:

  • Contas de luz, água e telefone;
  • Escolas e faculdades;
  • Academias e condomínio;
  • Dívidas parceladas a longo prazo.

A saber, o funcionamento do Pix Automático ocorrerá através do convênio entre a prestadora de serviços e os bancos. Como poucos bancos oferecem essa modalidade, a nova funcionalidade deverá impactar fortemente a concorrência, segundo o Banco Central (BC).

No brasil, o débito automático depende de convênios bilaterais com as instituições. Portanto, há muita complexidade operacional, sem contar nos custos elevados. Tudo isso restringe o serviço a grandes empresas, ou seja, a população em geral não tem acesso ao serviço, mas sim as prestadoras de serviços públicos, em sua maioria.

Com a entrada em funcionamento do Pix Automático, as empresas de qualquer segmento e porte poderão acessar a funcionalidade. Em outras palavras, haverá uma abrangência do serviço, que permitirá o débito de consumo de vários serviços, como energia elétrica, gás, streaming, escolas, condomínios e academias, entre outros.

Pix Automático deverá facilitar a vida das pessoas

Segundo o BC, o Pix Automático deverá tornar mais fácil o débito automático de diversas contas, dando mais comodidade aos usuários. Em suma, os pagamentos ocorrerão de maneira automática, a partir da autorização prévia das pessoas.

Dessa forma, os brasileiros não precisarão mais se preocupar em realizar transferências ou pagamentos manuais todos os meses. Como as dívidas chegam mensalmente, e as pessoas acabam realizando as mesmas ações, o débito será automático será uma verdadeira liberdade desse compromisso.

Essa nova funcionalidade será muito prática e conveniente para os clientes, proporcionando economia de tempo e evitando o esquecimento do pagamento de contas e dívidas. O BC também revelou que haverá a redução dos custos administrativos. Isso beneficiará tanto os usuários quanto as empresas.

Pix Automático deverá facilitar a vida dos brasileiros
Pix Automático deverá facilitar a vida dos brasileiros. Imagem: Agência Brasil.

Como a nova modalidade vai funcionar?

A nova modalidade do Pix terá o seguinte funcionamento:

  • A pessoa física informa à empresa que deseja pagar com o Pix Automático;
  • A empresa envia a proposta de pagamento pela modalidade;
  • O cliente confirma a autorização para o pagamento.

Além disso, a funcionalidade também poderá ter o seguinte esquema:

  • A empresa disponibiliza a opção de pagamento com o Pix Automático;
  • O cliente paga a conta via QR Code e tem a opção de aderir à modalidade.

BC está desenvolvendo várias funcionalidades

Há alguns meses, o BC informou que está desenvolvendo outras funcionalidades para o PIX, além das citadas. “O uso de novas tecnologias que tornam a experiência de pagamento ainda mais rápida pode ser benéfico principalmente em alguns casos de uso específicos, como pagamentos de pedágios em rodovias, estacionamentos e transporte público“, disse o BC no relatório de gestão do Pix.

Segundo cálculos do BC, houve mais de 3,5 milhões de transações via Pix até o dia 31 de julho. Em resumo, estas operações somaram aproximadamente R$ 1,4 trilhão, refletindo a utilização disseminada entre os brasileiros.

No final de agosto, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que o Pix vai assumir o lugar dos cartões de crédito no país em algum momento. Inclusive, o BC vem planejando utilizar o sistema de pagamento instantâneo dessa maneira, ocupando o lugar dos cartões de crédito.

Em síntese, a nova função teria o poder de dispensar as bandeiras dos cartões de crédito, promovendo uma redução dos custos e das taxas de juros, pois haveria uma intermediário a menos no processo de utilização dos cartões. Isso mostra que os brasileiros poderão aproveitar o meio de pagamento instantâneo para utilizá-lo tanto como débito automático quanto como cartão de crédito.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.