Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial: Governo finaliza pagamentos da 4ª parcela nesta sexta, 30

De acordo com informações do calendário oficial do programa, pagamentos da quarta parcela do Auxílio chegam ao fim nesta sexta, 30

O Governo Federal finaliza nesta sexta-feira (30) os pagamentos da quarta parcela do Auxílio Emergencial. Dois grupos são os últimos a receber os montantes nesta data. Um deles são os informais que nasceram no mês de dezembro. O outro é o das pessoas que recebem o Bolsa Família e que possuem o Número de Inscrição Social (NIS) terminando em 0.

De acordo com o calendário oficial do programa, esta é oficialmente a última data de pagamentos desta quarta parcela. Com isso, o Governo fecha os repasses deste ciclo do Auxílio Emergencial. Vale lembrar que o projeto ainda deve fazer mais três liberações até o final deste ano de 2021.

Inicialmente a ideia do Governo Federal era pagar o benefício até esta data. No entanto, a pandemia do novo coronavírus ainda não deu sinais de que está chegando ao fim. Por isso, diante deste cenário, o Palácio do Planalto optou por estender o programa por mais três meses. Os pagamentos seguirão portanto até o próximo mês de outubro.

De acordo com a Caixa Econômica Federal os informais que recebem o dinheiro nesta sexta (30), só podem mexer na quantia de forma digital. Isso significa dizer portanto que essas pessoas terão que usar o aplicativo Caixa Tem ou mesmo o Internet Banking para usar o montante. Só depois é que eles irão poder sacar a parcela.

As pessoas que recebem o Auxílio Emergencial por meio do Bolsa Família seguem uma regra diferente. De acordo com as informações oficiais, eles podem realizar os saques do programa no exato dia da liberação da quantia. No caso dos que possuem o NIS terminando em 0, essa data é justamente esta sexta-feira (30).

Prorrogação

Recentemente o Governo Federal anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, os pagamentos irão seguir sendo realizados até, pelo menos, o próximo mês de outubro.

Esse prazo, no entanto, pode crescer. É que de acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, o projeto pode passar por uma segunda prorrogação. Isso só vai acontecer se a pandemia do novo coronavírus não der uma trégua. E é por isso que eles estão de olho nos números do Ministério da Saúde.

Para Guedes, o Governo Federal precisa agir o quanto antes para fazer uma imunização em massa da população. De acordo com ele, essa seria a única forma de tentar normalizar a situação e permitir que as pessoas voltem a trabalhar.

Valores do Auxílio Emergencial

Independente do tamanho da prorrogação, o fato é que o Governo Federal não quer saber dessa história de aumento. De acordo com informações de bastidores, a ideia agora é manter os atuais patamares de liberações.

Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 37 milhões de brasileiros estão recebendo o dinheiro do programa. Esse número chegou a ser de 39 milhões antes dos cancelamentos do Dataprev.

Atualmente, os valores do projeto variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender da pessoa que está recebendo o montante em questão. No caso das mães solo, por exemplo, o Governo fornece esse patamar maior de pagamentos.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.