Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial: veja quais estados somam mais cancelamentos

Em resposta ao Senado, Governo Federal divulgou a lista de estados com mais cancelamentos no Auxílio Emergencial

Algo em torno de 1,7 milhão de usuários do Auxílio Emergencial foram bloqueados e perderam os seus benefícios preventivamente. Quem está dizendo isso é o próprio Governo Federal por meio de uma divulgação oficial de dados. É que alguns parlamentares solicitaram esses dados formalmente.

De acordo com o Governo, este é o número que inclui apenas as pessoas que tiveram o cancelamento preventivo da Controladoria Geral da União (CGU). Trataram-se portanto de bloqueios preventivos por indícios de irregularidades. Além disso, vale lembrar também que esses dados incluem apenas os casos de 2021.

Segundo essas informações, o estado que mais registrou cancelamentos no Auxílio este ano foi São Paulo. De acordo com o Ministério da Cidadania, algo em torno de 349 mil pessoas tiveram o bloqueio no programa por lá. Isso é portanto mais do que o dobro do que registra o segundo colocado, que é Minas Gerais.

Ainda de acordo com esses dados, cerca de 171 mil mineiros perderam o Auxílio este ano. Eles são seguidos pelo estado do Rio de Janeiro, que tem cerca de 144 mil bloqueios. O top 5 se completa com o Paraná, com 107 mil casos e o Rio Grande do Sul, com 83 mil cancelamentos pela CGU este ano.

Nenhum estado do Nordeste, do Norte ou do Centro-Oeste aparece neste top-5 de mais bloqueios. Este é um dado que chama atenção. Na sexta posição desta lista indesejável do programa aparece Pernambuco com pouco mais de 68 mil casos de cancelamentos do Auxílio Emergencial do Governo Federal

Fraudes no Auxílio

De acordo com informações do próprio poder executivo, a regra este ano foi justamente aumentar o cerco contra fraudes no Auxílio Emergencial. É que de acordo com a própria CGU, muita gente conseguiu dar golpes.

Por isso, além da CGU, a Dataprev também está atuando para fazer análises periódicas nas contas de cada uma das 35 milhões de pessoas que estão recebendo o dinheiro do benefício em questão.

E a tendência é que mais cancelamentos aconteçam daqui até o final dos pagamentos do programa. Pelo menos essa é a expectativa do Governo Federal. É justamente por isso que é importante olhar sempre o site oficial da consulta do projeto.

Críticas aos cancelamentos

Nas redes sociais, muita gente está mostrando insatisfação com esses bloqueios no Auxílio Emergencial. Muitos deles, aliás, alegam que o motivo do cancelamento apresentado pelo Governo não faria sentido.

“Disseram que meu Auxílio foi bloqueado porque eu vivo fora do país. Eu nunca nem saí do Brasil. Eu nem tenho passaporte”, disse um usuário em sua conta oficial do Twitter. Casos como o dele não são tão incomuns.

De acordo com o Governo Federal, pelo menos uma parte dos usuários que passam pelo cancelamento possuem o direito de contestar o resultado. É preciso, no entanto, ficar atento ao site oficial da consulta porque são apenas 10 dias úteis para fazer essa reclamação. É o que dizem as regras oficiais do projeto em questão.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Angela Diz

    Sacanagem desse governo, desgovernado, garanto que aquele que não precisa desse dinheiro receberá até a 7 parcela,indignada.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.