Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio emergencial: Veja como emitir o CPF de graça para receber R$600

Receita Federal liberou a solicitação gratuita de CPF através do e-mail para quem precisa receber o auxílio emergencial de R$ 600,00

Receita Federal informou que está liberada a solicitação gratuita de CPF através do e-mail para quem precisa receber o auxílio emergencial de R$ 600. O objetivo é facilitar o pagamento do benefício, criado para amenizar o impacto do novo coronavírus na economia do país.

Segundo o Fisco, a emissão do número do CPF por e-mail, poderá ser feita conforme região onde reside o requerente.

Veja abaixo os endereços de e-mail para inscrição:

  • 1ª Região Fiscal (DF, GO, MT, MS e TO) atendimentorfb.01@rfb.gov.br
  • 2ª Região Fiscal (AC AM, AP, PA, RO e RR) atendimentorfb.02@rfb.gov.br
  • 3ª Região Fiscal (CE, MA e PI) atendimentorfb.03@rfb.gov.br
  • 4ª Região Fiscal (AL, PB, PE e RN) atendimentorfb.04@rfb.gov.br
  • 5ª Região Fiscal (BA e SE) atendimentorfb.05@rfb.gov.br
  • 6ª Região Fiscal (MG) atendimentorfb.06@rfb.gov.br
  • 7ª Região Fiscal (ES e RJ) atendimentorfb.07@rfb.gov.br
  • 8ª Região Fiscal (SP) atendimentorfb.08@rfb.gov.br
  • 9ª Região Fiscal (PR e SC) atendimentorfb.09@rfb.gov.br
  • 10ª Região Fiscal (RS) atendimentorfb.10@rfb.gov.br

Documentos necessários

Devem ser anexados os seguintes documentos no e-mail para fazer a inscrição de CPF gratuita pela internet.

  • Para maiores de 16 anos: documento de identificação, RG atualizado. Se o RG não estiver atualizado, deve anexar também a certidão de casamento ou nascimento. Além disso, são aceitos carteira de trabalho e passaporte.
  • Para menores de 16 anos: RG ou certidão de nascimento do menor e RG do responsável (pai, mãe ou tutor ou guardião judicial). No caso de representação por tutor ou guardião, anexar também o respectivo termo de tutela ou guarda. São aceitos também carteira de trabalho e passaporte.
  • Comprovante de endereço
  • Título de eleitor (facultativo)
  • Foto de rosto (selfie) do requerente ou responsável segurando o documento de identidade aberto (frente e verso) se atente para aparecer a fotografia e o número do documento legível.

Caixa já pagou a 37 milhões

Desde o dia 09 de abril, quando os pagamentos do auxílio emergencial foram iniciados, a Caixa Econômica Federal liberou o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 para 37,2 milhões de brasileiros. São R$ 26,2 bilhões no total.

Até o momento, 47,6 milhões de brasileiros já concluíram o cadastro no site e no aplicativo, através do qual informais, autônomos, desempregados e MEIs podem solicitar o benefício.

O site oficial de cadastros, o “auxilio.caixa.gov.br”, já superou a marca de 312,3 milhões de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 78,1 milhões de ligações. Além disso, já foram feitos:

  • 61,7 milhões de downloads do aplicativo Auxílio Emergencial Caixa
  • 46,9 milhões de downloads do aplicativo Caixa Tem (para movimentação da poupança digital).

Caixa divulgou três calendários diferente para pagamentos do auxílio emergencial:

  • um deles é para quem se cadastrou para receber o Auxílio Emergencial via aplicativo ou do site;
  • um segundo para os beneficiários que recebem o Bolsa Família; e
  • um terceiro para os inscritos no Cadastro Único que não recebem o Bolsa Família e mulheres chefes de família.

Saques da poupança digital

Para evitar aglomerações, a Caixa liberou um novo calendário para os beneficiários que quiserem sacar em dinheiro o valor depositado nas poupanças digitais abertas para os trabalhadores. Veja as datas:

  • 27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 28 de abril – nascidos em março e abril
  • 29 de abril – nascidos em maio e junho
  • 30 de abril – nascidos julho e agosto
  • 4 de maio – nascidos em setembro e outubro
  • 5 de maio – nascidos em novembro e dezembro

Saiba quem pode receber o auxílio emergencial

O projeto altera uma lei de 1993, que trata da organização da assistência social no país. De acordo com o texto, durante o período de três meses será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • seja maior de 18 anos;
  • não tenha emprego formal;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimos ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;
  • que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70. Exigência excluída pela Câmara em 16/04/2020.

O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

  • microempreendedor individual (MEI); ou
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou
  • trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.

A proposta estabelece que apenas duas pessoas da mesma família poderão receber cumulativamente o auxílio emergencial e o benefício do Bolsa Família, podendo ser substituído temporariamente o benefício do Bolsa Família pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa para o beneficiário. A trabalhadora informa, chefe de família, vai receber R$ 1.200.

Como pedir o auxílio

Os trabalhadores poderão solicitar o auxílio emergencial de R$600 das seguintes formas:

  • 1. O cidadão, no primeiro momento, deve acessar a página inicial oficial do site da Caixa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio);
  • 2. Na página seguinte, são mostrados os requisitos necessários para ter direito ao auxílio emergencial de R$600 a R$1.200;
  • 3. Após isso, o trabalhador informal deve preencher dados como nome completo, CPF e data de nascimento;
  • 4. Logo após, será necessário o preenchimento do número do celular para recebimento de um código de verificação por SMS;
  • 5. Assim chegar por SMS, o código de verificação deve ser colocado no campo “código recebido”;
  • 6. Feito isso, o cidadão deverá informar a renda, o ramo de atividade (as opções oferecidas pelo sistema são Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadorias, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
  • 7. Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
  • 8. O trabalhador poderá escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta já existente ou criar uma poupança digital;
  • 9. Após informar a opção, trabalhador deve fornecer seu documento (RG ou CNH);
  • 10. Em seguida vêm os dados fornecidos pelo trabalhador;
  • 11. Na tela final, aparece o aviso de que o pedido do auxílio emergencial está em análise.

Veja também: Liberado dois saques do FGTS: um de R$1.045 e outro com adicional de até R$2.900

Avalie o Texto.
11 Comentários
  1. Conceição Diz

    Meu axilio foi aprovado, mas tá com dois dias que aprece pra eu refazer uma nova solicitação, alguém pode me ajudar pq no aplicativo só aparece uma opção que é ver a solicitação.

  2. Carliana maria Gomes da Silva Diz

    O meu auxílio emergêncial está em análise quero uma resposta não estou trabalho sou mãe solteira

  3. Ademario da Silva Santos Diz

    Eu ademario da Silva Santos)Só recebi a primeira parcela do meu auxílio emergencial:trabalho com turismo aqui em Porto Seguro BA. Estou passando necessidades!!!!)

  4. ELIZANGELA FERREIRA DA SILVA Diz

    Como fazer um novo cadastro do auxilio emergencial porque eu não consigo fazer um novo cadastro porque fala que meu cpf ja esta cadastrado

  5. Bianca Diz

    A selfie que é pedida é da pessoa que quer o cpf ou da pessoa que está emitindo para ela?

  6. Sonia Pereira Do nascimento Diz

    Eu ja me cadastrei e coloquei minhas netas que Morão comigo mas a mãe delas fez tambm e colocou elas tambm agora o meu deu que algum membro da familia j recebeu eu queria refazer e tira as netas e deixa so eu

    1. ELIZANGELA FERREIRA DA SILVA Diz

      Como fazer para tira um cpf do meu visinho que ele nao tem

  7. Josias Diz

    Bom dia, também me foi negado o auxílio Vai fazer 4 anos que estou desempregado minha esposa não está doendo trabalhar por que é diarista e tmbm foi negado o pedido dela enquanto isso muitas pessoas que tem suas carteiras assinadas e estam trabalhando normalmente receberam e outros que nunca contribuiram m o INSS (adolescentes ) estam gastandodo o que ganharam do governo nas drogas e baladas . Estou indignado com os erros desta DataPreve.

  8. Gardênia Diz

    Enquanto muitos brasileiros que trabalham contribuí com seus impostos e residem no Brasil tem o auxílio negado!! Vários Bolivianos vivem nas cidades de fronteiras que vivem no seu país de origem Bolívia!! trabalham e contribuí com seus impostos para aquele país foram aprovados para receber o auxílio emergencial do Governo Brasileiro, sabe porque? Simplesmente porque tem seus cônjuges brasileiro e com isso tiveram dupla nacionalidade e alguém da família dos cônjuges facilitaram a inscrição com endereço aqui no Brasil…isso e realidade o Povo brasileiro estão sendo trapaceando injustiçados!! E esse ministro da cidadania o presidente da caixa não se deram conta ou simplesmente fingem não ver!! Poxa vida eu tenho direito a esse auxílio e foi negado ,só porque tenho minhas filhas que vivem em outro estado com suas família se escreveram, e óbvio que elas tem suas vidas independente da minha !! Eu vivo em outro estado trabalho e no momento não posso atuar por fazer parte do grupo de risco e tenho uma filha universitária da UFSM que vive em outro estado a qual e dependente minha pois a mesma estuda período integral !! Pergunto ao ministro, como uma cuidadora técnica enfermagem que ganha pouco e desempregada que faz parte do grupo de risco vai arca a despesa de alugueis sendo o meu e da minha filha , mais alimentação etc.? Será que estamos reclamando em chinês, pra que serve o Dataprev? Façam uma investigação sigiloso , com essas pessoas que vive nas fronteiras vejam se algum deles vive no Brasil e contribuí com os impostos, façam uma varredura busquem no endereço os quais foram fornecido, onde trabalham no Brasil!!! Tô passando com tanta fraucatua nesse país e muito triste tudo isso. Acredito eu que todo país não importa qual ajudem seus povo pois os mesmo contribuem com mesmo, e não fazer o que os Bolivianos estão fazendo, isso só foi um país que está sendo falado imagine os demais pais que fazem fronteira também!

  9. María de Lourdes Ribeiro Diz

    Sou mãe solteira desempregada tenho um filho neto e não tive direito a o auxílio emergêncial pago aluguel faço bico quando aparece vivo dependendo de ajuda dos outros tá difícil só Jesus na causa …

  10. Edneia santos Rosa Diz

    Cmo fazer novo cadastramento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.