Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial vai entrar na última parcela; veja as últimas datas

A Caixa Econômica Federal termina ainda este mês os depósitos da sétima e última parcela do auxílio emergencial.

O que muitos beneficiários estavam temendo está prestes a acontecer. A Caixa Econômica Federal termina ainda este mês os depósitos da sétima e última parcela do auxílio emergencial.

Veja também: Auxílio Emergencial: veja quem saca 6ª parcela nesta quarta, 6

Atualmente a instituição está liberando os saques e transferências da sexta parcela do programa para o público geral. Já podem ter acesso ao benefício em espécie os cidadãos nascidos em janeiro e fevereiro.

A partir desta quarta-feira (6), poderão sacar o benefício os segurados nascidos em abril. A previsão é que o calendário seja encerrado no dia 19 de outubro, quando os nascidos em dezembro terão acesso ao auxílio.

No entanto, antes que o calendário de saque em vigência seja encerrado, os beneficiários do Bolsa Família já começam a receber a sétima parcela do coronavoucher, especificamente no dia 18 de outubro.

Com relação aos demais segurados, terão o benefício da sétima rodada depositado a partir do dia 21 de outubro. Para este grupo, há outro calendário de pagamentos, no entanto, referente as datas para saques e transferência do abono.

Isso porque, normalmente são liberados três calendários para cada parcela do programa. Um destinado ao público do Bolsa Família, que já possui permissão para saque imediatamente, e os outros dois para o público geral, sendo um de depósitos e outro para autorização dos saques.

Valores do auxílio emergencial em 2021

Para que o programa fosse viabilizado novamente este ano, o Governo Federal teve que aplicar algumas reduções. O número de beneficiários diminui para quase a metade, bem como o valor das parcelas.

Hoje, os segurados recebem o benefício conforme a composição familiar, sendo R$ 150 para quem mora sozinho, R$ 250 para os representantes de grupos familiares e, R$ 375 para as mães solteiras chefes de famílias monoparentais.

Auxílio emergencial em 2022

Devido a possibilidade de desamparo dos cidadãos atualmente atendido pelo auxílio emergencial, o presidente da república, Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, ressaltaram a manutenção do programa para 2022.

Isso ocorre devido à dificuldade encontrada pela equipe técnica do governo em implementar o Auxílio Brasil, novo programa social que substituirá o Bolsa Família. Todas inconsistências estão relacionadas ao orçamento da proposta.

Diante disso, é necessário encontrar uma forma de não deixar os cidadãos em situação de vulnerabilidade social e financeira totalmente desamparados, mesmo que recebam uma quantia simbólica, como ao do coronavoucher.

Contudo, a decisão da continuidade ou não do auxílio deve ser tomada ainda este mês, considerando a obrigatoriedade da entrega do projeto das Leis de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022.

Calendário da 7ª parcela do auxílio emergencial 2021

Para o público Geral:

Mês de nascimento Depósitos Saques
Janeiro 20 de outubro 1º de novembro
Fevereiro 21 de outubro 3 de novembro
Março 22 de outubro 4 de novembro
Abril 23 de outubro 5 de novembro
Maio 23 de outubro 9 de novembro
Junho 26 de outubro 10 de novembro
Julho 27 de outubro 11 de novembro
Agosto 28 de outubro 12 de novembro
Setembro 29 de outubro 16 de novembro
Outubro 30 de outubro 17 de novembro
Novembro 30 de outubro 18 de novembro
Dezembro 31 de outubro 19 de novembro

 

Para o Bolsa Família:

Nº final do NIS Datas de pagamento
NIS 1 18 de outubro
NIS 2 19 de outubro
NIS 3 20 de outubro
NIS 4 21 de outubro
NIS 5 22 de outubro
NIS 6 25 de outubro
NIS 7 26 de outubro
NIS 8 27 de outubro
NIS 9 28 de outubro
NIS 0 29 de outubro

Veja também: Bolsa Família: valor médio deve subir e chegar a R$300 em novembro

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

2 Comentários
  1. Antonia Diz

    Eu agradeço muito ajuda do governo mesmo que e pouco mais ajuda para comprar feijão e arroz temos que concordar por e fácil para nós pobres mais ja uma ajuda

  2. Marciana Fernandes Diz

    Vejo tantas colegas que recebem auxílio sem precisar. Enquanto o meu eles cortaram

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.