Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial: REVELADO quem recebeu em junho

De acordo com informações do Governo Federal, número é menor do que eles esperavam para esse Auxílio Emergencial

O Governo Federal liberou durante o último mês de junho o pagamento do Auxílio Emergencial para cerca de 37 milhões de brasileiros. São pessoas que seguem atendendo a todos os requisitos do programa. O número de beneficiários está muito abaixo daquilo que o próprio Palácio do Planalto esperava que iria acontecer.

De acordo com informações de bastidores, o Governo Federal tinha em mente a ideia de pagar este Auxílio Emergencial para cerca de 45 milhões de brasileiros. Só que ao fazer a análise dos dados das pessoas, eles encontraram apenas 39 milhões de cidadãos aptos para receber o benefício em questão.

Esse número era portanto mais baixo do que aquilo que eles estavam esperando. A questão aqui é que essa quantidade de beneficiários do Auxílio Emergencial segue caindo mês após meses. Desde o início dos pagamentos em abril, eles fizeram o corte do programa para mais de 2 milhões de pessoas.

Segundo informações do Ministério da Economia, essa queda seria normal. Acontece que o Dataprev está reanalisando as contas de todos os brasileiros que fazem parte do programa em questão. O objetivo é tentar fazer com que essas análises acabem ajudando a diminuir a quantidade de fraudes que aconteceram no ano anterior.

De acordo com dados de projeções da Controladoria Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União (TCU), o Governo gastou bilhões em pagamentos irregulares em 2020. Segundo os especialistas, esse dinheiro poderia estar no bolso de pessoas que realmente estavam precisando, mas que não receberam a quantia por algum motivo.

Campanha

Nas últimas semanas, o Governo Federal vem aumentando a campanha publicitária em torno do Auxílio Emergencial. Nas redes sociais, por exemplo, o Ministro da Cidadania, João Roma, celebrou a prorrogação do benefício.

Nesse texto, ele não menciona a redução de beneficiários e diz apenas que o Palácio do Planalto está levando o dinheiro para quem mais precisa. Ele também estima que quase 40 milhões estão recebendo a quantia.

O Governo Federal tende a aumentar o ritmo da campanha sobre o Auxílio Emergencial. A ideia é colar cada vez mais o programa ao Presidente Jair Bolsonaro. E aí o objetivo é fazer a mesma coisa no lançamento do novo Bolsa Família no último trimestre. 

Auxílio emergencial

Os pagamentos desta edição do Auxílio Emergencial começaram em abril deste ano. Os valores são notadamente mais baixos do que os de 2020. Agora, as parcelas variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender da pessoa que recebe.

E isso não deve mudar durante a prorrogação do benefício. De acordo com informações do Ministério da Economia, mesmo diante de muita pressão, o Governo não quer mudar de ideia quanto aos montantes do programa.

O que pode mudar mesmo é a quantidade de pessoas que recebem o dinheiro do Auxílio. No entanto, não seria uma mudança para mais, e sim para menos. De acordo com as informações oficiais, novos cortes devem continuar acontecendo.

2 Comentários
  1. Cristiane Tavares. Freire Telles Diz

    Bloquearam a terceira parcela do auxílio eu estando desempregada ,meu filho na mesma situação , covardia !!!
    O governo que odeia necessitado , se faz de bomzonho ,fazendo covardia , indignada !! Eu contava com esse valor de 250

  2. Simone Guimarães machado Diz

    Achou um abisudo o governo tirar o auxílio de que realmente precisa eu não tenho renda nenhuma tenho dois filhos menores e eles fazem isso comigo nem fazer contestação eu consigo diz que já expirou achou que esse sistema da Dataprev ver as coisas errada que tá certo tá errado eu tenho um filho 6 anos e outro de 10 anos aí abrir a boca e fala tô pensando no povo não tá não tô indignada com isso mais vou na união quero que prove que estou recebendo errado infelizmente a cada dia ficou mais triste com nós pais além de não ter emprego para trabalhar invertar que não tenhe direito que precisa

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.