Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.3/5 - (18 votes)

Auxílio emergencial: Governo libera R$1 mil para beneficiários. Veja como receber

A intenção é atender cerca de 30 milhões de brasileiros com a nova modalidade de empréstimo. Além disso, o governo acredita que a medida pode impulsionar a economia do país, que ainda sofre com os impactos da pandemia da Covid-19.

O Governo Federal anunciou recentemente a criação de um programa de microcrédito voltado a famílias de baixa renda que recebiam o benefício do Auxílio Emergencial. O valor para contratação pode chegar a R$ 1 mil para pessoas físicas.

A intenção é atender cerca de 30 milhões de brasileiros com a nova modalidade de empréstimo. Além disso, o governo acredita que a medida pode impulsionar a economia do país, que ainda sofre com os impactos da pandemia da Covid-19.

O público alvo do microcrédito são as famílias que participavam do Auxílio Emergencial, como mencionado, que em decorrência do encerramento do programa ficaram desamparadas financeiramente.

Microcrédito do governo

De modo geral, o microcrédito será destinado aos microempreendedores individuais (MEIs) e pessoas físicas, por meio do Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores.

Para as pessoas físicas o empréstimo será de até R$ 1 mil, com juros mensal de, no máximo, 1,95%. Já para os MEIs o valor contratado pode atingir R$ 3 mil, sendo o juros mensal de até 1,99%. Em ambos os casos a dívida pode ser parcelada em até 24 meses (2 anos).

Segundo informações da Caixa Econômica Federal, a liberação do microcrédito está prevista para o dia 28 de março deste ano. O interessado pode solicitar o serviço sem sair de casa pelo aplicativo Caixa Tem.

No entanto, esta possibilidade só é para as pessoas físicas. Os microempreendedores individuais devem, obrigatoriamente, fazer o pedido do empréstimo em uma agência da Caixa Econômica.

Contudo, é importante frisar que no caso dos MEIs o valor pode demorar de cair na conta, tendo um prazo de até 45 dias. Ademais, os recursos devem ser usados exclusivamente para investimento no pequeno negócio, seja no capital, pagamento de fornecedor, compra de novos equipamentos, entre outros.

Consulta ao Auxílio Emergencial na Dataprev

A consulta do Auxílio Emergencial 2022 deve ser realizada no portal Dataprev. Veja os passos a seguir:

  1. Acesse o portal de Consulta ao Auxílio Emergencial;
  2. Preencha o campo com o seu Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  3. Com o seu nome completo; e
  4. Com o nome da sua mãe completo (ou selecione a opção “mãe desconhecida);
  5. Coloque sua data de nascimento no campo solicitado;
  6. Selecione o reCAPTCHA para provar que é humano;
  7. Clique em “ENVIAR”.

Ainda no site da Dataprev, é possível acompanhar todas as informações concernentes ao benefício – como resultados, datas de recebimento e envio dos dados pela Caixa à Dataprev e vice-versa, além da justificativa caso o auxílio tenha sido negado.

Auxílio emergencial

O Governo Federal começou os pagamentos do seu Auxílio Emergencial ainda no início do ano de 2020. Na ocasião, o texto foi aprovado pelo Congresso Nacional. No decorrer daquele ano, o benefício chegou à casa de quase 70 milhões de pessoas.

Isso durou até dezembro de 2020. Entre os meses de janeiro e março de 2021, o Governo optou por não fazer mais nenhum tipo de pagamento do programa. Logo depois de muita pressão e piora da situação da pandemia, eles decidiram retomar os repasses em abril.

Nesta nova fase, aliás, o Auxílio Emergencial retornou em uma versão menor do projeto. De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, desta vez os repasses chegaram em algo em torno de 39 milhões de pessoas fazendo pagamentos de no máximo R$ 378.

4.3/5 - (18 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Yamilet yro Diz

    Bom dia dias. Há três meses me inscrevi para o auxílio da Aid Brasil. Não tive resposta e também não consegui emprego. Posso acessar a ajuda de emergência?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.