Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

1/5 - (1 vote)

Auxílio emergencial: Cota extra de R$ 3.000 é confirmada; veja quem pode

O Governo Federal solicitou ao Congresso Nacional a abertura fiscal de R$ 2,8 bilhões para atender os pais solteiros por meio do PLN 43/21.Cota extra de R$ 3.000 é confirmada

Homens chefes de famílias monoparentais que não tiveram acesso as cotas duplas do Auxílio Emergencial ou até mesmo nem receberam o benefício, poderão ganhar ainda neste mês de dezembro um abono retroativo dos valores. Uma cota extra de R$ 3.000.

O Governo Federal solicitou ao Congresso Nacional a abertura fiscal de R$ 2,8 bilhões para atender os pais solteiros por meio do PLN 43/21. No entanto, na última semana o presidente da república, Jair Bolsonaro, pediu a retirada da tramitação do texto.

Veja também: NOVO auxílio emergencial para os trabalhadores consta em novo projeto do Governo

Isso porque, de acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, não será necessária aprovação dos recursos pelos parlamentares, uma vez que foi promulgada a PEC dos Precatórios. A medida abriu um espaço fiscal de R$ 106 bilhões para o Governo Federal, viabilizando os novos pagamentos do programa.

Desta forma, parte do montante será utilizado pela equipe econômica para custear o Auxílio Brasil de R$ 400, além das novas parcelas retroativas do Auxílio Emergencial e outros gastos com medidas públicas.

Saiba como consultar o auxílio retroativo

Para saber se terá acesso ao benefício, os cidadãos poderão consultar com o número do CPF no portal da Dataprev, pelo endereço.

Ao abrir a aba de consulta no site serão exibidas todas as informações de pagamentos do Auxílio Emergencial. Lembrando que a cota extra será paga aos homens provedores de família solo inscritos no Cadastro Único até 2 de abril de 2020 ou que se cadastraram pelas plataformas digitais até 2 de julho de 2020.

Além desses critérios, outros requisitos serão analisados para a concessão, sendo eles:

Para público do Cadúnico e beneficiário do Bolsa Família Brasil (agora Auxílio Brasil): será analisado se o pai solteiro está cadastrado como Responsável Familiar e recebeu cota simples do Auxílio Emergencial, se não possui cônjuge ou companheiro(a) e se há na família pelo menos uma pessoa menor de 18 anos.

Para o público inscrito pelos canais digitais do programa: será verificado se o homem solteiro chefe de família recebeu cota simples do benefício (R$ 600), se não tem cônjuge ou companheiro(a), e se há pelo menos uma pessoa menor de 18 anos na família. Além disso, será analisado se não houve pagamento de cota dupla (R$ 1.200) para outra beneficiária ou marcação de chefe de família por outra pessoa do mesmo grupo familiar.

1/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

14 Comentários
  1. Dioleno de Souza Diz

    Meu nome dioleno de Souza moro com minha mãe e ela anda muito doente precisa desse auxílio

  2. Everaldo José lins Diz

    Tenho, 51 anos sou desemprego não tenho Neuman renda gosyatia de receber esse novo alxilio ouyra vez.

  3. Flavio Diz

    porque o pai que esta desempregado paga pensão desempregado nao se enquadra nesse auxílio e se for pra justiça ainda pode ser preso na falta de emprego

  4. Juliana Diz

    Sou mãe de três filhos e no Dataprev e no cidadania meu filho está como meu cônjuge ou companheiro não entendo prá que fazer atualização se lá ainda dia que meu filho mais venho é meu marido perdi o direito de ser mãe chefe de família desdo ano passado quê está assim já fui no CRAS 3 vezes e está do mesmo jeito

  5. Raquel Rosenes Pires Diz

    Eu recebi o auxílio até outubro e até agora nada mais só meu marido está trabalhando e aqui está um surto de gripe forte e o perigo maior por ser fronteira nossa ficar sem trabalhar é ruim e um salário só não dá pra nada meu Deus me. Sinto assim desamparada

  6. Roseli Gama Alkmim Diz

    Como posso receber o auxílio emergencial ou bolsa família sem ter que pegar chave no banco da Caixa Econômica Federal

  7. José digo Diz

    Moro sozinho não tenho Filho estou desempregado sem trabalhar nunca trabalhei de carteira de assinada

  8. Márcio Kurozawa Diz

    Eu também sou pai solteiro,e cuido do meu filho sozinho…..Ele tem 8 anos e cuido dele desde os 4 anos. Como o governo vais saber da situação ?

  9. Fernando Rodrigues Dos Santos Diz

    Olá boa tarde olha eu sou divorciado e moro sozinho e não tenho nem uma renda quero saber se eu posso pegar esse alxilio

  10. CIRO COSTA GARCIA JUNIOR Diz

    Sou pai solteiro com um menino de 11 anos
    Como eles vão saber que tenho filho se qd fiz o cadastro no caixa tem essa informação não tinha

  11. Preto velho Diz

    Mais democracia e menos divisão social governo Federal.

  12. jose arcebiades Diz

    Não recebi alxilio emergencial não recebo aposentadoria o que posso fazer

  13. Leandro Esteves de Melo Diz

    Eu gostaria de fazer parte desse novo alxilio outra vez

  14. Gilmar Diz

    Precisamos sim é do décimo quarto salário pois arrumam dinheiro pra tantas coisas e os aposentados estão aí esquecidos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.