Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial com o valor fixo de R$1.200; veja a nova proposta

O Projeto de Lei (PL) 2.099/20 pede que o pagamento do auxílio emergencial para mães chefes de família, que paga R$ 1,2 mil por parcela, vire permanente. Atualmente, esse projeto está sendo analisado pela Câmara dos Deputados. O aturo do projeto é o deputado Assis Carvalho (PT-PI).

Se o Projeto de Lei for aprovado, irá beneficiar as brasileiras provedoras de famílias monoparentais. Ou seja, serão beneficiadas as mulheres em que as famílias possuem ao menos um dependente menor de 18 anos e que não possuem cônjuge ou companheiro.

Ainda após análise da Câmara, o Projeto de Lei também será analisado pela Defesa dos Direitos da Mulher, Seguridade Social e Família, Finanças e Tributação, Constituição e Justiça e de Cidadania.

Atualmente, para ter direito ao auxílio emergencial de R$ 1,2 mil, voltado para as mães chefes de família, é necessário não ter emprego formal, ter mais de 18 anos, não ser beneficiário de programa previdenciário ou assistencial e não receber seguro desemprego ou programa de transferência de renda do governo, com exceção do Bolsa Família.

Também é necessário ter renda familiar por mês per capita de até meio salário mínimo, de R$ 522,50, ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos, de R$ 3.135. Entre os requisitos está ainda ser microempreendedora individual (MEI), trabalhadora informal, autônoma ou desempregada.

Veja quantas parcelas você receberá na prorrogação do auxílio

As parcelas extras do auxílio emergencial no valor de R$ 300 são válidas apenas para os beneficiários que já estão recebendo o benefício de R$ 600. No entanto, o número de parcelas depende de quando o trabalhador, que não faz parte do Bolsa Família, começou a receber o benefício no valor inicial.

As novas parcelas no valor R$ 300 começam a ser pagas somente após a conclusão das cinco parcelas iniciais de R$ 600. Novas inscrições não serão feitas, portanto, apenas quem foi aprovado para as parcelas de R$ 600 poderá receber as parcelas extras.

A quantidade total de parcelas que o cidadão terá direito vai depender de quando ela começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em agosto: vai receber 4 parcelas de R$ 300 nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em setembro: vai receber 3 parcelas de R$ 300 nos meses de outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em outubro: vai receber 2 parcelas de R$ 300 nos meses de novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$600 em novembro: vai receber apenas 1 parcela de R$ 300, em dezembro.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
24 Comentários
  1. Izabel Diz

    Acredito que auxilio não é mais de um salário mínimo para mulheres que não tem marido. Acho um absurdo. Se é auxilio que aprovem 300 reais para que possam trabalhar para complementar o auxílio, ganhar mais que um trabalhador que dar duro 8h diárias! Inadimissivel!

  2. Luciene Diz

    Recebi a primeira e segunda parcela..Depois não recebi mais nada.Sou separada e cuido de minha filha de 15 anos…Estou tentando ter uma grana fazendo balas de coco…Foi começa segunda parcela w conseguir compra o material pra fazer as balas.Mas ném Sempre vendo…Tdos os dia eu vou lá no App pra saber se já está liberado e nada …Qro meu dinheiro eu tenho diretos e tenho uma filha pra criar.

    1. Josilene Diz

      Concordo eu tbm não tô recebendo mais nada tenho três filhos e nada desse dinheiro vir e um absurdo

  3. katia rodrigues Diz

    Hum!!

  4. Alguém Diz

    Isso aí! Ao invés de emprego pra todo mundo, vamo incentivar o povo a ter filho e viver disso. Agora a pergunta principal é: quem é que vai pagar essa conta?
    Não tenho nada contra em ajuda quem realmente precisa, mas, meu… jogar 1 salário assim sem mais nem menos é equivalente à aposentadoria pra quem tem filho. Quem não tiver vai continuar se fo####d# e se virando pra ver se consegue emprego e contribuir, pagar, a aposentadoria dos então citados. Vou arrumar um p#t# e combinar pra gente ter um filho e dividir o dinheiro, o filho será muito bem vindo e criado com o melhor possível. Vlw governo! Vocês tão show! Usando 100% do cérebro, diminui um pouco pra não queimar…

    1. katia rodrigues Diz

      Gente! Incrível. Você não tem noção das coisas que está falando. O Brasil tem dinheiro suficiente, isso é fichinha. Se fosse quebrar a economia, não existiria auxílio algum. E temos que respeitar as pessoas que vivem na precariedade sim, é o mínimo que devemos fazer.
      Se pode ajudar, beleza. Mais se não, respeita!

      1. Alguém Diz

        14 milhões de desempregados antes da pandemias.Cadê esse dinheiro milagroso de que você fala?

      2. Alguém Diz

        O que você quer é mamar na vaca. Se interpretasse bem o que eu digitei, teria o Bom sendo de concordar. Se você precisa, meu, que bom que receba. Mas me diga: você tem alguma doença que te empede de trabalhar? Que se aposentar pq teve um filho e ficar na sombra e água fresca esperando os otarios se fdr pra pagar a sua ‘aposentadoria?
        Presta atenção

  5. Morgana Silva Diz

    Até agora aguardo a liberação do meu auxílio emergencial que foi aprovado e em meio as parcelas foi para ” AVALIAÇÃO”…Sou mãe solteira e estou desempregada!!!Infelizmente!!!

  6. Glória Diz

    Incentivo à vagabundagem e às mulheres a fazerem filhos sem responsabilidade.

    1. 2 alguém Diz

      Certamente! Covid parece que estragou o cérebro de quem tá fazendo essas propostas… onde tava esse dinheiro pros 14mi de desempregados ano passado?
      Corrupção do krl e agora isso. E repetindo: QUEM PRECISA, QUE RECEBA EM NOME DE JESUS E CONSIGA ARRUMAR UM EMPREGO E TRABALHAR. Ficar de pernas pra cima nquanto os outros se mata pra pagar conta de luz, água, saneamento (que n tem) tudo cheio de imposto pra poder pagar a aposentadoria de muita gente que não tá nem aí pra nada. É f viu…..

  7. Graziele Martins Gomes da Silva Diz

    Meu auxílio foi bloqueado ..como faço pra pegar

  8. Carlos Diz

    Que belo ensendivo aí não tem mais casamento .so vai ter maes solteiras vai ter tantas crianças no Brasil .que vai ser muito maior que a população da China

    1. katia rodrigues Diz

      Isso é pq você não tem nenhum problema de sobrevivência. Você deve ter um vida muito boa e se alimenta do bom e do melhor. Se coloca no lugar de uma mãe, não importa se é solteira basta não ter o que dar de comer pro filho, e nessa pandemia, que tudo virou de cabeça pra baixo, tudo inflacionou e NÃO TEM EMPREGO! Certamente você não falaria o que falou, ok?

  9. Vanessa Silvia Diz

    Eu tenho bolca familia tenho 20anos e dois filhos pequenos sou chefe de familia tenho possibilidade de receber esse valor

  10. Franceline dos Santos Melo Diz

    Nossa eu mãe solteira com 4 filhos menores de ideia passando por dificuldade só eu trabalho pra manter minha casa meu ganho e pouco ainda meu bolsa família abaixou … Converso com um monte de pessoas que recebe o auxílio emergencial que trabalha e recebe 1200 isso e um descaso pq tem muito gente que nem precisa e recebe esse governo tinha que analisar melhor as condições das pessoas fico muito triste pq o pouco que ganho mal da pra manter meus filhos dói qdo eles pedem as coisas pra comer e não tenho pra dar e o governo tira de quem precisa e da pra quem tem …..

  11. Simone de Jesus Lopes da Silva Diz

    Eu sou mãe solteira de família

  12. Ana Carolina Chaves dias Diz

    Se realmente aprovasse seria uma benção pois com essa crise no país as coisas ficou muito caro as crianças ficou mais em casa querendo as coisas toda hora pra comer e não temos dinheiro suficiente para esta dando coisas toda hora … pra crianças!!! Sou mãe solteira sei como é criar filho sozinha sem ajuda d ninguém tirando o bolsa família, agente não tem outra! Ajuda…..

  13. Vania ferreira dos santos Diz

    Agora ninguem trabalha….todas vai ficar depedente do governo
    Ai sai o governo e entra outro e cancela
    De qm vai ser a culpa

    1. Alguém Diz

      É o que eu tô tentando entender aqui… pqp
      Incentivo a vagabundagem

  14. Roberto guedes Diz

    Nao se comentam mais sobre o 14salario esta dificilpara quem tem so LOAS ou bpc do inss que sobrevive com um salario minimo .
    E esse 14 salario ajudaria muito ja que nao tem 13 salario.
    E como dizer feliz natal pra todos….

  15. Adelita Sacramento Ferreira Diz

    Meu auxílio vem da bolsa família, mas esse mês veio só a metade o que aconteceu??

  16. Kessia Dialice Ferreira Diz

    Só fico em avaliação até quando vai me liberar ? Já soma 4 parcelas sou desempregada e sou mãe solteira quero resposta dou de maio

    1. Franceline dos Santos Melo Diz

      Isso e muita injustiça

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.