Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial: Mourão diz que benefício deveria ter valor menor

O vice-presidente do governo, Hamilton Mourão, falou novamente sobre uma possível prorrogação do auxílio emergencial.

Durante um evento que aconteceu na última quarta-feira (02), o vice-presidente disse que o valor do benefício deveria ter sido menor. Se o valor fosse abaixo de R$300, o auxílio emergencial poderia ser prorrogado por mais tempo, segundo Mourão.

“Inicialmente, a proposta do governo era de R$ 200, passou para R$ 300, veio R$ 500, e terminou em R$ 600. Minha opinião muito clara é que a gente podia ter pago menos por mais tempo, seria mais eficiente e eficaz”, disse o vice-presidente.

“Mas isso é o que foi decidido junto com Parlamento e, bom, deu uma sobrevida essa turma toda. Mas o problema está aí, está no horizonte e temos que buscar uma solução para isso”, completou Mourão.

Bolsonaro diz que não é possível perpetuar auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que não será possível perpetuar os benefícios concedidos à população em razão da pandemia do coronavírus.

“Temos internamente os nossos problemas. Ajudamos o povo do Brasil com alguns projetos por ocasião da pandemia. Alguns querem perpetuar tais benefícios. Ninguém vive dessa forma”, disse o presidente durante um discurso ao visitar obras da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, em Foz do Iguaçu.

“Temos que ter a coragem para tomar decisões. Pior do que uma decisão até mesmo mal tomada é uma indecisão. Nós temos que decidir. Nós temos que operar pelo nosso povo, pelo nosso país”, acrescentou.

Durante uma conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, na última semana, Bolsonaro não descartou uma nova prorrogação do auxílio emergencial.

Auxílio prorrogado até dezembro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por quatro meses no valor de R$ 300. A extensão do auxílio foi oficializada por meio de medida provisória e terá que ser aprovada por deputados e senadores no Congresso Nacional.

“Não é um valor o suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300”, disse Bolsonaro.

Neste ano, o Executivo depositou cinco parcelas de R$ 600 para os beneficiários do auxílio, visando ajudar os brasileiros de baixa renda, trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados.

Número de parcelas a receber

A quantidade total de parcelas que o cidadão terá direito vai depender de quando ela começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em agosto: vai receber 4 parcelas de R$ 300 nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em setembro: vai receber 3 parcelas de R$ 300 nos meses de outubro, novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$ 600 em outubro: vai receber 2 parcelas de R$ 300 nos meses de novembro e dezembro;
  • Quem recebeu a última parcela de R$600 em novembro: vai receber apenas 1 parcela de R$ 300, em dezembro.

De acordo com o Governo, quem contestou via plataforma digital entre 20 de julho e 25 de agosto, e for considerado elegível, receberá no total 4 parcelas de R$ 600, começando a partir do Ciclo 3.

Dessa forma, essas pessoas não terão direito a nenhuma parcela do chamado auxílio emergencial residual, de R$ 300.

Mulheres chefes de família têm direito a duas cotas:

  • as cinco primeiras parcelas são de R$ 1.200,
  • as quatro últimas parcelas são de R$ 600.
10 Comentários
  1. Roberta Diz

    O auxílio seria até a “fim da PANDEMIA” até aonde sabemos, o Covid ainda tá por aí, e agora após as eleições ele tá vindo com tudo.. se duvidar até mutação já deve ter sofrido ” mais resistente” , e vcs deveriam ser pelo povo, mas só enxergam os bolsos milionários de vcs e com conversinhas que não tem de onde tirar mais $ para Pagar o auxílio .. TB camaradas com o tanto q vcs roubam… E pra quem julga as pessoas que estão recebendo ,mandando as mesmas irem procurar EMPREGO E SE VIRAR, peçam a DEUS pra não precisarem nunca de auxílio nenhum do governo e nem passarem precisao..

  2. Rose Diz

    Esse presidente e esse Morão deviam tbem viver com uma renda abaixo de 300 reais com o valor do gás de cozinha que vai aumentar mais. Eles poderiam passar o mês com o valor que está o arroz, carne,frango . Pobre não pode mais tomar leite, comer um pão,beber uma água saudável parabéns pra vcs e sua grande luta pela classe menor favorecida. Moura vc é um gênio. Que ideias magnífica..

  3. Luís Carlos Diz

    Deveria dar para a mãe dele esse velho asqueroso .

  4. Caio Britz Diz

    GOSTARIA DE SABER SE O VICE PRESIDENTE MOURÃO VIVERIA COM 200,00 REAIS O MÊS INTEIRO??? PORQUE ACABEI DE GASTAR 100,00 REAIS NO SUPERMERCADO PARA DUAS PESSOAS, E O QUE COMPREI SÓ VAI DAR PARA O FINAL DE SEMANA, E OLHA QUE FOI UNS LEGUMES, ALFACE, E MEIO KILO DE BIFE DE FIGADO.

    1. Eliana Rodrigues Pinto Diz

      MAS PODERIAMOS NAO TER NEM ESSE AUXILIO…….

  5. Antônia Diz

    Ninguém consegue viver com um salário durante um mês, diga lá com 200$ reais.

  6. Kátia Helena Diz

    Com essa nova pandemia mãe que é pai e mãe vai viver com 600. Aluguel luz alimentos,fora um cartão escolar que é uma falta de explicação.organizacao que não temos. Antes dessa pandemia eu recebia 41,00 como eu vivia com isso. E tinha gente que recebia muito mas que eu. Por favor de uma dignidade para mães trabalhadoras.
    800,00 para mim é razoável.

  7. Amarildo nascimento Diz

    Poderia arrumar um jeito mais facil para quem nao tem mais seu dispositivo vinculado no caixa tem

  8. ROSELY BEZERRA DA COSTA Diz

    Pois é Sr mourão se o auxílio fosse menos de 300 daria pra prorrogar e se vcs parlamentares tivesse ganhando menos do que vcs ganham o povão não precisava de auxílio bando de corruptos faça valer os votos que ganharam

  9. JAILTON Diz

    Poderia reduzir os salários, benefícios e regalias do senhor Bolsonaro e o Vice presidente, até porque os senhores tem outras aposentadorias como militar. Criem vergonha e trabalhem de forma séria a economia do país para que seja gerado emprego e renda, ao invés de reduzir ainda mais essa esmola que vcs concedem no auxilio, e ainda falam em reduzir ainda mais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.