Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

2.5/5 - (4 votes)

Auxílio Emergencial: cerca de 11,2 mil irão receber adicional na sexta, 3

De acordo com as informações oficiais, pouco mais de 11 mil pessoas irão receber o adicional do Auxílio Emergencial

O Governo Federal deve liberar a partir desta sexta-feira (3) os pagamentos adicionais do Auxílio Emergencial. Não se trata de uma prorrogação e nem de uma retomada dos repasses. Apenas uma parcela de 11,2 mil pessoas irão receber esse montante. Pelo menos é o que se sabe até aqui.

De acordo com o próprio Governo Federal, alguns cidadãos passaram por bloqueios nas contas do Auxílio Emergencial este ano. Parte desses usuários decidiu entrar com um processo de contestação, seja por meio da própria Dataprev, seja por meios jurídicos. Cerca de 20 mil ainda estavam esperando por uma resposta.

Vale lembrar ainda que os repasses do Auxílio Emergencial chegaram oficialmente ao fim no último mês de outubro. Isso quer dizer, portanto, que mesmo depois da conclusão dos pagamentos, milhares de brasileiros ainda estavam esperando pelo resultado dessa contestação. É o que afirma o próprio Ministério da Economia.

De acordo com o Governo Federal, destas 20 mil pessoas que estavam esperando por esse resultado, pelo menos 11,2 mil ganharam o direito de pegar esse benefício. Nestes casos, o Planalto reconhece que houve um erro e agora esses cidadãos passam a ganhar o direito de receber essas quantias que deixaram de receber.

O valor que cada um vai pegar vai obviamente variar a depender da situação de cada pessoa. É que, com se sabe, cada um pode ter tido o bloqueio no benefício em um determinado momento diferente do pagamento do Auxílio Emergencial. A tendência é que todos recebam isso de uma só vez.

Último grupo

O Governo Federal também deu uma declaração polêmica nesta semana. De acordo com eles, esse grupo que reúne 20 mil análises de contestações do Auxílio Emergencial, é o último entre o de todos os beneficiários.

Na prática, isso quer dizer que quem tem que receber, vai pegar o dinheiro agora. Quem não conseguiu, não vai conseguir mais. Isso porque o Planalto não vai analisar mais nenhum outro pedido de recuperação do montante do Auxílio Emergencial.

Benefício para pais solteiros

É importante também não confundir as coisas. Nesta semana, o Presidente Jair Bolsonaro enviou um Projeto de Lei (PL) para o Congresso Nacional. A ideia dele é pedir que os parlamentares liberem cerca de R$2,8 bilhões.

Esse dinheiro, no entanto, não vai servir para a prorrogação do Auxílio Emergencial e nem para uma retomada dos pagamentos. O Governo, aliás, vai usar essa quantia apenas para pagar um retroativo para os pais solteiros do benefício.

E o Auxílio Emergencial?

Nas redes sociais, muita gente ainda está pedindo pelo retorno do Auxílio Emergencial. Esse programa chegou ao fim, como dito, no final do último mês de outubro. Só neste ano, cerca de 39 milhões de pessoas pegaram pelo menos uma parcela do projeto.

O Palácio do Planalto, aliás, chegou a considerar a possibilidade de prorrogar esse benefício por mais algum tempo. No entanto, essa ideia acabou se enfraquecendo nas últimas semanas. Agora, portanto, o plano do Governo é seguir apenas com os pagamentos do Auxílio Brasil.

2.5/5 - (4 votes)
1 comentário
  1. Natan Diz

    Uma guerra civil não demora acontecer no Brasil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.