Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.6/5 - (11 votes)

Auxílio Emergencial 2022: Veja quem pode receber

Durante a fase mais crítica da pandemia da Covid-19, o Auxílio Emergencial foi considerado o programa de transferência de renda mais importante para os brasileiros. Mesmo que a iniciativa tenha sido encerrada, algumas pessoas ainda podem receber uma parcela única no valor de até R$ 3 mil.

Durante a fase mais crítica da pandemia da Covid-19, o Auxílio Emergencial foi considerado o programa de transferência de renda mais importante para os brasileiros. Mesmo que a iniciativa tenha sido encerrada, algumas pessoas ainda podem receber uma parcela única no valor de até R$ 3 mil.

No entanto, a cota retroativa é de direito dos pais solteiros que são chefes de famílias monoparentais. O valor do benefício depende de quantas parcelas o cidadão recebeu entre abril e agosto de 2020.

Qual o valor do auxílio emergencial retroativo?

O valor do auxílio emergencial retroativo vai depender da quantidade de parcelas recebidas pelos pais solo entre os meses de abril e agosto de 2020. As quantias ficaram definidas da seguinte forma:

  • 5 meses de benefício: valor de R$ 3 mil;
  • 4 meses de benefício: valor de R$ 2,4 mil
  • 3 meses de benefício: valor de R$ 1,8 mil
  • 2 meses de benefício: valor de R$ 1,2 mil;
  • 1 mês de benefício: valor de R$ 600.

Governo BOLSONARO poderá decretar ESTADO DE EMERGÊNCIA para pagar auxílios

Como saber se vou receber a parcela única do programa?

Os interessados podem fazer uma consulta no site da Dataprev. Para ter acesso, basta informar os dados pessoais, como: nome completo, número do CPF, nome completo da mãe (caso saiba) e data de nascimento. As informações serão enviadas para o sistema que em alguns segundos dará a resposta acerca da liberação do benefício.

Auxílio Emergencial pode voltar a ser pago no segundo semestre

O Auxílio emergencial pode, mais uma vez, voltar a ser pago pelo Governo Federal. Segundo informações de veículos de imprensa do país, como, por exemplo, o jornal O Globo, o plano do Palácio do Planalto é retomar os repasses do programa que atendeu quase 70 milhões de brasileiros durante a pandemia da Covid-19.

No entanto, a nova versão do benefício não seria igual ao que foi pago no passado. De acordo com as informações da imprensa, o Planalto avalia pagar um Auxílio Brasil no valor de R$ 200 apenas durante os próximos seis meses. Assim, as liberações aconteceriam em mais seis parcelas, nos seguintes meses:

  • julho: Parcela 1
  • agosto: Parcela 2
  • setembro: Parcela 3
  • outubro: Parcela 4
  • novembro: Parcela 5
  • dezembro: Parcela 6

Além disso, o Governo não estaria disposto a abrir novas vagas para o projeto. Nesse sentido, o objetivo seria pagar o benefício apenas para as pessoas que já fazem parte do programa Auxílio Brasil. Atualmente, cerca de 18,15 milhões de cidadãos recebem os valores do programa.

Portanto, este seria o quantitativo voltado para os pagamentos do novo Auxílio Emergencial. Assim, uma mesma pessoa poderia acumular os dois benefícios de uma só vez. Ela poderia receber os R$ 400 mínimos que já recebe do Auxílio Brasil e juntar com mais R$ 200 do Auxílio Emergencial, formando assim, uma espécie de projeto único no valor de R$ 600.

No final das contas, as pessoas receberiam agora o mesmo saldo que o Auxílio Emergencial pagou para quase 70 milhões de brasileiros no primeiro ano da pandemia. Na ocasião, mulheres chefes de família podiam receber o valor dobrado, ou seja, R$ 1,2 mil por mês. Até aqui, o Planalto não planeja o privilégio novamente.

Auxílio emergencial poderá voltar a ser pago. Quando sai a resposta definitiva?

Ainda conforme informações da imprensa, o plano é correr para entregar o texto do novo auxílio emergencial o quanto antes. Na última segunda-feira (27), eles entregaram os documentos com as propostas para os parlamentares do Congresso Nacional.

4.6/5 - (11 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

4 Comentários
  1. Carlos Augusto Diz

    Gostaria de entender porque os aposentados não receberam nada. Nestes benefícios do Governo até presidiário recebe????

  2. Marilene Diz

    Tenho 62 anos não tenho pensão e nem direito auxiloi emergencial tô vivendo de ajuda das pessoas que está a minha volta . Acho que o governo deveria rever este auxílio tem muito idoso passando fome .este auxílio é só para garotos e meninas que estão colocando filho no mundo par ter direito a este dinheiro.isto esta muito injusto

  3. Raíssa Diz

    É um absurdo pq pessoas que não estão na linha de pobreza nem abaixo da linha de pobreza também estão precisando. Eu e a minha mãe não estamos no programa auxílio Brasil porque não estamos abaixo da linha de pobreza mas em compensação também precisamos do dinheiro pois ela não é aposentada e eu não posso trabalhar no momento. Devia voltar a ser pago para todos sem exceção.

  4. Patrícia Santos Diz

    É uma palhaçada,se o povo que já recebe o auxílio Brasil ainda vai receber o novo emergencial,e o povo que precisa fica chupando dedo,pois não tem direito a nada nessa merda de governo, só de pagar impostos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.