Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.1/5 - (18 votes)

Auxílio de R$ 1 mil liberado por Bolsonaro recebe inscrições nesta semana de maio

O Auxílio de R$ 1 mil para pessoas físicas de todo o país já está em vigor. Antes de mais nada, a Caixa Econômica Federal, instituição gestora do programa, tem a responsabilidade de receber as inscrições dos interessados no benefício. Desde já, nesta semana de maio, não é diferente.

De antemão, é importante destacar que o mais novo microcrédito visa também liberar os valores para MEIs (Microempreendedores Individuais). Contudo, para este grupo, os valores podem chegar a até R$3 mil.

Nesse sentido, é importante deixar claro que a liberação da nova oferta de auxílio compõe o Programa de Simplificação de Microcrédito Digital para Empreendedores, chamado de SIM Digital. A liberação ocorreu após medida do presidente Jair Bolsonaro.

Você vai gostar de ver:

Novo lote do Auxílio Emergencial deve ser pago ainda neste mês

14º salário com pagamentos em 2022?

Auxílio de R$ 1 mil liberado

O novo auxílio de R$1 mil visa contemplar pessoas físicas. A oferta, dessa maneira, vai beneficiar até mesmo por quem possui o nome nos órgãos de proteção de crédito, como SPC e Serasa. Além disso, microempreendedores individuais terão direito ao benefício.

Segundo informações da CAIXA, das solicitações de empréstimo do sistema do Caixa Tem, mais de 80% foram feitas por pessoas que estão com o nome negativado.

Os números mostram que pouco mais de 83% das solicitações feitas até aquele momento, partiram de pessoas que estão com o nome sujo. São cidadãos que possuem alguma dívida em aberto. Vale lembrar que o sistema de empréstimo do Caixa Tem permite que o cidadão negativado solicite o saldo de até R$ 3 mil.

Auxílio de R$ 1 mil para negativados e até R$ 3 mil para MEIs

O novo microcrédito, também conhecido como SIM Digital, vai beneficiar os cidadãos brasileiros, incluindo os negativados, e os microempreendedores individuais. Os valores podem ser de R$ 1 mil e R$ 3 mil, respectivamente.

No caso do Auxílio de R$ 1 mil, o valor é liberado para pessoas físicas, conforme informado anteriormente.

Com relação as taxas de juros, as pessoas físicas poderão pegar os valores com taxa de 1,95% ao mês, já os microempreendedores individuais com 1,99% ao mês. Vale ressaltar que o meio de contratação será diferente entre os dois grupos.

Importante mencionar que no caso dos MEIs, o dinheiro emprestado deverá ser utilizado para o negócio, como para a capital de giro, para compra de insumos e de equipamentos para ampliar a produção, por exemplo.

Contratação do microcrédito

Seja como for, a contratação do microcrédito pelas pessoas físicas deve ser realizada diretamente no aplicativo Caixa Tem, disponível para download gratuito nos sistemas Android e iOS.

Por outro lado, com relação ao MEI, a contratação deve ser feita em uma agência da Caixa e o microempreendedor deve ter, ao menos, 12 meses de faturamento com seu CNPJ.

Modalidades do Programa 

  • Pessoas físicas. A modalidade terá acesso a um crédito de até R$ 1 mil. A taxa de juros sendo de 1,95% mês, sendo o que empréstimo pode ser dividido em 24 meses. Vale observar que mesmo quem está negativo pode ter acesso ao empréstimo do programa;
  • Pessoas jurídicas. Nessa modalidade são beneficiados os microeempreendedores individuais (MEIs). O crédito liberado para esse grupo pode chegar até R$ 3 mil. A quantidade de parcelas é a mesma estabelecida para as pessoas físicas, 24 meses e com juros um pouco maiores que aqueles do primeiro grupo: 1,99%. Ainda no caso dos MEIs, só poderão participar do programa de microcrédito, empreendedores que tenham receita bruta anual somente até R$ 360 mil.

Uso do dinheiro do Caixa Tem

Por fim, em entrevista, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, falou sobre o tema. Segundo ele, o uso do dinheiro do empréstimo deve servir apenas para a manutenção de empreendimentos.

Dessa forma, ao menos em tese, o cidadão não pode usar o saldo do benefício para comprar comida, peças de vestuário ou afins. Logo, a não ser que os componentes tenham alguma utilidade para o empreendimento do cidadão.  O Auxílio de R$ 1 mil, é uma grande oferta, assim, para empreendimentos.

Vale lembrar ainda que indivíduos que fazem parte do Auxílio Brasil também estão aptos ao recebimento do crédito do Caixa Tem. Entretanto, assim como qualquer outro cidadão, eles também precisam provar que utilizarão a quantia para os seus empreendimentos.

4.1/5 - (18 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Adriana Diz

    Nem todos conseguiu esse empréstimo da caixa isso e enganação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.