Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Brasil: quem não tem Cadúnico poderá receber benefício?

Nas redes sociais, muita gente está expressando dúvidas sobre a situação do Auxílio Brasil para quem não está no Cadúnico

Você sabe o que é o Cadúnico? Em uma explicação simples dá para dizer que é uma espécie de lista de pessoas que estão em situação de vulnerabilidade no país. É a partir dos dados desse documento que o Palácio do Planalto consegue ver quem são os indivíduos que precisam de programas socias, incluindo aí o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família.

Daqui a algumas semanas, o Governo Federal vai começar os pagamentos do seu mais novo programa social. Trata-se portanto do Auxílio Brasil, que deve substituir o Bolsa Família a partir de novembro. O Palácio do Planalto não vem dando muitas informações sobre o processo de seleção, mas sabe-se que o Cadúnico vai ter papel central nessa questão.

Nas redes sociais, muitas pessoas estão perguntando se esse cadastro vai ser obrigatório no novo Auxílio Brasil. O fato é que a MP do novo programa não faz essa especificação. No entanto, é muito provável que eles usem essa lista mais uma vez. De modo que os indivíduos que não estão nessa lista, não conseguirão entrar no benefício novo.

Do mesmo modo, as pessoas que estão inscritas no Cadúnico não necessariamente já estão dentro do Auxílio Brasil. Elas apenas colocaram os dados delas na plataforma. A partir daí, o Palácio do Planalto deverá verificar as informações, fazer o cruzamento e decidir quem pode receber o benefício.

Mesmo sem a garantia do recebimento do Auxílio Brasil, é importante que o cidadão em situação de vulnerabilidade faça essa inscrição. É que estar nesta lista faz com que o indivíduo acabe ganhando mais chances de entrar em vários programas sociais não só de nível federal. Os governos estaduais e municipais também costumam usar essa lista para o pagamento dos seus projetos.

Confusão

Como se sabe, o Governo Federal deve começar a pagar o Auxílio Brasil dentro de mais algumas semanas. Só que nem a Medida Provisória (MP) do próprio programa está pronta. Além disso, membros do Planalto estão dando declarações desencontradas sobre o tema.

Essa falta de definição está fazendo com que muitas pessoas se desloquem para esse CRAS sem saber muito bem o que fazer por lá. Algumas cidades estão registrando muita confusão, filas quilométricas e falta de atendimento.

Os casos de maiores críticas estão chegando do Recife, em Pernambuco. Por lá, há relatos de pessoas que estão passando a madrugada na fila e que mesmo assim não estão conseguindo o atendimento para resolver essa questão.

Auxílio Brasil

O plano do Governo Federal segue o mesmo. Eles querem começar a pagar o Auxílio Brasil já no próximo mês de novembro. A ideia é que o projeto pague mensalidades mínimas de R$ 400. Cerca de 17 milhões de brasileiros irão receber o benefício.

Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, o programa em questão está chegando na casa de algo em torno de 14,4 milhões de pessoas. Os valores médios mensais do pagamento são de R$ 189. Pelo menos é o que dizem os números mais recentes.

Vale lembrar que o Auxílio Brasil vai acabar substituindo o Bolsa Família e também o Auxílio Emergencial. De acordo com relatos de membros do próprio Palácio do Planalto, o novo projeto não vai conseguir atender todo mundo que está precisando do dinheiro.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.