Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Brasil: governa realiza mais um pagamento

Nesta sexta-feira, 21 de janeiro, recebem aqueles com NIS de final 4.

Nesta sexta-feira, o Governo Federal paga o último grupo do Auxílio Brasil desta semana. Assim, recebem todos os brasileiros do programa que possuem NIS de final 4.

Iniciando no dia 18 deste mês, o calendário permitiu o saque para os beneficiários de NIS com final 1 e seguirá nesta ordem até o dia 31, quando recebem aqueles com NIS de final 0.

Para o mês de janeiro, então, mais de 3 milhões de famílias entraram no programa social, depois de esperarem a análise do governo. Assim, todos os novos selecionados receberam duas cartas pelos Correios:

  • Uma com orientações gerais sobre o benefício.
  • Outra com o cartão para saque.

As correspondências foram enviadas para o endereço que consta no Cadastro Único. Portanto, se alguma família ainda não as recebeu, deve confirmar se este dado está correto. Para fazer isso, basta se dirigir a um CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de sua cidade.

Leia mais:

Auxílio Brasil: veja qual vai ser o valor médio de pagamentos do programa

Quem pode receber?

O Auxílio Brasil é um programa social com foco nas pessoas mais vulneráveis do Brasil. Portanto, o objetivo é chegar aos que possuem renda mais baixa.

Dessa forma, podem participar aquelas famílias em:

  • Situação de extrema pobreza, ou seja, que recebem até R$ 105 por pessoa.
  • Situação de pobreza, ou seja, que recebem entre R$ 105,01 a R$ 200 por pessoa.
  • Regra de emancipação. Trata-se aqui, daqueles que subiram o valor de sua renda, mas ainda poderão participar do programa.

Além disso, é muito importante que todos tenham inscrição no Cadastro Único e mantenham suas informações atuais.

De acordo com o ministro da Cidadania, João Roma, todos que cumpriam os critérios acima em dezembro, foram incluídos para a folha de pagamento de janeiro.

“Além de zerar a fila do Auxílio Brasil e de termos o número recorde de 17,5 milhões de famílias contempladas, há a extensão da tarifa social de energia elétrica, com desconto de até 65% no valor da conta para mais 12 milhões de famílias brasileiras, e também começou a ser pago em dezembro o Auxílio Gás, que chega agora a 5,5 milhões de brasileiros”, declarou o ministro.

Como ocorre o pagamento?

As famílias poderão receber seus valores a partir dos seguintes meios:

  • Conta Corrente de Depósito à vista.
  • Poupança Social Digital.
  • Conta Especial de Depósito à vista.
  • Conta Contábil (plataforma social do Programa).

No entanto, é importante lembrar que o depósito apenas acontecerá na modalidade de Conta Contábil quando:

  • O participante não tiver nenhuma dos outros tipos de contas.
  • Mesmo se tiver, escolher receber o crédito por meio da Conta Contábil.
  • O crédito não ocorrer por impedimentos técnicos, operacionais ou normativos, como bloqueio, suspensão inativação ou encerramento das contas.

Ademais, a família poderá ter a abertura de sua Conta Poupança Social Digital de forma automática. Neste caso, então, a conta será no nome do Responsável Familiar, aquele que representou a família no momento de se inscrever no Cadastro Único.

Assim, o saque do Auxílio Brasil poderá ser feito com o Cartão Auxílio Brasil. Caso a família ainda não tenha seu cartão, poderá se dirigir ao CRAS ou, ainda, realizar o saque sem cartão. Para isso, é necessário ter o aplicativo Caixa Tem e gerar um código de saque na plataforma.

Qual será o valor do benefício?

Quando houve a substituição do Bolsa Família para o Auxílio Brasil, a quantia sofreu uma correção de cerca de 17%. No entanto, em dezembro, o Governo Federal aprovou uma cota mínima de R$ 400 para todos os participantes.

Dessa maneira, até o final do ano de 2022, todos poderão receber este valor.

Contudo, é possível, ainda, que algumas famílias recebam valor ainda maiores, se tiverem direito aos seguintes complementos:

  • Auxílio Criança Cidadã: para aquelas crianças que possuem matrícula em creches particulares, mas não podem arcar com toda a mensalidade. Desse modo, o benefício será de R$ 200 para as famílias que tenham crianças matriculadas em turno parcial e de R$ 300 para o turno integral.
  • Benefício Compensatório de Transição: para famílias do programa que sofreram redução no valor total Auxílio Brasil, depois da substituição do Bolsa Família.
  • Auxílio Esporte Escolar: às famílias do Auxílio Brasil que tenha,, em sua composição, atletas que se destacarem em competições oficiais do sistema de jogos escolares brasileiros. O valor será de R$ 100 em doze parcelas mensais e R$ 1.000 em parcela única.
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: para estudantes de famílias do Auxílio Brasil com destaque em competições acadêmicas e científicas, de nível nacional, sobre temas da educação básica. O valor será de R$ 100 por mês e uma parcela única de R$ 1.000.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: para incentivo à produção, doação e consumo de alimentos saudáveis pelos agricultores familiares do Auxílio Brasil para consumo de famílias. Esta cota é de R$ 200 a mais.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: para beneficiários que comprovarem vínculo de emprego formal, em um valor de R$ 200.

5 milhões de famílias recebem Auxílio Gás

Além do Auxílio Brasil, o Governo Federal também iniciou o pagamento para o público geral do Auxílio Gás, cota a mais que irá dar um apoio para a compra de gás de cozinha.

Em dezembro, o pagamento destes valores se iniciaram para as famílias que foram atingidas pelas chuvas em Minas Gerais e na Bahia. No entanto, agora em janeiro, o pagamento se destinará ao restante dos beneficiários.

A previsão é que este benefício dure cinco anos, com o pagamento de 50% do valor médio do botijão de 13 quilos de dois em dois meses. Isso significa, portanto, que o valor irá variar de acordo com este preço. Recentemente, o benefício está em R$ 52, com um orçamento de R$ 1,9 bilhão para todo o ano.

Neste mês de dezembro, o Auxílio Gás chega a 5,5 milhões de pessoas, com prioridade para:

  • Mulheres em situação de violência doméstica.
  • Famílias com renda menor.
  • Famílias com maior quantidade de membros.

Então, no decorrer do ano é possível que o Governo Federal inclua mais beneficiários, com o objetivo de chegar a todos do Auxílio Brasil.

Para receber, é necessário:

  • Ter inscrição no Cadastro Único.
  • Fazer parte do Auxílio Brasil ou do Benefício de Prestação Continuada.

Leia mais:

Auxílio Brasil: João Roma fala sobre o benefício

Auxílio Brasil: ministro culpa Congresso por não pagamento do retroativo

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Alessandro Alves da Costa Diz

    Muito. Bom. Para os ingial a mim. Que. Tem. Renda minima

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.