Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Autorresponsabilidade no trabalho: Entenda o que é e como desenvolver

autorresponsabilidade no trabalho promove um ambiente corporativo muito mais saudável e promissor. Quando as pessoas têm conhecimento de suas próprias responsabilidades diante das situações, as relações melhoram e as atitudes passam a ser mais racionais.

Mas, afinal, o que é a autorresponsabilidade? E como desenvolvê-la para usufruir dos benefícios aqui expostos? A seguir você encontra algumas respostas para estes questionamentos!

O que é a autorresponsabilidade no trabalho?

A autorresponsabilidade no trabalho nada mais é do que a capacidade de compreender a sua própria responsabilidade diante das consequências que você vive. Isto é, tanto quando algo ruim acontece, quanto quando algo bom faz parte do seu dia, você precisa enxergar qual é a sua responsabilidade diante daquele resultado.

Para isso, você pode considerar a pergunta de Freud que diz: Qual a sua responsabilidade na desordem pela qual você se queixa?

Essa pergunta já nos ajuda a compreender o poder da autorresponsabilidade no trabalho. É a partir dela que podemos entender aonde erramos e acertamos, direcionando o nosso autoconhecimento e impulsionando a nossa carreira.

Como desenvolver a autorresponsabilidade no trabalho?

Para desenvolver a autorresponsabilidade no trabalho é preciso ter paciência. Esse processo reflexivo leva tempo, e a cada dia você vai desenvolvendo um pouco mais da sua responsabilidade. Para isso, considere as nossas dicas abaixo:

Procure refletir mais sobre as suas ações

Antes de se “lamentar” sobre algo que aconteceu, reflita mais sobre as suas ações. Entenda o que você fez e quais foram as consequências das suas próprias atitudes. Isso poderá lhe dar pistas de quais medidas você tomou de maneira equivocada, trazendo importantes ensinamentos para você.

Quando se queixar de algo, pondere até que ponto a “culpa” é sua

Muitas vezes, quando algo ruim acontece, nós ficamos apontando mil e um defeitos das situações e, obviamente, das outras pessoas envolvidas na história. Podemos, inclusive, culpar aqueles mais “distantes”, como o valor monetário de algo, o governo, o vizinho que nem fala com você, etc. Portanto, antes de sair “apontando o dedo” para quem está em sua volta, que tal pensar até que ponto a culpa pode ser sua?

É claro que a autorresponsabilidade no trabalho não é o mesmo que pegar “toda a culpa” para si. Mas, na verdade, essa autorresponsabilidade está relacionada à capacidade que você tem de enxergar quais atitudes suas colaboraram para determinada situação. Assim, embora você não seja o único culpado, pode ser que você tenha uma parcela de culpa sim.

E ao constatar essa sua responsabilidade diante dessa desordem, pondere sobre quais novas ações podem ser tomadas no futuro, a fim de atingir um resultado mais positivo.

Analise quais atitudes você toma diante dos problemas

Uma forma simples de desenvolver a autorresponsabilidade no trabalho é pensar em “fracassos” ou “ganhos” que você teve no passado. Observe como foi a sua atuação diante dos problemas que surgiram ao longo do caminho.

Você tomou uma atitude certa? Outra pessoa resolveu um problema para você? Você cometeu um erro? Pense sobre isso. Pensar e analisar as situações e ações é fundamental para conseguir ser um ser humano mais responsável.

Pare de achar culpados no ambiente corporativo e comece a observar até que ponto você tem feito algo para mudar a situação. 😉

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.