Atualidades para ENEM e vestibulares: o Mercosul

Um resumo completo

O Mercosul: resumo de atualidades para as suas provas

O termo “Mercosul” é usado para denominar o principal bloco econômico da América do Sul.

Esse tópico é cobrado com frequência por questões de atualidades em provas muito importantes como os concursos, os vestibulares e o ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio.

Assim, para que você consiga se preparar da melhor forma possível, o artigo de hoje separou um resumo completo sobre o Mercosul. Confira!

O que é o Mercosul?

A sigla “Mercosul” significa Mercado Comum do Sul e é usada para definir um bloco econômico da América do Sul formado por Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e outros países, que podem ser divididos em associados e observadores.

A organização foi criada em 1991 para intensificar as relações econômicas entre os membros do bloco.

Quem faz parte do Mercosul?

As negociações para a criação do Mercosul começaram na década de 80, com o presidente do Brasil José Sarney e Raúl Alfonsín, presidente da Argentina. Posteriormente, na década de 90, o Uruguai e o Paraguai foram chamados para participar do bloco.

No  dia 26 de março de 1991, na cidade de Assunção, foi assinado o Tratado de Assunção, oficializando a criação do Mercosul. A cidade de Montevidéu, capital do Uruguai, foi escolhida para ser a sede da organização. Oficialmente, quatro países integram o bloco econômico: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Objetivos

O Mercosul foi criado para a consolidação de uma zona de livre comércio no continente americano entre os países membros, a fim de garantir a circulação comercial de produtos sem a necessidade de trâmites burocráticos e da cobrança excessiva de taxas alfandegárias.

O objetivo foi alcançado em 1994. Porém, a zona de livre comércio dependia da existência de uma tarifa comum entre os membros. Assim, em 1995, foi criada a Tarifa Externa Comum (TEC), aplicada sobre os produtos importados para os países envolvidos. Com isso, os quatro membros (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai) devem cobrar a mesma taxa sobre os produtos importados de outros países do Mercosul, evitando que um dos países dê preferência a um tipo de produto e que somente esse país receba mercadorias.

Mercosul: o caso da Venezuela

Em 2016, os países fundadores do bloco (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) anunciaram que, em decorrência do descumprimento de normas, a Venezuela seria suspensa do Mercosul. Devemos nos lembrar de que os membros do bloco devem respeitar os princípios democráticos e, no ano de 2016, a Venezuela foi palco da consolidação de uma ditadura.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.