Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Atualidades: Investigação e impactos do óleo no litoral nordestino

O trágico acidente na costa nordestina brasileira pode ser tema de questões dos vestibulares e no ENEM

Em 2019, o litoral nordestino foi atingido por manchas de óleo de origem duvidosa. Investigações foram realizadas e o turismo e renda da região foi duramente impactado.

Trata-se de um tema atual, visto que novos vazamentos foram constatados em 2020. Vale muito a pena ficar ligado nesse assunto. Vamos ver?

Investigações sobre o óleo no litoral nordestino

Após um ano do maior vazamento de óleo da histório do Brasil, a Marinha brasileira finalizou uma parte das investigações.

Contudo, não apontou culpados e nem revelou a origem do derramamento que atingiu o litoral de vários estados do Nordeste e dois do Sudeste, ao todo totalizou-se 130 municípios atingidos pelo óleo.

O inquérito esclarece que o óleo foi derramado a uma distância de 700 quilômetros da costa e percorreu submerso por 40 dias.

Os problemas causados pelo óleo vão além do gigantesco impacto ambiental, problemas sociais e econômicos na região foram ainda mais agravados.

Ainda de acordo com o Centro de Comunicação Social da Marinha, o diretor e contra-almirante João Alberto de Araújo Lampert, afirmou que o óleo tem origem venezuela, porém, não é possível confirmar que ele tenha sido derramado por navios ou empresas da Venezuela.

Ainda segundo o contra-almirante, levantaram-se algumas hipóteses como a de exsudação, ou seja, o óleo que vem do solo, através da saída de petróleo do subsolo marinho. Navios fantasmas e naufrágios surgem como possibilidades avaliadas.

A relatório final da Marinha foi encaminhado para a Polícia Federal que agora segue com as investigações. A PF informou que só se pronunciará quando concluir os trabalhos.

Impactos

Trata-se de maior impacto ambiental por derramamento de óleo do Brasil em termos de extensão. Atingiu o Nordeste e Sudeste brasileiro.

Os impactos ambientais são astronômicos, influenciando na fauna e flora da região, um desastre que atingiu em cheio:

  • Estuários
  • Rios
  • Manguezais
  • Praias
  • Corais de recifes

As manchas de óleo comprometeram diversos ecossistemas, além disso, a saúde das pessoas que vivem na região ficou extremamente afetada. Afinal, muito deles tiveram contato direto com o óleo.

Como resultado, até os dias de hoje pode-se ver os impactos negativos, sobretudo os pescadores artesanais dos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte e Bahia.

Os pescadores dependem dessa atividade para sobrevivência, além de tudo, a pandemia da covid-19 agravou ainda mais a situação da população.

Além disso,  turismo na região se prejudicou muito, tendo se agravado ainda mais com a pandemia do novo coronavírus. Os impactos causado pelo óleo são de proporções gigantescas em diversas áreas.

Óleo no litoral nordestino – Novos registros

A Marinha brasileira voltou a registrar em junho de 2020 o aparecimento de manchas de óleo no litoral dos estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Bahia e Alagoas.

De acordo com o IEAPM – Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira as amostras combinam com o óleo encontrado em 2019.

Como afirmamos acima, as investigações continuam, e o estrago causado pelo óleo continua sendo calculado, evidenciando um dos maiores desastres ambientais no país.

O tema pode aparecer dos próximos vestibulares e no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Portanto, aprofunde-se nesse estudo.

Leia ainda outro artigo importante – Atualidades: Entenda o rompimento da barragem de Brumadinho

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.