Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.2/5 - (33 votes)

Aposentados do INSS podem aumentar o valor do benefício; veja como

Uma análise será feita com verificação dos cálculos para saber se ocorreu algum erro ou se é possível aumentar o abono mediante a outros fatores.

Aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não estão de acordo com o valor do seu benefício podem solicitar a revisão a autarquia. Desta forma, será realizada uma análise com verificação dos cálculos para saber se ocorreu algum erro ou se é possível aumentar o abono mediante a outros fatores.

Veja também: INSS melhora e facilita os serviços que oferta a seus beneficiários

Cabe salientar que em algumas situações é possível garantir um acréscimo no benefício. Confira a seguir:

  • Trabalho sem registro em CTPS: neste caso o segurado que trabalhou de maneira informal, sem a carteira de trabalho assinada, mas cumprindo todas as características de um empregado, tem direito ao vínculo empregatício podendo aumentar o valor da sua aposentadoria.
  • Vitória trabalhista: o beneficiário que comprovar vínculo empregatício após sua aposentadoria ter sido concedida pode solicitar um novo cálculo do abono, que irá considerar as novas contribuições.
  • Insalubridade: nesta situação, o período de trabalho em atividades especiais pode aumentar o tempo de contribuição do segurado, visto que é possível converter o período especial em comum. Atividades especiais são aquelas que expõem o trabalhador a agentes nocivos, que podem prejudicar a saúde ou integridade física.
  • Serviço militar: esta é outra possibilidade para aumentar o benefício, uma vez que o tempo de serviço militar pode ser incluso no período de tempo de contribuição, sobretudo, para os homens. Desta forma, o segurado que esteve em serviço no Exército, Marinha e Aeronáutica deve apresentar a Certidão de Reservista para que o período de contribuição seja acrescentado.
  • Perda da Carteira de Trabalho (CTPS): por fim, caso o trabalhador perca a sua carteira de trabalho, é possível comprovar o vínculo mediante ao INSS. Isso pode ocorrer através do CNIS, que é o extrato previdenciário do INSS. Além disso, também é possível comprovar por meio dos contracheques ou depoimento de testemunhas que afirmam que o vínculo de trabalho de fato existiu.
4.2/5 - (33 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

15 Comentários
  1. Eliane de Paula dos Santos Diz

    Minha filha e especial recebo bpc loas pago aluguel luz água gás i comida mais quando chega no meio do mês já falta as coisas porque o custo de vida e muito caro não posso trabalhar tenho que cuidar dela passamos dificuldades com o salário de 1100 temos direito?

  2. VERA Lucia Lopes DOS SANTOS Diz

    Sou professora aposentada desde 2006 será que venho direito de pedir revisão da minha aposentadoria

  3. Isa de Cassia Silva Diz

    Sou professora e me apisentei em 2003 por tem de serviço. Gostaria de saber se devo pedir revisão e quak tipo devo pedir.
    Obrigada!

  4. Maria Angelica Francisco Diz

    Estou aposentada por invalidez previdenciária desde 2017 como supervisora de segurança aeroportuária e a documentação no inss Estou como contribuinte individual! Procurei saber sobre isso e no inss está constando como empregada doméstica, será que consigo fazer a mudança? Ainda estou registrada na empresa com vínculo empregatício!

  5. José Antonio da Silva Diz

    Me aposentei em 2007 mas continuei trabalhando até 2014, tenho direito à revisão? Tem algum canal nas redes sociais em que posso consultar o INSS sobre algum processo?

  6. Adnilson leite Gomes Neto Diz

    Sou aposentado desde o mês de outubro de 2020. Me aposentei por tempo de contribuição mais ainda continuo trabalhando na mesma empresa a minha área é insalubre tenho direito a pedir pra mudar a minha aposentadoria pra a especial quando compreta os 25anos como mecânico hoje eu tenho 51anos de idade

  7. Shirley Muniz de farias Diz

    Bom dia, aposentei em 2009, e continuei trabalhando de carteira assinada, trabalhei na área insalubre, hospitais por quase 37anos, acontece , que trabalhei com um médico, instrumantando, e ele fez o PPP a mão, e o INSS não reconheceu estes 2 anos e 6 meses, me deram como por tempo de serviço, um pouco mais que 1 salário mínimo, entrei com as advogado , ficou durante 5 anos ele recorreu em todas as instâncias, e falou que não tenho direito a especial, agora fiz com este médico um novo PPP, e ele só me dá a resposta, que não tá achando brecha, mas não estou sentindo interesse por parte dele, o que vcs acham ?

  8. Rosi das graças Ferreira da Silva Diz

    Me aposentei em 2006 com 30 anos de contribuição nunca pedi uma revisão continuo trabalhando desde q aposentei com um salário mínimo será que não tenho mais nenhum direito a uma revisão para melhorar esse salário que está muito defazado.

  9. Rosi Diz

    Me aposentei em 2006 com 30 anos de contribuição nunca pedi uma revisão continuo trabalhando desde q aposentei com um salário mínimo será que não tenho mais nenhum direito a uma revisão para melhorar esse salário que está muito defazado.

  10. José Ademir de Oliveira Souza Diz

    Trabalhei 23 anos como operador de caldeira só que não colocaram na minha carteira me aposentei com 35 anos de contribuição será que eu tenho direito?

  11. José Carlos da Rocha Diz

    Me aposentei em 2010 e uma das carteiras do trabalho qdo eu era menor de idade ou seja com 35a e 4meses em registro o cálculo foi efetuado com 32a e 10meses com isso estou recebendo menos qdo eu recálculo. O que devo fazer??

  12. Naurio Diz

    Bom dia. Mas como pode ser isso, se existe uma ação do INSS, junto ao STF, pendente de julgamento, referente a essa demanda de aumentar benefícios já concedidos, chamada de Revisão da Vida Toda? Inclusive, ganhei a ação na Justiça Federal, e tá dependendo do STF.

  13. Marcos Diz

    Boa noite!
    Sou pensionista desde 1994 e acredito que a minha pensão está muito defasada?

  14. Solange Oliveira Diz

    Sou aposentada por idade. Contribuí durante 27 anos com a previdência, faltou 3 anos pra me aposentar por contribuição, pois esses três anos fiquei no auxílio doença, a empresa me dispensou com problemas de saúde.
    Gostaria de saber se mesmo aposentada por idade, posso mudar a aposentadoria por contribuição?

  15. Luiz Carlos Sales Rodrigues Diz

    Nesse caso é necessário advogado?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.