Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Abono salarial PIS/Pasep: Trabalhadores podem receber dobrado em 2022

O calendário de pagamentos do abono salarial referente ao ano-base 2020, seria efetivado entre os meses de julho de 2021 a junho de 2022.

Os cidadãos que trabalharam com carteira assinada em 2020, ao menos 30 dias, deveriam receber o abono salarial PIS/Pasep neste mês de julho. No entanto, devido a decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), em concordância com representantes dos trabalhadores, empresas e do Governo Federal, o cronograma foi adiado.

O calendário de pagamentos do abono salarial referente ao ano-base 2020, seria efetivado entre os meses de julho de 2021 a junho de 2022. Porém, a nova previsão destina que não só os benefícios de 2020, mas também possivelmente os do ano de 2021, a serem liberados em 2022.

Adiamento do PIS/Pasep

Embora o Codefat tenha adiado os pagamentos do abono salarial, as regras e condições para concessão do benefício não foram alteradas. Neste sentido, basta o trabalhador ter exercido atividade remunerada com carteira assinada ao mesmo 30 dias em 2020 para receber.

Além disso, para ter acesso ao benefício, o cidadão precisa estar inscrito no sistema do PIS há pelo menos 5 anos, bem como ter recebido em média até dois salários mínimos por mês no ano de 2020. Caso todos estes requisitos sejam atendidos, o trabalhador terá acesso ao abono.

Cabe salientar, que o PIS/Pasep é destinado aos trabalhados da iniciativa privada e da rede pública, respectivamente.

Pagamento dobrado

Com relação ao pagamento de dois benefícios no mesmo ano, muitos trabalhadores se questionam sobre essa possibilidade. Todavia, não se sabe ao certo como ocorrerá o pagamento do PIS/Pasep referente a 2021, mas acredita-se que pode ser liberado também no ano que vem.

Contudo, conforme a declaração de membros do Governo Federal, o adiamento do abono salarial não deve representar qualquer prejuízo aos trabalhadores. Logo, será necessário aguardar a confirmação dos executivos para saber se fato os dois pagamentos ocorrerão em 2022.

Veja também: Auxílio Emergencial: Dataprev abre consulta do benefício para julho

16 Comentários
  1. Cássio Soares Diz

    Infelizmente dá é nisso… O povo tem o governo que merece… Infelizmente não voltei nesse Genocida Bolsonaro… Que além de tirar o nosso direito numa situação caótica que o mundo inteiro está vivendo com pandemia, somos obrigados a suporta mais esse golpe aos cidadãos brasileiros.

  2. EURICO RODRIGO Diz

    Só sabem tirar dos pobres. O piso desses vagabundos aumentaram, só no 2º semestre desse ano o Brasil terá um rombo de mais de 180 milhões de reais com a mudança do piso, mexeram na previdência e agora na miséria do PIS. Como diz aquela musica, o rico cada vez fica mais rico, o pobre cada vez fica mais pobre…..
    Brasil, uma vergonha mundial.

  3. Oracy Diz

    Nem todas as pessoas que tem o direito a receber o abono salárial estão trabalhando no momento então muita gente estava contando com esse dinheiro isso é um tapa na dos trabalhadores deixar de pagar um dinheiro que é nosso por direito para pagar um auxílio miserável de alguns trocados minha nossa tenho vergonha de ter nascido em um país cujo os governantes pensam apenas em si e nos seus interesses

  4. Tatiana Diz

    Um absurdo. A pessoa já conta com o dinheiro todo ano. Em cima da hora eles fazem isso. Como assim gente? Muito descaso. É um direito do trabalhador. Nunca aconteceu isso. Só com esse governo mesmo.

  5. José nilton Diz

    Eu estou desempregado e contava com o PIS sou pai de 3 filhos pequeno o mas velho agora que tem 5 anos. Mas os políticos tiram os nossos direitos como cidadão

  6. Ivair Rodrigues da Silva Filho Diz

    Pobre dos pobres trabalhadores, mais uma vez somos prejudicados por esses canalhas

  7. Zuleide Diz

    Desempregada, sem auxilio emergencial e agora que eu contava com o pis para acertar meu aluguel foi transferido para 2022. Porquê não transferiram um pouco do salários deles? Que governo é esse que tira um direito do pobre e da para outros e deixa sem nada?

  8. Mariza Diz

    Eu também estava esperando pelo PIS pra organizar umas contas também ,tô no seguro esse mês de julho né minha última parcela,contava com o pis ,mais uma vez o pobre se ferra ,

  9. José Santos de Jesus Diz

    Também com este presidente, os pobres não tem vez, só os riscos que tem vez ai eu digo você Tenhe direito de receber todo ano este salário mínimo de um PIS que é de direito seu, estes políticos só quer seu voto NEM tá NEM aí pra nós, ainda bem que eu não votei neste ai que diz ser presidente!!!

  10. Sandra Helena De Angeli Frieber Diz

    SIMPLESMENTE UM ABSURDO

  11. Lima Diz

    O pobre mais uma vez perde seus direitos , por falta de verba nos cofres públicos, mas tem verba para aprovar campanha eleitoral. Isso é vergonhoso políticos

  12. mauro Diz

    Gostaria de saber quem foram os representantes dos trabalhadores que participaram da reunião, com certeza não nos representaram

  13. marcia ferreira Diz

    A tal Presidenta Dilma fez o mesmo bolsou o dinheiro fui receber 1 ano depois memória curta de petista

  14. Luiz Carlos Diz

    Absurdo ridículo covardia com quem espera faz planos e vem uma decisão totalmente sem anexo sem pensar em quem precisa, sem chance no Brasil é assim é só no nosso…..!!!!

  15. Clábete Alves Nunes Diz

    Fiquei desempregado por causa da pandemia e contava com o PIS no fim do meu segura desempregado e esperava receber o PIS e aí recebemos a notícia do adiamento, pq não adiou os salários dos políticos q ja são ricos e nem precisam dos salários? Aí seria mais justo com as classes mais venerável isso e uma injustiça, mais como não tem justiça msm em nosso país injustiçado infelizmente…

  16. Andrea Diz

    “o adiamento do abono salarial não deve representar qualquer prejuízo aos trabalhadores”… Você atrasa o pagamento de um direito meu, por decisão unilateral sua, em meses, e eu não sou prejudicada? Entendi. Quem faz planos com verba de abono nesse país é louco. Eu ia trocar o piso. Já vou desmarcar o pedreiro. Brasil, o país onde até o passado é incerto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.