Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

A Civilização Hebraica: um resumo de História

Civilização Hebraica: tudo aquilo que você precisa saber

A Civilização Hebraica foi uma das civilizações mais importantes de todo o mundo. Atualmente, podemos encontrar os seus vestígios no Oriente Médio.

As manifestações culturais e os monumentos dessa civilização são muito importantes para a história geral. Dessa maneira, não é de se surpreender que questões sobre os hebreus sejam tão comuns nas principais provas do país.

A Civilização Hebraica: Definição

A civilização hebraica é uma das civilizações mais importantes da antiguidade. Ela foi formada pelo povo hebreu, também conhecido como povo israelita ou povo judeu.

A Civilização Hebraica: Origem

O povo hebraico migrou para a região da Palestina, onde hoje se localiza o Estado de Israel, por volta de 2000 a.C.. Seu líder, Abraão, guiou os hebreus em busca da Terra Prometida que seria predestinada aos judeus segundo as Sagradas Escrituras: Canaã.

Posteriormente, os hebreus  forçados a migrar novamente em decorrência da seca que atingiu a região. Assim, o povo segue para o Egito.

A Civilização Hebraica: No Egito

Lá, o povo foi escravizado e sua libertação ocorreu somente tempos depois, através de Moisés. O episódio bíblico que marca o acontecimento é chamado de Travessia do Mar Vermelho, em que Moisés e os hebreus retornam para a Palestina.

A Civilização Hebraica: Características

A cultura do povo judeu sobreviveu em meio a tantas diásporas graças a tradição literária dos hebreus, que narravam suas histórias e costumes em seus livros, além dos textos que existiam nas Sagradas Escrituras (Antigo Testamento).

Além disso, a civilização hebraica era um povo nômade e a sua economia era baseada principalmente na pecuária. Ao retornarem para a Palestina, a agriculta, artesanato e comércio se tornaram também parte das bases da economia para essas sociedades, que se tornariam, posteriormente,  sedentárias.

Enquanto religião monoteísta, o povo hebreu seguia o judaísmo, cultuando Javé. As bases para as práticas religiosas eram os textos dos Dez Mandamentos, que foram revelados para Moisés no Monte Sinai, em um encontro com Deus.

A sociedade hebraica foi governada em três períodos distintos. No começo da civilização, o governo era feito através dos patriarcas Abraão, Isaac e Jacó. Em seguida, os juízes passaram a governar o povo. Foram eles: Sansão Otoniel, Gideão e Samuel.

O último momento foi marcado pela monarquia, em que os Reis Saul, Davi e Salomão governaram o povo hebreu. Com a morte de Salomão, a Palestina dividiu-se em dois reinos distintos: as 10 tribos de Israel, que se tornariam as 10 Tribos perdidas, e as 2 tribos de Judá, que sobreviveriam por muitos séculos. Posteriormente, o território foi conquistado pelos assírios e pelos babilônios.

A Civilização Hebraica: Principais contribuições

Entre as principais heranças culturais da civilização hebraica podemos destacar o cristianismo, que tem suas raízes na religião judaica. Além disso, grandes palácios e templos foram construídos durante a civilização hebraica. Entre eles, podemos citar o Templo de Jerusalém, cujo os vestígios são conhecidos, atualmente, por formar o Muro das Lamentações, um Patrimônio Mundial da Humanidade.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.