Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

60% de quem trabalha remoto quer voltar ao escritório, diz pesquisa

Voltar ao trabalho depois de um longo período de home office é um desafio para muitas empresas. Afinal é preciso ter um ambiente seguro contra o novo coronavírus. No entanto, uma pesquisa revelou números surpreendentes, veja! 

Mesmo com a recorrente preocupação quanto à transmissão do coronavírus, uma pesquisa feita pela Adecco demonstrou que 60% da população que trabalha remoto quer voltar ao escritório. 

Além disso, somente 7% prefere continuar trabalhando remotamente por conta do medo de pegar a covid-19.

Ademais, segundo um levantamento do NZN Intelligence, em parceria com o Estadão Summit Mobilidade Urbana, dos 2,2 mil participantes, 83,5% disseram ter medo de pegar o coronavírus nos transportes públicos durante a pandemia. 

No entanto, os desafios vão além do ambiente empresarial e do transporte. “Hoje, sair das quatro paredes que nos protegem contra o mundo lá fora ficou mais difícil porque nos acostumamos ao isolamento”, explica a psicóloga Patrícia Lenine.

 “Muitas pessoas desenvolveram a chamada Síndrome da Gaiola, que é medo da interação social e não saber como lidar com o novo mundo”, completa. 

Aumento de atendimentos psiquiátricos

A saúde mental das pessoas pode ter se agravado na pandemia. Para se ter uma ideia, uma pesquisa realizada pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) demonstrou que 47,9% das pessoas aumentaram seus atendimentos desde o começo isolamento social. 

O levantamento também demonstrou que 67,8% dos psiquiatras informaram ter pacientes que nunca tiveram acompanhamento antes. Já 69,3% dos profissionais atenderam pacientes reincidentes. 

“A saúde mental sempre precisou de atenção, mas ocupava o cargo de tabu. Entretanto, atualmente ela está entrando em foco, já que tantas pessoas estão sofrendo com doenças mentais decorrentes do isolamento social”, explica a psicóloga Christiane Valle. 

Patrícia completa dizendo que “por isso, mais do que nunca, é necessário cuidar dessas pessoas. 

O retorno ao trabalho presencialmente precisa de medidas que pensem no cuidado com a saúde mental dos funcionários, oferecendo uma relação benéfica para todos os lados. 

Christiane Valle também dá algumas dicas de como acolher os funcionários em tempos tão difíceis. “A empresa é o local em que as pessoas passam a maior parte do tempo, por isso é necessário cuidar para que se sintam à vontade”. 

“Por isso, crie palestras e apresentações para falar sobre a importância da saúde mental; ouça-os e garanta que se sintam à vontade para falar sobre a saúde mental; incentive-os a fazer acompanhamento psicológico e crie um plano para sua empresa ter psicólogos especializados no ambiente corporativo”, completa. 

E então, gostou da matéria? Não deixe de ler também – Cidadãos criticam aumento do fundo eleitoral: “E o Auxílio Emergencial?” .

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.