Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.1/5 - (53 votes)

14º salário do INSS será pago neste ano? confira

A liberação do 14º salário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), prevista no Projeto de Lei 4367/20, está em seu segundo ano de espera.

A liberação do 14º salário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), prevista no Projeto de Lei 4367/20, está em seu segundo ano de espera. Desde que o deputado Pompeo de Mattos apresentou, em 2020, na Câmara, a proposta passou por pouquíssimas casas.

Diante disso, muitos segurados estão apreensivos, sem saber se vão se beneficiar de fato. Confira algumas atualizações quando a proposta a seguir.

14º salário do INSS

Primeiramente, é importante ressaltar que a criação do projeto se deu mediante a antecipação do 13º salário dos segurados em 2020. No entanto, no mesmo ano, o benefício extra não foi liberado.

No ano seguinte (2021), tendo o 13º novamente antecipado, ainda assim o Governo Federal não liberou o benefício emergencial. Sendo assim, a esperança de muitos aposentados e pensionistas era ter acesso ao 14º este ano.

Todavia, para que seja finalmente promulgado, o projeto precisa receber o parecer favorável da:

  • Câmara dos Deputados; do
  • Senado Federal; e ter a
  • Sanção do presidente da República.

Na Câmara, o texto já teve aprovação nas Comissões de Seguridade Social e Família; Finanças e Tributação, restando apenas o aval da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania para ser liberado para o Senado e posteriormente a sanção presidencial.

Nova chance de o 14º salário se aprovar

Após o projeto ficar meses parado na Câmara dos Deputados, o projeto de lei que determina o pagamento extra do benefício para aposentados, pensionistas e demais segurados voltou a tramitar.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) deu o parecer favorável para o andamento da proposta. O texto poderia sofrer votação nos próximos dias. A decisão desta semana é de que o projeto agora, vai passar por discursão na comissão especial sobre o tema.

Antes de andar nesta semana, o último andamento da proposta havia sido em novembro de 2021. Na ocasião, o texto passou por aprovação na Comissão de Finanças e Tributação. Após isso, neste mês, parecer do relator na CCJ, deputado Ricardo Silva (PSD/SP), aponta que o texto é constitucional. A proposta já poderia ser votada na CCJ, mas ficou parada por um longo período.

O projeto, caso passe por aprovação,  vai custar ao Governo entre R$ 76 bilhões e R$ 81,4 bilhões, de acordo com relatórios da Câmara. A proposta é de que os valores sejam custeados com aumento da alíquota sobre lucro dos setores bancário, de combustível e de energia. Somente com os bancos, por exemplo, se arrecadaria cerca R$ 5 bilhões para a medida.

A princípio, para quem não sabe, a proposta foi apresentada desde o ano de 2020. Na época, a ideia era minimizar os impactos econômicos causados pela pandemia da Covid-19. De acordo com o texto, os segurados receberiam duas parcelas extras do 13º do INSS, limitadas a até dois salários mínimos. O valor atual da proposta é de R$ 2.424.

4.1/5 - (53 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

7 Comentários
  1. Heliete Diz

    Tudo mentira,só promessas,verdadeira propaganda enganosa….

  2. Nilson de poá sp Diz

    Parem de iludir os aposentados bando de mentirosos ficam postando só pra ganhar laik vcs não são capaz de liberar o 14 salário vcs não tão nem aí com esses pobres coitados pra vcs eles são lixo oque importa pra vcs são só os votos deles nesse ano aí o ano que vem nem falam mais nisso então peço carecidamente parem com isso porque se fosse pra vcs já teria liberado o ano passado mas pra os pobres isso nuncaaaaa

  3. Wilson Diz

    Deputados. E senadores só pensam neles não acredito em 14 isso é só p iludir os aposentados

  4. Maria Rosa Cruz Balbino Silva Diz

    Gostaria de saber o dia do pagamento do décimo quarto que é o nosso direto que estão tentando roubar da gente,mas Deus está no controle de tudo e não vai permitir mais que isso aconteça.

  5. anelise wendpap Diz

    não concordo com o décimo 4 salário,mas sim em ter um aumento do salário e ter o décimo 3 nos dias normais como ja sempre era, não gostei desta mudança,desorienta a população ter um salário digno seria o mais justo como por exemplo um aumento de 8% seria o justo. e com este valor se conseguiria sim fazer mais

  6. Emilio rocha Diz

    Sobre o 14 salario nao vai sair isso porque presidente sao froxos e os deputados tambem so sabem melar o beneficio mas isso vai fazer estes pilantras perder as eleicoes nestes vagabundos nao voto mais e vou convocar os aposentados a nao votarem nestes pilantras inclusive o presidente atual obs Dor sandro pode candidatar que os aposentados vao eleger o Dr.estamos esperando a sua candidatura

  7. João Dalberto Franco Diz

    Senadores e deputados e envolvidos quarteto do diabo que são os cavaleiros do Apocalipse do capeta vocês vão ver o processo que vai sair caro pra vocês. Vão ver como é bom mentir pros idosos aposentados sobre 14° salário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.