Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Vanguardas Europeias: o Surrealismo

O Surrealismo: um resumo sobre o movimento

O Surrealismo foi um dos tantos movimentos artísticos que se inseriram nas chamadas Vanguardas Europeias.

O assunto é cobrado com frequência nas principais questões de artes do país, como aquelas da prova do ENEM e de diversos vestibulares, com um destaque para aquele da Unesp e da UEL.

O Surrealismo: Definição

O Surrealismo foi umas das tantas Vanguardas Artísticas que aconteceram na Europa, com uma grande predominância em Paris, no início do século XX.

O Surrealismo: Contexto Histórico

O período que foi palco para as Vanguardas Europeias ficou conhecido como  a fase dos “anos loucos”. Isso porque, ele se encontrava no meio das duas Guerras Mundiais, entre 1918 e 1939, e predominava muita incerteza, tensões, desequilíbrio e contradições. Assim, dentro desse cenário, existia um forte desejo de viver o presente da melhor maneira possível. Dessa maneira, com esse ideal em mente,surgiram diversos movimentos artísticos que possuíam a intenção de descobrir uma nova interpretação e atribuir uma nova expressão para a realidade.

O Surrealismo: Origem

O Surrealismo surgiu na década de 20, a partir de um grupo formado pelos mais variados artistas. Entre os principais nomes, podemos citar: Paul Éluard, André Breton, Salvador Dalí, Yves Tanguy, Max Ernst, René Crevel e Man Ray.

Porém, a origem do movimento seria consolidada quando o escritor francês André Breton decidiu romper com Dadaísmo, movimento precursor do Surrealismo, e lançou, no ano de 1924, o Manifesto Surrealista. Nele, eram apresentados os princípios do novo movimento. Dentre eles, destacava-se a ausência de lógica e o uso de uma realidade paralela, chamada de maravilhosa, como parâmetro.

O Surrealismo: Características

O Surrealismo se iniciou, primeiramente, como uma reação ao racionalismo predominante na sociedade da época. É válido ressaltar que os ideias surrealistas estiveram presentes em muitas outras manifestações artísticas além da pintura, como a escultura, a literatura, o teatro e o cinema.

O movimento surrealista propunha a valorização da fantasia, a exaltação dos sonhos e da loucura, a crítica ao academicismo e o distanciamento da razão. Além disso, podemos citar como algumas das principais características do Surrealismo:

  • A valorização do inconsciente
  • O livre pensamento
  • A criação de uma realidade paralela, em que predomina o subjetivo
  • O uso de cenas e personagens irreais
  • A grande influência das recém-criadas teorias da psicanálise
  • O uso do subconsciente em seu pleno potencial
  • O uso dos sonhos nas obras
  • A criação de imagens fantásticas.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.