Transplante de Coração: em 2023, espera foi menor que 30 dias para 27,5% dos pacientes

O transplante de coração é um procedimento crucial para pacientes com necessidades urgentes de tratamento. No Brasil, o tempo de espera para esse tipo de transplante tem apresentado números significativos nos últimos anos. Segundo dados do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), de 1º de janeiro até 27 de agosto de 2023, mais de 50% dos pacientes transplantados tiveram a oportunidade de receber a doação em até três meses. Neste artigo, vamos explorar o tempo de espera, os critérios de prioridade e como o sistema funciona para garantir a agilidade necessária.

O Tempo de Espera para Transplante de Coração

De acordo com os dados do SNT, no período mencionado, 27,5% dos pacientes na lista de espera para transplante de coração tiveram o procedimento realizado em menos de 30 dias. Isso representa uma melhoria significativa no tempo de espera e reflete os esforços do sistema brasileiro em agilizar o processo. Além disso, outros 29% dos pacientes esperaram entre 30 e 90 dias para receber a doação. Esses números demonstram que a maioria dos pacientes teve a oportunidade de receber um novo coração em um prazo relativamente curto.

A coordenadora-geral do Sistema Nacional de Transplantes, Daniela Salomao, enfatiza que o transplante de coração é um procedimento que demanda agilidade devido à urgência das pessoas que entram na lista. O sistema brasileiro trabalha intensamente para alcançar resultados rápidos e eficazes. Para ser elegível ao procedimento, os pacientes devem atender a critérios específicos, como compatibilidade de grupo sanguíneo, peso, altura e gravidade da condição. Esses critérios formam a base para a definição da prioridade na lista de espera.

Daniela Salomao esclarece que existem níveis de prioridade dentro do sistema. Pacientes que enfrentam complicações com o coração transplantado anteriormente ou que estão utilizando circulação extracorpórea são considerados de alta prioridade. Além disso, pacientes que utilizam drogas vasoativas por um período superior a seis meses e aqueles que estão utilizando a medicação vasoativa por um período inferior a seis meses também recebem prioridade. Os pacientes em casa aguardando o transplante são priorizados em seguida.

O Sistema Nacional de Transplantes (SNT)

O Sistema Nacional de Transplantes é responsável pela regulamentação, controle e monitoramento de todo o processo de doação e transplantes realizados no Brasil. Sob a coordenação do Ministério da Saúde, o SNT trabalha para desenvolver o processo de doação, captação e distribuição de órgãos, tecidos e células-tronco hematopoiéticas para fins terapêuticos.

É importante ressaltar que a lista de espera para transplantes é única e abrange pacientes tanto do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto da rede privada. O sistema é auditável, permitindo a apuração de qualquer atualização incorreta na lista. O Brasil possui o maior sistema público de transplantes de órgãos do mundo, com 90% das cirurgias realizadas na rede pública.

Assistência Integral e Gratuita

Os pacientes que necessitam de transplante de coração recebem assistência integral, equânime, universal e gratuita por meio do SUS. Isso inclui exames preparatórios, a própria cirurgia, acompanhamento pós-transplante e medicamentos necessários. É fundamental que as pessoas interessadas em doar seus órgãos deixem claro para a família sua vontade, pois a doação só pode ser realizada com autorização familiar.

Importância da Conscientização

O tempo de espera para transplante de coração no Brasil tem apresentado resultados positivos, com mais da metade dos pacientes transplantados recebendo a doação em até três meses. O Sistema Nacional de Transplantes trabalha incansavelmente para garantir a agilidade necessária nesse processo, priorizando pacientes de acordo com critérios específicos. É fundamental conscientizar a população sobre a importância da doação de órgãos para salvar vidas e continuar avançando no campo dos transplantes cardíacos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.