Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

TCU pede que INSS investigue potenciais irregularidades em benefícios

De acordo com o Tribunal, o INSS pode estar pagando benefícios em situação de irregularidade para milhares de pessoas

O Tribunal de Contas da União (TCU) enviou um ofício ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Esse documento pede para que a autarquia investigue a situação de possíveis fraudes em benefícios pagos. Segundo resultados de análises, essas irregularidades podem chegar a R$ 2,7 bilhões.

Quem fez o pedido de análise do INSS foi o Ministro do TCU, Bruno Dantas. De acordo com ele, há uma série de problemas em algumas informações do instituto. Isso não quer dizer, no entanto, que esse problema de inconsistências nos dados sejam todos resultados de fraudes no sistema do local. No entanto, ele está pedindo a investigação.

De acordo com as informações oficiais, o INSS tem um ano para analisar e resolver a questão da transparência desses dados. Segundo o Ministro, caso se comprove que pelo menos uma parte deles são frutos de irregularidades, o Instituto precisa tomar medidas corretivas em relação ao problema em questão.

Segundo essa apuração do TCU, há uma série de potenciais fraudes de vários tipos. Em alguns caso, por exemplo, o INSS pode estar pagando benefícios para pessoas com o CPF cancelado. Isso faz crescer, por exemplo, a teoria de que eles poderiam estar fazendo pagamentos para a conta de brasileiros que morreram.

O TCU chama a atenção também para a possibilidade de o INSS estar realizando repasses acima do teto previdenciário. Além disso, eles citaram também a possível acumulação irregular de mais de um benefício do local. De qualquer forma, o próprio Instituto ainda vai ter que confirmar se existem ou não golpes nessas contas.

INSS

O próprio INSS comentou essa recomendação do TCU. De acordo com o Instituto, eles fazem um longo de trabalho de prevenção contra fraudes. Eles também disseram que possuem confiança na base de dados do local.

“O INSS possui rotina de controle e monitoramento contínuo da folha de pagamento de benefícios, por meio do Sistema de Verificação de Conformidade da Folha de Pagamento de Benefícios (SVCBEN) e do Painel de Qualidade de Dados do Pagamento de Benefícios (QDBEN), implantado em abril de 2019″, disse em nota.

De qualquer forma, informações de bastidores dão conta de que os diretores do instituto irão respeitar a recomendação do TCU e farão uma análise mais aprofundada nestes indícios em questão. Eles só não arriscam dar uma data para a conclusão desse trabalho.

Fraudes

Recentemente, o próprio TCU apontou que o Governo Federal realizou o pagamento indevido em milhares de contas do Auxílio Emergencial no ano passado. O prejuízo, ainda de acordo com o Tribunal, foi da classe dos bilhões.

Essa informação acabou despertando o Governo para a necessidade de fechar o cerco para essas fraudes na versão deste ano do Auxílio Emergencial. Por isso eles estão realizando análises contínuas nas contas do benefício.

No entanto, vale lembrar que muita gente não está gostando nada desta história. Várias pessoas foram para as redes sociais para dizer que perderam o benefício injustamente. O Dataprev, que é o órgão que faz essa análise, disse que o cidadão tem o direito de contestar a negativa do Auxílio.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.