Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Supera RJ: o que diz o Governo sobre os cartões zerados

De acordo com relatos nas redes sociais, muitas famílias que pegaram o cartão do Supera RJ perceberam que ele estava zerado

O Auxílio Emergencial estadual do Rio de Janeiro segue sendo alvo de inúmeras reclamações dos seus usuários. Depois de muita complicação para conseguir ter acesso ao cartão, as família que conseguiram estão dizendo agora que ele está zerado. E eles esperam por uma resposta do Governo do estado.

De acordo com esses beneficiários, o cartão está bloqueado de alguma forma. Esse, no entanto, é um procedimento normal. No entanto, quando essas cidadãos realizam o desbloqueio, percebem que o saldo está em 0, diferente daquilo que o próprio Governo do estado prometeu que aconteceria.

Nas últimas semanas, o Governador Cláudio Castro disse que cerca de 33 mil pessoas entrariam no programa em questão. Ele disse ainda que esses cidadãos pegariam o cartão com a recarga ativa até, no máximo, o próximo dia 10 de julho. Esta quarta-feira é dia 14 e os cartões seguem zerados, de acordo com essas famílias.

Segundo informações do Governo do Estado, isso acontece porque a recarga demora um pouco para cair nesse cartão do Supera RJ. De acordo com essas informações, o valor deve entrar na conta das pessoas que estão dentro do Cadúnico dentro de 72 horas depois que o cidadão realiza o desbloqueio do mesmo.

Para os informais desempregados que estão no projeto esse período de tempo pode ser ainda maior. De acordo com o Governo do estado, eles deverão ter a recarga apenas depois de um tempo. Eles, no entanto, não especificaram de quanto seria esse tempo. Resta portanto esperar para saber o que vai acontecer.

Problemas

Esta não é a primeira vez que o Auxílio Emergencial do Rio de Janeiro passa por problemas graves. Há reclamações das mais diversas naturezas que acontecem desde antes do lançamento do programa há algumas semanas.

De acordo com as informações oficiais, o projeto passou por pelo menos dois adiamentos considerando as datas que o Governo local prometeu que pagaria. Além disso, há relatos também de atrasos nos pagamentos para os usuários.

O Governador Cláudio Castro disse em entrevista recente que tudo isso não se tratava de demora e sim de “respeito com o dinheiro público”. De acordo com ele, a liberação dessas quantias exigem muito cuidado por parte do estado.

Auxílio no Rio

De acordo com as informações oficiais, o Auxílio Emergencial do Rio de Janeiro tem como público alvo principalmente as pessoas que estão em situação de pobreza ou de extrema pobreza. São cidadãos que recebem até R$ 178 por mês.

O valor mínimo de pagamentos é de R$ 200, podendo ter um adicional de R$ 50 por filho. Isso desde que se respeite o montante máximo de R$ 300. Então quem tem um filho recebe R$ 250. Quem tem dois ou mais recebe R$ 300.

Além do Rio de Janeiro, vários outros estados e o Distrito Federal também criaram auxílios próprios neste ano de 2021. Apesar das diferenças, os objetivos são semelhantes. Eles querem ajudar as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade nesta pandemia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.