Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Sindicato de professores de SP não descarta greve em 2021

A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de SP), responsável por representar os docentes da rede estadual de São Paulo, não descarta a possibilidade de uma greve de docentes em 2021. De acordo com o sindicato, caso haja a volta às aulas presenciais no primeiro semestre de 2021 sem que o professores sejam vacinados é possível que os mesmos paralisem as atividades.

Para a Apeoesp, os professores devem ser incluídos no grupo prioritário da vacinação contra a covid-19 pelo governo João Doria (PSDB). Nesse sentido, a presidente do sindicato, Maria Izabel Noronha afirmou: “Precisamos de segurança, a gente tem que ter uma vacina. É preciso colocar os trabalhadores da educação na primeira fase, junto com os servidores da saúde”. Ela afirmou ainda que a sala de aula fechada é “perigoso” no sentido de haver alto risco de contágio por coronavírus.

No entanto, até o momento, não há garantia de que os professores terão prioridade na vacinação ou que receberão a vacina antes do ano letivo de 2021. Ainda assim, o plano do governo de São Paulo é retomar as aulas presenciais já em fevereiro de 2021. Além disso, o governo informou uma mudança nos critérios para a abertura das escolas em meio à pandemia do coronavírus. Mesmo na fase vermelha do Plano São Paulo as escolas públicas e particulares poderão receber os alunos para atividades presenciais. A fase vermelha é a que registra os piores índices da pandemia.

Quanto à vacinação, a previsão do governo de São Paulo é que tenha início em 25 de janeiro. Até o momento, a prioridade da vacinação é de idosos e de servidores da área da Saúde.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia ainda Corte no MEC pode afetar educação básica em até R$ 1 bilhão.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.