Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Seus Hábitos Financeiros e a Poupança

Seus hábitos e a poupança – Entenda essa relação na sua rotina

Muitas pessoas não conseguem direcionar dinheiro para uma poupança, no entanto, poupar é muito mais um hábito do que ter um alto valor para essa finalidade. 

Muitos não guardam dinheiro, mesmo os que trabalham desde a juventude. Considerando que algumas pessoas começaram a trabalhar na adolescência, e, não possuíam muita responsabilidade com pagamentos (há exceções, mas estamos exemplificando hábitos).

Impulso e arrependimento pode ser um velho ciclo vicioso 

Posteriormente, sabemos que com a maturidade vem mais responsabilidade. Porém, aquele adolescente que mora dentro da gente, às vezes não quer sair. Por isso, você adulto acaba comprando coisas por impulso, gastando mais do que devia com diversão e reclamando que não consegue guardar dinheiro. Tal como fazia com o seu dinheiro do estágio. 

Por isso, o hábito de poupar dinheiro também é o hábito de adquirir autorresponsabilidade. No entanto, você precisa ser flexível, já que se você for muito rígido, a tendência é que você se desanime e desista de mudar.

Tenha paciência com seus processos 

Sendo assim, esse objetivo de guardar dinheiro precisa direcionar seu hábito. Pois, se você fosse um hábito nocivo desde a sua juventude (considerando que você é uma pessoa adulta), provavelmente, você tem anos de pensamentos iguais e reforçados. 

Por isso, você precisa ser flexível quanto às mudanças, já que muitas pessoas não mudam de hábitos de vida em uma área porque não conseguem se adaptar ao próprio processo.

O planejamento financeiro pessoal direciona seus novos hábitos

Primeiramente, você precisa entender que é possível mudar, posteriormente, você precisa criar um planejamento financeiro pessoal.

No entanto, se você for muito rígido, você tende a abandonar tudo. Sendo assim,  primeiramente, foque nos seus novos hábitos. Posteriormente, trabalhe com valores. Por exemplo, caso você seja uma pessoa que atualmente não pode direcionar um valor muito elevado para uma poupança, você pode começar a criar o hábito.

Foque no hábito e depois no valor

Sendo assim, você pode direcionar um valor baixo todos os meses. Apenas para alimentar o hábito. Assim sendo, conforme as coisas melhorarem, automaticamente você pode direcionar um valor maior. 

No entanto, se em algum mês você não conseguir alimentar a poupança, não desanime. Apenas se organize para que possa voltar ao fluxo financeiro positivo no próximo mês. O importante é que altere seus hábitos aos poucos para que possa sustentar essas mudanças em longo prazo. 

Portanto, poupar dinheiro requer mudança de hábitos. Por isso, pessoas que não conseguem deixar de comprar por impulso devem procurar ajuda profissional, com um psicoterapeuta que pode ajudar a entender seu próprio processo.

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.