Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Seguro-desemprego: aprenda a fazer o cálculo das parcelas do benefício

Muita gente não sabe, mas é preciso fazer um cálculo para saber quanto você vai receber de seguro-desemprego este ano

A situação não está fácil para boa parte da população brasileira. Em momento de crise econômica, o fato é que tem muita gente passando por demissões e recorrendo aos benefícios de ajuda financeira neste momento. Talvez a mais famosa dessas ajudas seja mesmo o seguro-desemprego do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

De acordo com as informações oficiais, este ano, esse benefício passou por uma série de mudanças nos seus valores. Tudo por causa do reajuste no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Então é preciso prestar atenção para não se perder nas contas e saber exatamente quanto você vai ganhar no final do mês.

Em primeiro lugar é importante lembrar que as pessoas precisam fazer uma média de ganho nos últimos três meses antes da demissão no trabalho. Se você ganhava todo mês a mesma coisa, então esse vai ser o patamar. Se variava, então era preciso somar os três montantes e dividir por três. O resultado é a média.

Deu até R$ 1.858,17

Se o resultado dessa conta deu menos do que R$ 1.858,17, então você já sabe que vai ganhar 80% desse valor médio do seu salário. Mas se esse patamar for mais baixo do que um salário mínimo, então você vai ganhar 80% desse salário mínimo e não do seu salário médio.

Por exemplo, um homem que ganhou R$ 1200 de média nos últimos três meses entra nessa conta. Ele vai ganhar R$ 960. Nesse caso, no entanto, essa média é menor do que a de um salário mínimo. Então permanece essa segunda opção, que é a maior. Ele passa a ganhar R$ 969,60.

Deu entre R$ 1858,18 e R$ 3.097,25 no seguro-desemprego

Nesse caso, as regras afirmam que para o ano de 2022, o cidadão vai ganhar um valor fixo de R$ 1.486,53. Além disso, ele vai ganhar também uma espécie de adicional de 50% sobre o patamar que ultrapassar essa marca de R$ 1.858,17. Então tudo vai acabar dependendo de quanto foi essa ultrapassagem.

Por exemplo, um homem que ganha R$ 2 mil em média entra nessa conta. Ele vai ganhar os R$ 1.486,53 e mais 50% do que passou de R$ 1.858, 17, que no caso vai dar R$ 71 a mais nessa conta. Ele vai ganhar, portanto , R$ 1557.

Deu mais de R$ 3.097, 26

Nessa situação, quando a média dos últimos três meses de salário ultrapassa essa marca, o trabalhador vai poder receber R$ 2.106,08 de seguro-desemprego. De acordo com o Ministério da Cidadania, esse valor é invariável.

Isso quer dizer portanto que uma pessoa que recebe um salário desse nível só vai poder receber esse R$ 2,1 mil de seguro desemprego. É como se fosse um teto. Esse valor, aliás, foi justamente o que passou por um reajuste por causa do INPC. Agora ele está pouco mais de 10% mais alto. É o que se sabe até aqui.

Quem recebe o seguro-desemprego

De acordo com informações do próprio INSS, podem receber o seguro-desemprego as pessoas que passaram por uma demissão no trabalho. Mas isso só vale para aqueles que tiveram uma dispensa sem justa causa.

Além do seguro-desemprego, o não começou com muitas mudanças de valores nos seus projetos previdenciários. Dá para citar, por exemplo, o caso do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e também o abono salarial PIS/PASEP.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.