Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Sedentarismo na empresa: conheça o vilão da produtividade

sedentarismo na empresa tem se mostrado um cenário cada vez mais preocupante. Antes, pensava-se que o sedentarismo apenas impactaria a saúde física do sujeito, mas isso não é verdade. A sua saúde mental também sofre impactos nocivos, o que escorrega para a produtividade, o bem-estar no trabalho, etc.

Por isso, uma empresa que presa pela qualidade de vida dos seus colaboradores e busca formas de auxiliá-los em sua produtividade, certamente pensará em estratégias que diminuam os quadros de sedentarismo, como:

  • Incentivo ao uso de bicicleta como transporte.
  • Grupos desportivos dentro da empresa.
  • Parcerias com academias.
  • Palestras e eventos que estimulem as atividades físicas.
  • Incentivo ao uso das escadas.
  • Entre outras medidas.

Mas, o que acontece se a empresa não der conta desse recado e não combater o sedentarismo? A seguir destacamos a consequência desse quadro. Continue lendo.

O que o sedentarismo na empresa pode provocar?

O sedentarismo na empresa pode provocar muitos impactos no bem-estar, na produtividade e nos resultados de uma pessoa. E isso vale tanto para a vida pessoal, quanto profissional. Veja:

1- Faltas por questões de saúde

O sedentarismo é capaz de causar efeitos nocivos em nossa saúde, e isso não é nenhuma novidade. Por isso que esse quadro dentro de uma empresa pode ser tão prejudicial para a dinâmica de uma equipe. Afinal, o sujeito sedentário tende a faltar por questões de saúde, deixando o grupo desregulado.

2- Sobrecarga em outros colaboradores

A sobrecarga em outros colaboradores passa a ser evidente dentro desse contexto de faltas.

Isso porque se um colaborador falta e não pode ser substituído, as suas tarefas serão distribuídas com outras pessoas que possuem as próprias tarefas, causando a sobrecarga.

3- Autoestima baixa e falta de motivação nos colaboradores sedentários

A autoestima também pode ficar afetada quando não praticamos atividades físicas. Além disso, a motivação também despenca, uma vez que os exercícios são capazes de promover bem-estar, prazer, felicidade, sensação de mente e corpo ativo, etc. Logo, a falta dessas sensações pode desencadear o desânimo, a ansiedade, o estresse, etc.

Como consequência, a falta de motivação e a baixa autoestima diminuem o rendimento do colaborador.

4- Cansaço e “preguiça” de executar tarefas

Seguindo o gancho do que foi explanado acima, o sedentarismo na empresa pode ainda causar preguiça e cansaço durante a execução de tarefas.

Pois, como vimos, as atividades físicas promovem mais motivação e energia para o nosso dia a dia, e a ausência desses exercícios pode causar um cansaço descontrolado e a temida preguiça no funcionário.

E nem precisamos dizer o que esses cenários podem provocar no rendimento de toda uma equipe, não é mesmo?

5- Menor produtividade e foco nas atividades

Por fim, o acoplado de questões relacionadas ao sedentarismo na empresa pode desencadear uma baixa expressiva na produtividade e no foco do sujeito. Este não ficará tão antenado ao que está fazendo, até porque o nosso cérebro precisa dos exercícios para manter todas as suas funções sempre em dia.

Portanto, comece a estimular as atividades físicas na sua empresa e combata esse vilão silencioso chamado sedentarismo!

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.