Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Revolução Industrial: Entenda o conceito e cada fase do processo

Discorremos sobre o tema, que pode ser cobrado no ENEM e no vestibular. Conheça!

A Revolução Industrial consistiu em um dos processos mais importantes do desenvolvimento da sociedade contemporânea.

Por sua importância, cai sempre em questões de vestibulares e no ENEM. Conheça um panorama geral para basear os seus estudos.

Conceito

A revolução industrial, conforme falamos anteriormente, consistiu em uma série de mudanças na maneira de produzir. Teve como precursora a Inglaterra no século XVIII.

O trabalho que antes era doméstico ou então artesanal, passou a ser assalariado e com uso de máquinas produzindo em grandes escalas.

Com o aumento do comércio internacional nos séculos XVI e XVII a burguesia aumentou sua riqueza e desta forma conseguiu recursos para financiar esta evolução produtiva.

Desse modo, a burguesia rica inglesa passou a investir na criação de máquinas para a indústria e no aperfeiçoamento das técnicas de produção, visando aumentar seus lucros.

A Inglaterra foi o primeiro país a iniciar a industrialização do país com o uso de máquinas. Dentre alguns fatores que facilitaram para essa implementação; destacam-se, por exemplo:

  • Burguesia forte economicamente
  • Principal zona de livre comércio da Europa
  • Localização estratégica por estar junto ao mar
  • Êxodo rural

Com a implementação das máquinas no processo produtivo, os operários eram forçados a trabalhar em cargas horários exaustivas e recebiam salário baixo.

Mulheres e crianças também eram forçados a trabalhar para ajudar na renda familiar. E essa situação gerou revolta entre os trabalhadores.

Neste contexto desfavorável e com péssimas condições, muitos operários começaram a sabotar as máquinas, esse movimento ficou conhecido como “os quebradores de máquinas”.

Podemos separar a revolução industrial em três etapas importantes no desenvolvimento produtivo, econômico e da sociedade de modo geral. Acompanhe.

Primeira revolução industrial

A primeira revolução industrial ocorreu na Inglaterra entre os séculos XVIII e XIX. Sua principal característica foi o uso de máquinas no processo produtivo, gerando grandes transformações em diversos setores da sociedade.

E por essa razão foi possível o aparecimento de indústrias de tecido de algodão, além disso, houve o aprimoramento de máquinas a vapor.

Socioeconomicamente falando houve a separação do capital, está representada pelos donos dos meios de produção e o trabalho representado pelos operários assalariados.

Com o surgimento das fábricas, os operários deviam operar uma máquina específica para realizar suas tarefas. Com condições de trabalho precárias os trabalhadores criaram organizações trabalhistas e sindicatos para reivindicar melhores condições de trabalho e salário justo.

A mecanização do processo produtivo foi implementado em diversos setores da economia. Além disso, evidenciou a supremacia burguesa na economia.

Outros fatores foram acelerados com a revolução industrial, como por exemplo o êxodo rural, crescimento urbano e surgimento da classe operária.

Segunda revolução industrial

A segunda revolução industrial ocorreu no século XIX e contou com a industrialização de outros países como Alemanha, França, Itália e Rússia.

Ficou marcada também como um modo capitalista menos competitivo e mais adepto de monopólios. Ou seja, empresas e países monopolizavam o comércio.

Nessa época houve o aperfeiçoamento tecnológico e científico mirando a invenção de técnicas produtivas satisfatórias com a criação de produtos de qualidade, visando um melhor desempenho industrial.

Foi um período inovador, sobretudo pelo uso do aço, da energia elétrica e dos derivados de petróleo. Além disso, houve a invenção do motor a explosão, da locomotiva a vapor e a criação de produtos químicos.

Terceira revolução industrial

A terceira revolução industrial teve início no século XX e direcionou-se para o desenvolvimento eletrônico, permitindo a criação da informática e automação das indústrias.

Isso contribuiu ainda mais na substituição da mão de obra humana por máquinas. Uma vez que o trabalhador intervinha em algumas etapas do processo produtivo.

Os avanços tecnológicos da terceira revolução industrial foram primordiais para criação de produtos como o computador, celular, fax, assim como carros com alta tecnologia, entre outros.


E então, gostou de saber mais sobre a Revolução Industrial?

Leia também para aprender: Geografia: Conceitos importantes sobre Globalização

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.