Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Pagamento de salário mensal para todos os desempregados do país

Um projeto em tramitação na Câmara dos Deputados prevê o pagamento de R$ 1100 para todos os desempregados do Brasil. De acordo com o texto, as pessoas receberiam o dinheiro por um período máximo de 12 meses com contrapartidas.

O autor da proposta é o Deputado Federal Wilson Santiago (PSB). De acordo com ele, essa seria a única forma de ajudar os brasileiros que estão passando por dificuldades nesta pandemia do novo coronavírus. O projeto está tramitando em caráter conclusivo na Câmara.

Caso passe por uma aprovação, o Governo Federal teria que gastar muito dinheiro com esse programa. É que estima-se que o país tenha milhões de pessoas sem emprego neste momento. Se cada uma delas receber R$ 1100 por mês durante doze meses, o gasto certamente não seria baixo para os cofres públicos.

É justamente por isso que essa ideia não tem o apoio do Ministro da Economia, Paulo Guedes. No entanto, o Deputado Wilson afirma que há uma maneira de pagar pela proposta: cobrando os impostos sobre as grandes fortunas, como outros países do mundo estão começando a fazer.

De acordo com o Deputado, esse tipo de cobrança possibilitaria que o Governo acabasse acumulando mais dinheiro nos cofres públicos. Na visão do parlamentar, essa quantia poderia voltar para o trabalhador justamente na forma dessa mensalidade de R$ 1100.

Quais desempregados receberiam?

Segundo o texto do projeto, toda e qualquer pessoa que provasse que está sem emprego no momento poderia receber o dinheiro. Então, na prática, esses brasileiros não teriam que esperar por uma seleção do Dataprev, como aliás acontece com o atual Auxílio Emergencial.

As pessoas que estiverem sem emprego, mas que estiverem recebendo o seguro-desemprego, também poderiam participar do programa. No entanto, neste caso eles só receberiam os valores restantes. É como se o seguro valesse como uma parte do projeto completo.

O benefício deixa claro ainda que a duração do programa é de 12 meses, sem qualquer chance de prorrogação. Então a pessoa receberia os montantes durante um ano e logo depois disso teria a suspensão automática do dinheiro independente de encontrar um emprego ou não.

Regras para receber o salário

O texto do projeto diz ainda que as pessoas que querem receber essa quantia precisam fazer um curso de capacitação. Esse cidadão tem que fazer essas aulas em escolas técnicas que tenham ligação com os Governos do estado ou com o Palácio do Planalto.

A ideia é que essas pessoas usem esse dinheiro também para investir nas suas carreiras profissionais. Vale lembrar que se o aluno começa a faltar muito nesse curso, ele também perde automaticamente o benefício. Pelo menos é o que diz a regra do texto.

Como dito, esse projeto está tramitando ainda em caráter conclusivo. Isso quer dizer portanto que ele ainda vai passar por uma análise das mais diferentes comissões da casa. Analistas políticos afirmam que é muito difícil que esse programa passe pela Câmara. No entanto, o Deputado Wilson afirma que a possibilidade existe.

11 Comentários
  1. Regina. Marques Diz

    Tenho 65 anos e não consigo me aposentar por idade não consigo serviço e ainda tem uma filha especial tá muito difícil para nós os velhos a partir de 65 anos

  2. Wilson Sérgio Ribeiro Diz

    Trabalho desde 1979 não foi direto teve alguns espaço vazio e teve algumas empresas q descontou o INSS mais não passou para o INSS isto me prejudicou .mais com tudo isto eu tenho 33anos e 9 meses de salubridade mais de 10 anos se o INSS conhece o tempo de salubridade eu passo dos 35 anos /este que o problema. Tenho quase 61 anos se q eu consigo uma colocação

  3. Magali de Campos Clemente Diz

    Meu marido já passou da época de se aposentar,mas não consegue nem dar entrada isso é uma vergonha pq trabalha a vida toda e depois de é uma dor de cabeça para exigir o que é por direito.

  4. maria dos anjos novais santos Diz

    desenpregado nao está rapando nada eu recebi auxilio 2020 esse agora 2021 nada. todos recebem menos eu eu nao posso trabalhar porque cuido. de 1 especial. entao tenho que pastar viver como dá sem dignidade. a pessoa que nao trabalha nao recebe respeito de ninguem todos pizam e humilham por vc pass
    a. perdendo a vontade de viver meu mundo 988348926. acabou só deus na causa

  5. Antonia Diz

    Seria muito bom mesmo que vcs governantes fizessem isso pelo o povo que estão desempregos e terem de onde tirar pra cuidar de seus compromisso.mas infelizmente isso não vai acontecer porque vivemos num país que cada um pensa em si mesma

  6. Selma da Silva Eloi Diz

    A patroa q eu trabalhava me chamou pra fazer acordo, eu não estava aguentando trabalhar em pé, só q não cumpriu com o q ela falou, quando fui tentar receber o seguro desempregado, fiquei sabendo pelo funcionário q, tinha pedido conta, mais não pedi conta, perdi quase dois anos de carteira assinada, o dinheiro que ia receber, era pra mim investir, não estou conseguindo ter uma boa vendas e estou endividada.

  7. UBIRAJARA DAS NEVES VIEIRA Diz

    EU. QUERO. A. MINHA. APOSENTADORIA. DEU. ENTRADA. TEM. 3 ANOS

  8. Lenilda Diz

    E no caso de pessoas com mais de 50 anos que já tem vasta experiência e cursos porem não consegue emorego tambem tem wue oassar por curso de capacitação? Não tem logica isso

  9. Gerson Fernandes alves Diz

    Boa ideia parabéns

  10. Gerson Fernandes alves Diz

    Boa tarde td bem tmjts é uma ótima ajuda para mim ê para tds os desempregados do País.

    1. SILVIA LETICIA ALVES Diz

      Acho oportuno que aprovem pois se não for assim o país quebra e todos quebram.
      Pois o dinheiro dos impostos e contribuição das
      pessoas que trabalhavam uma hora vai acabar . E muita gente vai passar fome. Enquanto as grandes fortunas continuam intocáveis? Até quando desigualdade?
      O projeto ajudaria as pessoas sobreviverem e os cursos como forma de capacitação, porque o mundo está evoluindo e precisaremos de pessoas melhor capacitadas. É o mínimo a se fazer.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.