Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Programa de Redução de salário e jornada de trabalho vai até 25 de agosto

Desde o retorno do programa, especificamente em abril de 2021, mais de 3 milhões de acordos foram estabelecidos entre empregados e empregadores.

Como constava no plano de contingência a pandemia da Covid-19, elaborado pelo Governo Federal no fim de 2020, o Programa Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (BEm) foi relançado este ano.

Desde o retorno do programa, especificamente em abril de 2021, mais de 3 milhões de acordos foram estabelecidos entre empregados e empregadores. Diante disso, as empresas que ainda não aderiram a medida, terão apenas o próximo mês para realizar o procedimento.

O prazo final para o cadastramento no BEm é até o dia 25 de agosto deste ano, e a Secretaria de Previdência e Trabalho não deu mais detalhes sobre a possibilidade de prorrogar o programa.

“O programa criado em 2020 foi fundamental para a preservação de milhões de empregos e postos de trabalho em todo país, sem dúvidas. O relançamento em 2021 manteve o emprego em diversos setores e a possibilidade de adesão ainda é uma realidade para muitos profissionais e empregados”, ressalta Thomas Carlsen, CEO e co-fundador da Mywork.

Segundo informações, as empresas que oferecem serviços foram as que mais recorreram ao programa este ano, principalmente as da região sudeste do país, que lidera com a quantidade de contratos obtidos, como nos estados de São Paulo e Minas Gerais.

De acordo com o texto do programa, o trabalhador que tiver seu contrato de trabalho suspenso ou o salário e jornada reduzidos, têm o direito a estabilidade do emprego por um período igual ao acordo firmado pelo BEm.

Isso significa, que as empresas que fecharem acordo no último mês da adesão, terão que disponibilizar o direito a estabilidade de emprego do funcionário em um período igual contabilizado pela vigência do contrato.

Veja também: Pedidos de entrada no Auxílio BEm estão diminuindo, diz Governo

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Renata Cristina camargos Diz

    O mais triste são os patrões entra nesse benefício e funcionário trabalha normal sem reduzir horário vejo vantagem nisso só pro empresário pro trabalhador não

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.