Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Preço dos combustíveis ficam mais baratos essa semana

Na última sexta-feira (22), dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), informam que os preços dos combustíveis, entre eles a gasolina, o etanol e o diesel, voltaram a recuar nos postos. Além disso, na última quarta-feira, a Petrobras realizou a primeira redução do ano do preço de venda da gasolina para as refinarias. O valor do litro passou de R$ 4,06 para R$ 3,86 por litro.

O levantamento sobre o preço dos combustíveis mostra que o preço médio do litro da gasolina caiu de R$ 6,07 para R$ 5,89, valor este que representa uma redução de 3%. Este é o menor patamar já visto desde a semana encerrada em 13 de agosto de 2021, onde o combustível se encontrava a R$ 5,866. O valor máximo encontrado nos postos foi R$ 7,75.

Detalhes do levantamento da ANP

De acordo com o levantamento, esta já é a quarta semana seguida de queda acentuada do preço da gasolina. Nesse período, o recuo acumulado é de 20%. Já com relação ao preço médio do diesel, este passou de R$ 7,48 para R$ 7,44, representando uma redução de 0,5%. O valor mais alto encontrado pela agência foi R$ 8,99.

Ao analisar o decorrer do mês de junho, o preço do litro do diesel e da gasolina alcançaram os maiores valores pagos pelos consumidores, desde que a ANP passou a faze levantamento semanal de preços, isso ocorreu em 2004. Mesmo nos períodos em que os combustíveis passaram a cair, o diesel continuo mantendo uma queda acumulada de apenas 1,7%

Já com relação a preço médio encontrado para o etanol, este passou de R$ 4,41 para R$ 4,32, resultando em uma queda de 2%. Este é o menor patamar encontrado desde a semana encerrada em 10 de julho do ano passado, quando o combustível se encontrava a R$ 4,273. Contudo, mesmo com esta média, o levantamento acabou encontrando ofertas no valor do combustível pelo máximo de R$ 7,89.

O levantamento realizado pela ANP, coletou preços em mais de 5 mil postos de combustíveis no Brasil. Vale lembrar que o valor final dos preços dos combustíveis nas bombas depende não só dos valores cobrados nas refinarias, mas também de impostos e das margens de lucro de distribuidores e revendedores.

Queda no preço dos combustíveis

A atual redução vista no preço dos combustíveis sentem o efeito da limitação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Esta redução foi adotada pelos estados após ser sancionado o projeto que cria um teto para o imposto sobre itens como diesel, gasolina, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo.

O texto do projeto indica que, esses itens podem ser classificados como essenciais e indispensáveis, desde modo, o estado está impedido de cobrar taxas superiores à alíquota geral. Esta alíquota geral varia de 17% a 18%, e depende da localização. Até então, os preços dos combustíveis e de outros bens que o projeto beneficia eram considerados supérfluos e pagavam, em alguns casos, até 30% do ICMS.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.