Preço do Diesel volta a CAIR no Brasil, após duas semanas de alta

Após duas semanas de alta, o preço médio do diesel caiu nos postos do país, para alívio dos motoristas. O combustível fóssil ficou 0,32% mais barato, em média, nos postos do país na semana passada. Com isso, o preço do litro passou de R$ 6,26 para R$ 6,24, queda de dois centavos.

Embora o recuo possa parecer pequeno, o resultado foi positivo para os motoristas, já que qualquer queda nos preços é mais vantajosa que um aumento. Logo, a redução de dois centavos, apesar de parecer tímida, foi boa para os consumidores, que torcem por mais reduções.

Em resumo, o diesel S-10 é o combustível mais utilizado no Brasil e pode abastecer veículos comerciais leves e pesados, ônibus e caminhões. Com essa nova alta, os valores do combustível ficaram ainda mais elevados no país, dificultando a vida dos motoristas.

Todos estes dados fazem parte do levantamento semanal realizado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A entidade coleta preços do diesel, da gasolina e do etanol em milhares de postos do país e divulga os valores desde 2004, quando o levantamento teve início.

Diesel ficou mais caro em outubro

A saber, a Petrobras elevou em 25 centavos o preço do diesel comercializado às distribuidoras do país no último dia 21 de outubro. Os valores passaram de R$ 3,80 para R$ 4,05 e o reajuste foi repassado para os consumidores nas semanas seguintes.

A título de comparação, o preço médio nacional do diesel estava custando R$ 6,18 na semana encerrada em 21 de outubro, ou seja, os valores estão apenas seis centavos mais elevados no país. A expectativa é que não haja elevações expressivas nas próximas semanas, para alívio dos motoristas.

De todo modo, os valores nos postos de combustíveis são bem mais altos que os das distribuidoras. Isso acontece porque há outras variáveis que impactam os valores destes itens. O preço do diesel S-10 vendido nas bombas do país é formado por:

  • Petrobras;
  • Impostos federais;
  • Impostos estaduais;
  • Custo com o biodiesel;
  • Distribuição e revenda.

Como diversos fatores influenciam na formação dos preços do combustível, os consumidores do país sempre pagam mais caro do que as refinarias. Aliás, na semana passada, o preço médio nacional ficou em R$ 6,24, superando em R$ 2,19 o valor pago pelas distribuidoras.

Diversos fatores influenciam os preços do diesel nas bombas
Diversos fatores influenciam os preços do diesel nas bombas. Imagem: Shutterstock.

Diesel ainda está mais barato em 2023

Mesmo que o preço médio do diesel esteja elevado no país, o seu valor continua inferior ao registrado em 2022. Isso só é possível porque o preço do combustível caiu por 25 semanas seguidas no país, entre fevereiro e julho.

Em síntese, os motoristas não tiveram preocupações com o diesel por mais de cinco meses, período em que os preços só fizeram cair nas bombas. Com a mudança do cenário, no início de agosto, os valores do combustível mais usado do país voltaram a subir nos postos, mas não chegaram ao patamar de 2022.

No final de dezembro do ano passado, o valor médio nacional do litro do diesel estava custando R$ 6,39, ou seja, 15 centavos mais caro que na semana passada (R$ 6,24). Já no acumulado dos últimos 12 meses, o recuo é ainda mais intenso, de 47 centavos.

Vale destacar que todas as 27 unidades federativas (UFs) do país também acumulam queda nos preços do diesel em 12 meses. Os maiores recuos, superando a queda média nacional de 45 centavos, foram registrados nos seguintes locais:

  1. Bahia: R$ 1,12;
  2. Ceará: 88 centavos;
  3. Sergipe: 73 centavos;
  4. Maranhão: 70 centavos;
  5. Rio Grande do Norte: 70 centavos.

Como visto, o diesel caiu mais fortemente em estados nordestinos, beneficiando os motoristas locais. Inclusive, o Nordeste registrou a maior redução média no período (-11,32%), bem acima das quedas observadas nas demais regiões: Centro-Oeste (-6,35%), Norte (-6,08%), Sul (-5,65%) e Sudeste (-5,59%).

Veja os maiores preços do diesel pelo país

Embora o diesel esteja mais barato que em 2022, vários estados continuam comercializando o país a preços muito elevados, acima da média nacional, apesar do recuo na semana passada.

Por falar nisso, o diesel ficou mais barato em 15 das 27 UFs na semana passada, com as quedas oscilando entre um e dez centavos. Em contrapartida, oito estados registraram alta no preço médio do diesel, limitando o recuo nacional. Em outros quatro locais, os valores se mantiveram estáveis em relação à semana anterior.

A saber, nenhum estado do Norte comercializou o óleo diesel a preços inferiores à taxa nacional (R$ 6,24), para tristeza dos motoristas destes locais.

Confira abaixo os estados que tiveram os preços mais elevados do diesel na segunda semana de outubro:

  • Acre: R$ 7,20;
  • Amapá: R$ 6,83;
  • Roraima: R$ 6,70;
  • Rondônia: R$ 6,60;
  • Pará: R$ 6,57;
  • Mato Grosso: R$ 6,42.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.