Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Preço do diesel já ultrapassou R$ 6 nas regiões Norte e Centro-Oeste

Segundo os dados que foram divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço do óleo diesel já está acima de R$ 6 em vários postos das regiões Norte e Centro-Oeste do país.

A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 24 de julho, levando em consideração todas as regiões do país. A situação vem de encontro ao gradual aumento no preço dos combustíveis na maior parte das regiões do Brasil no ano de 2021, com o diesel acompanhando esse avanço.

Preços médios do diesel por diversas regiões

Na região Sudeste, o preço médio do diesel está em R$ 4,554 o litro. Enquanto isso, o Nordeste ficou em R$ 4,688. Já a região Sul ainda tem o preço mais barato do país, onde o diesel custa em média R$ 4,425. No Centro-Oeste o preço médio da semana passada ficou em R$ 4,756 e a região Norte é a que tem o valor mais alto, cotado em R$ 4,817.

A alta do diesel chega no mesmo período em que tivemos o aumento do preço do frete, o que levou no início da semana os caminhoneiros a realizarem uma manifestação por melhores condições. Lembrando que em 2018, as rodovias de diversas regiões do país pararam pela greve e muitos supermercados e postos de gasolina foram afetados.

O que esperar do movimento dos caminhoneiros mais recente?

Segundo o Presidente do Conselho Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), Plínio Dias, que é quem está organizando o movimento, a paralisação deve continuar até que se chegue a um acordo com o setor de cargas, viabilizando melhores condições.

Entre as principais reivindicações dos caminhoneiros, pode-se citar a criação de um piso mínimo para o frete rodoviário, além de uma mudança na Política de Preços da Petrobras, ajustando os combustíveis e uma aposentadoria especial para aqueles que tiverem 25 anos de profissão.

Com inflação em alta, preços do combustível e energia devem ser os mais afetados

Além do diesel, a Petrobras também realizou reajustes no preço da gasolina e do gás de cozinha neste mês. Para as refinarias, o aumento do preço da gasolina é de 6%. Desta forma, o aumento do preço do diesel e da gasolina irá pesar de duas formas para o consumidor: os especialistas apontam que o reajuste será acima da inflação e também nas bombas de combustíveis.

Embora a gasolina possa parecer ter um impacto mais forte para os consumidores, também é estimado que o frete e transporte de cargas tenham sido os fatores preponderantes para que os caminhoneiros tenham realizado uma paralisação nesta semana, em busca de melhores condições.

De forma geral, o preço do diesel passa a ter um reajuste de R$ 0,10, com valor de R$ 2,81. Em relação ao gás de cozinha, esse aumento é ainda maior, com um reajuste de R$ 0,20 por kg. Se a inflação voltar a subir ao longo deste trimestre, será quase que iminente novos reajustes por parte da Petrobras.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.