Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Pix não caiu na conta: veja o que fazer nessas situações

Sistema de transação de dinheiro deixa algumas dúvidas nos usuários

O sistema de transação entre bancos, que foi instaurado pelas ordenações do Banco Central, já é considerado um sucesso entre os usuários. Mas, como foi lançado há pouco, no fim do ano passado, ainda gera questionamentos. Por exemplo: o que fazer quando o Pix não caiu na conta? Confira a resposta hoje (27).

Pix não caiu na conta: dá para reverter a situação?

O serviço que o Banco Central lançou em novembro do ano passado, chamado de Pix, tem como objetivo principal assumir a posição do DOC e do TED. Assim, passará a ser o método principal de transferência do dinheiro entre as contas. Mas, e quando o Pix não caiu na conta… Dá para reverter?

Pesa a favor do Pix, o fato de se tratar de um sistema totalmente gratuito e que faz a compensação do dinheiro de forma instantânea. Em poucos segundos, o crédito enviado tem chegada confirmada na conta de destino.

Além disso, o método de transações funciona da mesma forma tanto em transferências entre contas de um mesmo banco, como também de instituições financeiras diferentes. Não existe atraso em nenhuma circunstância.

Mas, afinal, o pix costuma não cair na hora ou não?

Como destacado acima, as transferências via Pix precisam ser confirmadas em um período máximo de 10 segundos. Se passado esse tempo e o dinheiro não tenha sido recebido na conta destino, existe um procedimento inicial que deve ser respeitado.

A recomendação do Banco Central é de que se aguarde por pelo menos 1 hora após o envio. Isso porque algumas transações com suspeita de fraude podem ser retidas e analisadas.

Após passado esse período e o dinheiro, por sua vez, ainda não tenha sido compensado, o ideal é que se entre em contato para obter ajuda. Essa ajuda deve ser buscada junto à equipe especializada do banco onde se é cliente.

Pesa a favor do Pix, o fato de se tratar de um sistema totalmente gratuito e que faz a compensação do dinheiro de forma instantânea
Pesa a favor do Pix, o fato de se tratar de um sistema totalmente gratuito e que faz a compensação do dinheiro de forma instantânea – Foto: Canva Pro

Assim é possível entender mais sobre o que supostamente estaria acontecendo. Na pior das hipóteses, caso não se tenha surtido efeito tal ação, existem meios oficiais de reclamações, como o site Reclame Aqui, Procon, o Portal do Consumidor e o Banco Central.

Como fazer um Pix?

Um Pix pode ser feito entre contas de qualquer instituição financeira. Basta cadastrar uma chave em sua conta e estará pronto para fazer o uso do sistema.

Para enviar dinheiro, é necessário ter em mãos a chave Pix da conta de destino. Pode ser CPF, número de telefone, e-mail ou uma sequência aleatória de letras e números.

Informe a chave do destinatário no campo informado, digite o valor da transferência e confirme a operação. Em contrapartida, para receber um Pix basta informar a sua própria chave para quem irá lhe enviar dinheiro.

Agora, quando fizer uma transferência e perceber que o Pix não caiu na conta, siga os passos que indicamos. Certamente o dinheiro não ficará retiro e você resgatará tranquilamente o valor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.