Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Veja a taxa de desemprego por estado do último trimestre

Na última quinta-feira (25), o diretor de inovação, produtos e serviços financeiros da Federação Brasileira de Bancos, Leandro Vilain, pelo menos três de cada quatro transações financeiras no país são feitas através do Pix, que está sendo o maior responsável por substituir cada vez mais o uso de dinheiro em espécie.

Os dados das instituições financeiras apontam que 1,2 bilhão de transferências foram realizadas através do Pix somente no mês de outubro. Se estima que 900 milhões destas transferências substituíram o dinheiro físico.

A ferramenta completou recentemente o seu primeiro ano de existência e desde já atingiu importantes marcos, além do fato de ter sido aceito pela maior parte da população brasileira. O dinheiro digital de fato transformou e segue mudando a vida das pessoas, que antes teriam de manusear o dinheiro e iriam perder tempo com isso.

Bancos estão investindo em soluções tecnológicas

Somente em 2020, os bancos investiram R$ 25 bilhões em soluções tecnológicas e pretende seguir dedicando verbas para a garantia de um dos sistemas bancários mais sofisticados do mundo.

No Brasil já temos 70 milhões de pessoas que estão cadastradas no sistema biométrico, sendo que esse já é um dos maiores avanços que o país está promovendo para bancarizar pelo menos 50% da sua população.

Na última segunda-feira (29), a plataforma de pagamentos recebeu duas novas modalidades de uso, em especial para ajudar as atividades do comércio: o PIX Troco e o Pix Saque

Preocupação com a segurança digital

Apesar dos avanços, uma das maiores preocupações ainda é com a segurança digital, por conta do aumento do vazamento de dados. Esse vazamento de fato está ocorrendo em todo o mundo, porém no Brasil ele vêm aumentando sobretudo com a chegada do Pix.

Para quem não sabe, o golpe do Pix está crescendo no país, onde os bandidos virtuais utilizam uma série de truques para pegar as suas dívidas. Geralmente eles enviam e-mails ou PDFs para que os usuários acessem estes links, pensando que eles estão indo para o site do banco, porém na verdade estão passando os seus dados para os bandidos.

Apesar dos erros, Pix é visto como uma facilidade para os clientes

A adesão ao Pix está impressionada pelos seus números. Já são 112,6 milhões de usuários cadastrados, sendo que a maioria das chaves, 105 milhões delas são de pessoas físicas, enquanto que 7 milhões são chaves de pessoas jurídicas.

A principal causa para o tamanho dessa adesão está na facilidade que se tem para receber os pagamentos pelo Pix. Nos métodos anteriores também era necessário passar um maior número de dados, como a agência bancária, conta e CPF/CNPJ, além de que as transferências só eram processadas em horários comerciais.

Essa burocracia fazia com que enviar dinheiro para outra pessoa fosse bastante desgastante. Além da agilidade para se enviar um Pix, em poucos segundos você recebe a confirmação de que você enviou o dinheiro para outra pessoa, além de que ela recebe em poucos segundos também.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.