Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Pix: bloqueio cautelar e outras ações do Banco Central do Brasil

O Banco Central do Brasil está dando sequência ao processo de evolução contínua do Pix. Confira mais detalhes!

Conforme informações oficiais do Banco Central do Brasil (BCB), a instituição está dando sequência ao processo de evolução contínua do Pix. 

Pix: bloqueio cautelar e outras ações do Banco Central do Brasil

Sendo assim, a ferramenta Pix tem agora duas importantes novidades: o Bloqueio Cautelar e o Mecanismo Especial de Devolução, alternativas que deixarão o serviço ainda mais seguro para os seus milhares de usuários por todo o país, conforme definição oficial do Banco Central do Brasil (BCB).

Quem usa o Pix terá maiores chances de recuperar o dinheiro em casos de fraude

Dessa maneira, quem usa o Pix terá maiores chances de recuperar o dinheiro em casos de fraude, informa o Departamento de Competição e Estrutura do Mercado Financeiro (Decem) do Banco Central do Brasil (BCB).

Novas ações e a segurança do meio de pagamento

Conforme informações oficiais do Banco Central do Brasil (BCB), as alternativas caminham juntas no sentido de aumentar a segurança do meio de pagamento

De acordo com informações da própria instituição, na prática, o tratamento de situações de fraude que antes dependia de interação bilateral das instituições envolvidas, passará a contar com toda a infraestrutura do Pix, facilitando a comunicação, aumentando a eficiência do processo e dando mais celeridade ao bloqueio e eventual devolução dos recursos, tendo os procedimentos e os prazos padronizados pelo Banco Central do Brasil (BCB).

Bloqueio Cautelar

Conforme definição oficial do Banco Central do Brasil (BCB), o bloqueio cautelar ocorre no caso em que a própria instituição que detém a conta do recebedor suspeita da situação de fraude

Sendo assim, essa medida permitirá que no ato do crédito na conta, a instituição efetue um bloqueio preventivo dos recursos por até 72 horas. De acordo com o Banco Central do Brasil, a opção vai possibilitar que a instituição realize uma análise de fraude mais robusta, aumentando a probabilidade de recuperação dos recursos pelos usuários pagadores vítimas de algum crime, elevando a segurança da ferramenta em diversos aspectos.    

Mecanismo Especial de Devolução (MED)

Conforme informa o Banco Central do Brasil (BCB), o Mecanismo Especial de Devolução (MED) entra em cena nos casos de fundada suspeita de fraude, sejam elas identificadas ativamente pelas próprias instituições envolvidas ou quando um usuário faz um Pix mas logo em seguida se dá conta de que foi vítima de um golpe. 

De acordo com as informações oficiais do Banco Central do Brasil (BCB), nesse tipo de situação, é preciso registrar um boletim de ocorrência e avisar imediatamente a instituição pelo canal de atendimento oficial, como Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) ou Ouvidoria, informa o Banco Central do Brasil (BCB) em sua plataforma oficial.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.