Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.7/5 - (13 votes)

PIS/Pasep: R$ 208 milhões ‘esquecidos’ podem ser sacados; veja como fazer

O dinheiro esquecido nas contas do PIS/PASEP, referente ao ano-base de 2019, já pode ser sacado desde o último dia 31 de março. Muitas pessoas já estão sabendo sobre o valor a ser sacado nas contas, uma vez que o governo já informou que fará a liberação dos saques dos valores que estão nessas contas.

Muitos trabalhadores não tinham o conhecimento da existência do dinheiro esquecido, já que muitos não foram notificados sobre a possibilidade de saques em seu calendário regular. No entanto, o valor do benefício não foi perdido. Agora, neste ano de 2022, o Governo Federal liberou o resgate.

Sendo assim, os trabalhadores podem saber o quanto poderão receber com o dinheiro esquecido do PIS/PASEP. Isso porque o valor a receber pode mudar de pessoa pra pessoa, tudo dependendo de alguns fatores nas regras de recebimento desse dinheiro.

Inicialmente, os trabalhadores contam com mais de R$ 208 milhões em abonos esquecidos que deveriam ter sido sacados antes, ou seja, no calendário de 2019. O Ministério do Trabalho e Previdência já revelou que os saques desses valores começaram desde a última quinta-feira (31).

Além disso, a pasta confirmou que aproximadamente 320 mil trabalhadores que não receberam o valor em 2019 poderão receber agora. Inicialmente, o valor deveria ser sacado entre julho de 2019 até junho de 2020.

Como sacar o PIS/Pasep esquecido?

Os pagamentos referentes ao abono salarial ano-base 2020 já foram encerrados. Sendo assim, aqueles que não sacaram o benefício anterior, concernente a 2019, poderão solicitar o repasse mais uma vez, segundo a pasta. Todavia, é necessário cumprir os seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no PIS/PASEP há pelo menos 5 anos;
  • Ter trabalhado de carteira assinada, ao menos, 30 dias no decorrer de 2019;
  • Ter recebido uma remuneração de até dois salários mínimos, em média, no ano de 2019;
  • Ter seus dados informados pela empresa devidamente ao RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Veja como recuperar o seu benefício via e-mail ou presencialmente:

  • Na solicitação por e-mail, a primeira coisa a se fazer é elaborar uma requisição formal solicitando o benefício esquecido. Para isso, basta enviar um e-mail para o endereço trabalho.uf@economia.gov.br (troque as letras “uf”, pela sigla do seu estado). Com o pedido liberado, o trabalhador poderá resgatar os recursos até 29 de dezembro de 2022. Caso esse prazo seja ultrapassado, só será possível receber os valores em uma nova rodada de pagamentos do PIS/PASEP.
  • Por fim, se preferir, o trabalhador pode se dirigir até uma unidade do Ministério do Trabalho e Previdência e fazer a solicitação pessoalmente. Para tanto, casta consultar onde fica a unidade mais próxima da sua casa.

Documentação necessário para o saque do dinheiro esquecido do PIS/PASEP

Para os titulares:

Para os herdeiros ou dependentes:

  • Certidão ou declaração de dependente com direito a pensão junto ao INSS;
  • Atestado fornecido pela entidade (em caso de servidor público);
  • Alvará judicial determinando o sucessor ou representante legal;
  • Partilha ou escritura pública de inventário e partilha;
  • Procuração.

Cotas do PIS foram extintas

A Medida Provisória divulgada pelo Governo Federal em abril acaba com o Fundo PIS-Pasep. De acordo com a medida, o patrimônio acumulado nas contas individuais dos participantes vai ficar preservado. “Fica extinto, em 31 de maio de 2020, o Fundo PIS-Pasep, cujos ativos e passivos ficam transferidos, na mesma data, ao FGTS”, diz o segundo artigo da MP.

Fundo e o abono PIS/PASEP são coisas diferentes. Entenda!

Abono Salarial é o benefício constitucional de direito do trabalhador que satisfaça os requisitos abaixo:

  • Estar cadastrado há pelo menos 5 anos no PIS;
  • Ter recebido de empregador pessoa jurídica remuneração média de até dois salários mínimos no período trabalhado no ano-base;
  • Ter trabalhado com carteira assinada por no mínimo 30 dias no ano-base;
  • Constar na RAIS – Relação Anual de Informações Sociais – pertinente ao ano-base.

O valor do abono é de até um salário mínimo vigente, proporcional aos meses trabalhados no ano-base.

Já o Fundo PIS/PASEP é destinado aos trabalhadores que possuíram carteira assinada no período de 1971 a 04/10/1988. Poderá sacar as Cotas do PIS todos os participantes cadastrados no Fundo PIS/PASEP até 04/10/1988 que possuam saldo de Cotas do PIS.

3.7/5 - (13 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

8 Comentários
  1. Antonio Viana De Oliveira Diz

    eu também não recebi o meu Pasep ano base 2019 como faço para conseguir receber

  2. Valquiria Diz

    Gostaria de saber se ainda tenho direito ao PIS ou os rendimentos?

  3. Joilson Pedrosa Amorim Diz

    Deveria não só anunciar, como também interagir com quem acessa esta Página com Links de Acesso as Páginas que operam estes assuntos.

  4. Elci Diz

    Oi não recebi meu PIS em 2019 tenho direito a receber pois todo mundo fala mas não tenho nenhuma certeza como faço para receber muitos dizem que é o PIS de 2021 gostaria de saber se posso receber então

  5. Marcone Maranhão Diz

    NA agencia do Ministério do trabalho aqui em Recife só esta atendendo com agendamento, talvez em outras cidades esteja ocorrendo o mesmo.

  6. Maria de Fatima Diz

    Eu queria saber si eu tenho direito a receber esse dinheiro

  7. Sandra Ribeiro Diz

    Boa tarde eu trabalhei dóis 219 eu tenho direito dó meu PIS PASEP e tenho 5 anos de carteira assinada

  8. Gabriela da Silva Cunha Diz

    Eu queria saber se eu tenho direito a esse dinheiro esquerdo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.