Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Peste Negra: a pandemia do século XIV

Peste Negra: a pior pandemia de toda a Idade Média

O surto de Peste Negra no século XIV é até os dias classificado como a pior pandemia de toda a história mundial.

O assunto sempre foi muito cobrado nas principais provas do país. Porém, devido ao contexto em que estamos vivendo no momento, é muito provável que algum vestibular ou o ENEM aborde em alguma de suas questões de história a pandemia do século XIV.

Dessa maneira, para te ajudar, o artigo de hoje trouxe um resumo com aquilo que você precisa saber sobre esse assunto.

A Peste Negra: Introdução

A Peste Negra, também chamada de peste bubônica, foi a pandemia mais devastadora já conhecida no mundo.

Ela aconteceu várias vezes ao longo de toda a história e também em diversos lugares diferentes do mundo. Porém, estima-se que, ao todo, ela tenha causado a morte de 200 milhões de pessoas.

A peste alterou o curso e o desenvolvimento de várias áreas como a religião, política, econômica e social.

A Peste Negra: O surto no século XIV

A Peste Negra atingiu diversas sociedades ao longo dos séculos. Mas, sem dúvidas, a sua pior pandemia foi aquela que ocorreu durante a Idade Média.

A doença atingiu o continente europeu no século XIV. Segundo alguns historiadores, a pandemia teria se originado na Ásia Central, chegando ao continente europeu levada pelos navios de mercadores genoveses.

Estimativas apontam que um terço da população europeia morreu. Mas existem alguns cálculos que afirmam que metade da população teria perdido a vida.

A bactéria responsável pela peste bubônica é a Yersinia pestis, que pode ser encontrada em pulgas que habitam os pelos de ratos.

A transmissão acontece quando as pulgas têm contato com os humanos. Uma vez em um corpo humano, a peste pode ser transmitida de um homem para outro pos secreções.

A Peste Negra: Disseminação

A peste negra teria chegado no continente europeu através dos navios de mercados italianos.

Porém, ela só se torna uma pandemia depois da batalha de Caffa, no ano de 1343, em que as tropas tártaras do Canato da Horda foram dizimadas por um surto de peste negra. Após esse evento, os tártaros usaram a peste como arma e jogaram os corpos contaminados dentro da cidade.

O resultado foi catastrófico: a doença se espalhou pela cidade de Caffa e aqueles que conseguiram fugir levaram a peste para muitas cidades europeias.

A Peste Negra: A convivência com a peste

Os principais sintomas incluem o aparecimento de bulbos na pele, tosse, febre alta, dores e sangramentos.

Os doentes se isolavam das outras pessoas e se afastavam dos seus familiares, uma vez que não existia nenhum tratamento e as taxas de contaminação eram altíssimas.

Alguns doentes, especialmente camponeses pobres, eram isolados e deixados abandonados para morrer nas estradas.

Os padres morreram em grande quantidade pois eles ficavam próximos dos doentes para o sepultamento e para as últimas palavras de perdão de seus pecados.

A pandemia afetou drasticamente a economia, a política, as instituições religiosas e as sociedades da época. É interessante notar também que muitos locais ficaram sem governo pois seus líderes haviam sido acometidos com a doença.

O último surto de peste negra ocorreu em 1720, na França. A doença não deixou de existir, mas, atualmente, ela pode ser curada com antibióticos.

 

 

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.