Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

“Perca” ou “Perda”: como e quando usar?

“Perca” ou “Perda”: qual a diferença entre os dois termos?

É muito comum que os estudantes e os concurseiros se confundam na hora de usar os termos “perca” e “perda”, já que ambos são extremamente parecidos. Todavia, estar familiarizado com essas expressões e seus usos é muito importante e pode ser aquilo que irá fazer a diferença entre acertar ou não uma questão do vestibular ou do concurso que você esperou tanto para fazer.

Antes de mais nada, é relevante lembrar que as duas palavras existem na língua portuguesa e que ambas estão corretas. Porém, cada uma delas possui o seu significado próprio e deve ser utilizada dentro de um determinado contexto.

“Perca”e “perda” são palavras parônimas, ou seja, que escrevemos e pronunciamos de forma parecida, mas possuem significados totalmente diferentes. Vamos conferir, a seguir, quais são as principais diferenças entre as duas expressões.

“Perca”: principais regras

A palavra “perca” é um verbo. Mais precisamente, essa expressão é uma das tantas conjugações possíveis do verbo “perder”. 

O termo pode ser utilizado, por exemplo, na primeira pessoa do singular: “que eu perca”. Vamos conferir, a seguir, mais três exemplos que utilizam esse termo:

  • Não perca a sua condução chegando cedo ao ponto.
  • Não perca a oportunidade de ganhar um pouco mais.
  • Que eu não perca essa chance preciosa!

Assim, você já deve ter percebido que “perca” é somente um verbo e que, portanto, não pode ser utilizado como substantivo. Dessa maneira, é incorreto dizer: “ele sofreu uma grande PERCA”.

“Perda”: principais regras

“Perda” é um substantivo cujo antônimo é “ganho”. O termo também indica o ato ou o efeito de perder e sempre atribui uma conotação de prejuízo.

Ainda, a expressão é, mais precisamente, um substantivo feminino,  singular e, na maioria das vezes, aparece, dentro das orações, acompanhado por um artigo também feminino, que pode ser definido ou indefinido.

Vamos observar estes dois exemplos:

  • Estamos sofrendo com uma perda irreparável esse mês entre os nossos amigos.
  • Existe uma grande perda no resultado final da empresa.

Assim, é incorreto utilizar “perda” como um verbo. Nunca afirme, por exemplo, “não perda essa chance”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.