Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Pente fino do INSS deve cancelar benefícios; veja como evitar esta situação

Cerca de 170 mil beneficiários serão revisados.

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vai realizar um pente fino no cadastro dos seus segurados para verificar a elegibilidade do benefício que é recebido. Cerca de 170 mil beneficiários serão revisados.

Entre esses segurados, estão os que recebem aposentadorias, pensões e principalmente, o auxílio doença. A medida tem como finalidade evitar pagamentos indevidos e reduzir gastos da Previdência Social, possibilitando novas concessões.

O procedimento ocorrerá com a ajuda das instituições financeiras que repassam os benefícios do INSS. Serão enviadas cartas de convocação ao endereço dos segurados. Além disso, a convocação também pode ser divulgada através da publicação de um edital no Diário Oficial da União.

Como funciona o pente fino do INSS?

O Instituto verifica toda documentação dos beneficiários para que seja encontrada alguma irregularidade que impeça a manutenção do benefício, resultando o cancelamento do mesmo.

Logo, até dos os cadastros que estão desatualizados são alvos do pente fino do INSS. Neste sentido, o órgão notificará os cidadãos que se encontram nesta situação para atualizaram suas informações no sistema.

Como evitar?

Incialmente, o beneficiário deve conferir sua situação junto ao sistema do órgão. Isso pode ser alcançado por meio de uma consulta no portal “Meu INSS”. Caso os dados estejam desatualizados, é necessário que sejam regularizados conforme as condições atuais.

Desta forma, se o INSS encontrar alguma intercorrência o beneficiário será notificado. O caso não é de desespero, pois é dado um prazo de até 60 dias após o comunicado para regularizar a situação.

A correção pode ser realizada por meio de documentos que comprovem a necessidade de receber o benefício. Tais documentos podem ser: laudos médicos, exames feitos recentemente e receitas atualizadas, nos casos de benefícios por incapacidade.

A regularização costuma ser feita com um atendimento previamente agendado no site ou aplicativo “Meu INSS”. Em alguns casos, se necessário, o INSS indica o agendamento de uma perícia médica.

O segurado também pode entrar em contato com a Central de Atendimento do INSS pelo número 135. Caso o contato não seja feito, por nenhuma das alternativas, passado o prazo o benefício será cancelado.

Nesta situação, o segurado deve fazer novamente todo o procedimento de solicitação e aguardar a análise para que o benefício previdenciário seja concedido.

Veja também: FGTS 2021: CAIXA vai liberar a distribuição do lucro aos trabalhadores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.