Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Partidos convocam protesto por aumento no valor do Auxílio Emergencial

De acordo com partidos de oposição ao Governo Bolsonaro, protesto por Auxílio Emergencial maior deve acontecer no dia 2

Partidos de oposição estão convocando mais uma vez um protesto contra o Governo do Presidente Jair Bolsonaro. De acordo com as informações oficiais, uma das pautas da manifestação deverá ser o valor do Auxílio Emergencial. A ideia é que os manifestantes saiam às ruas no próximo dia 2 de outubro.

Esse protesto conta com o apoio de quase todos os partidos de oposição ao Presidente Jair Bolsonaro. São eles: PSOL, PCdoB, PSB, PT, REDE, PV, CIDADANIA, SOLIDARIEDADE, PCB, UP, PCO e PSTU. Todos os presidentes dessas agremiações políticas estão fazendo campanha para convidar militantes.

A ideia é seguir pressionando o Governo Federal para tentar aumentar o valor do Auxílio Emergencial para a casa dos R$ 600. Vale lembrar que o Palácio do Planalto já fez esses pagamentos neste nível no ano passado. Só que agora em 2021, os patamares do programa caíram. Hoje, o máximo que eles pagam são parcelas de R$ 375.

A questão é que esses partidos de esquerda ainda não chegaram em um consenso sobre os caminhos para esse aumento. Alguns políticos de esquerda afirmam que é preciso derrubar o teto de gastos, outros falam em taxar os milionários e há quem diga que dá para pagar isso cortando mordomias de militares.

De acordo com informações de bastidores, membros desses partidos não acreditam que o Governo vai aumentar o valor do Auxílio. No entanto, eles optaram por seguir fazendo pressão sobre este ponto para tentar marcar posição sobre o futuro dos benefícios sociais nos próximos anos.

Outros protestos

Esta não é a primeira vez que partidos de oposição organizam protestos pelo aumento no valor do Auxílio Emergencial. No entanto, o fato é que nenhuma dessas movimentações conseguiu muita coisa na prática.

Os valores do Auxílio Emergencial, aliás, seguem os mesmos desde o início dos pagamentos deste ano, em abril. O Governo Federal conseguiu portanto manter os patamares mesmo diante de muita pressão da oposição.

Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, o valor do Auxílio Emergencial está variando entre R$ 150 e R$ 375. Ainda segundo a pasta, a maioria das pessoas está tendo que viver com esse patamar menor.

Auxílio chegando ao fim

Há um agravante nesta situação. É que, pelo menos de forma oficial, o Auxílio Emergencial está chegando ao fim. De acordo com o calendário oficial do programa, os últimos pagamentos deverão acontecer no final de outubro.

Pelas contas do próprio Ministério da Cidadania, algo em torno de 25 milhões de brasileiros que hoje recebem alguma ajuda do Governo ficarão sem nada a partir do próximo mês de novembro.

Em entrevista recente, o Ministro da Cidadania, João Roma, disse que o poder executivo deve preparar algo para essas pessoas. Uma ideia que está ganhando aprovação dentro do Palácio do Planalto é prorrogar o Auxílio por mais tempo. Nada, no entanto, está confirmado ainda.

A tendência é que o Governo fale mais sobre este assunto nos próximos dias. Pelo menos é isso o que se espera.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.