Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Brasil 2021: Guedes pressiona aprovação do projeto

De acordo com o Ministro da Economia, Senado precisa aprovar projeto que abre espaço para o programa Auxílio Brasil

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu colocar pressão no Senado Federal. Em entrevista, o chefe da pasta econômica disse que a casa precisa aprovar a Reforma do Imposto de Renda com urgência. De acordo com ele, se isso não acontecer, vai se criar um problema para o Auxílio Brasil.

Veja: Governo Federal pode investir em nova prorrogação do Auxílio Emergencial até 2022 

“(Se) botar na gaveta, na verdade ele está dizendo ao povo brasileiro que não está preocupado com o Bolsa Família”, disse Paulo Guedes logo depois de uma reunião. Ele se encontrou com o relator da Reforma do Imposto de Renda na casa, o Senador Angelo Coronel (PSD-BA).

A conversa em questão não terminou com um acordo. Também em entrevista, Coronel disse que concorda que a pauta precisa ser vista com urgência. No entanto, ele também disse que tem que ver cada ponto com cuidado e responsabilidade. Ele também insinuou que o Senado vai fazer um longo debate antes de uma possível votação.

“O importante é a gente dar essa celeridade com responsabilidade. Nosso primeiro passo agora é ouvir todos os segmentos que nos procurarem para apresentar sugestão, e trarei para discutir com a equipe econômica para ver de que maneira chegaremos a um acordo”, disse o relator da proposta.

Vale lembrar que essa Reforma do Imposto de Renda já passou pela aprovação da Câmara dos Deputados. Agora, só estaria faltando portanto o aval do Senado Federal para que o texto siga para a sanção do Presidente Jair Bolsonaro. Só que até este momento, não há uma previsão para a votação.

Preocupação com o Senado

Dentro do Ministério da Economia, há neste momento uma preocupação com o Senado Federal. Isso acontece porque o Governo Federal está tendo muitas dificuldades para aprovar textos por lá.

Recentemente, o Planalto não conseguiu sucesso com a Medida Provisória (MP) que mudava regras trabalhistas. A maioria dos senadores considerou que aquelas ideias seriam ruins para os trabalhadores do país.

Além disso, o clima na casa não está muito favorável ao Governo desde a instalação da CPI da Covid-19. Então é justamente por esse conjunto de fatores que existe um temor de que o novo programa acabe ficando preso por lá.

Auxílio Brasil

A ideia do Governo Federal é começar os pagamentos do Auxílio Brasil no próximo mês de novembro. Aparentemente, esse segue sendo o objetivo principal. De acordo com o Presidente Jair Bolsonaro o valor médio do programa vai subir de R$ 150 e R$ 375.

Este é um ponto que já está acertado para este ano. O problema agora é conseguir achar o espaço no orçamento para poder pagar o programa turbinado também em 2022. Eles até definiram o caminho para isso, mas o Congresso ainda precisa aprovar.

Em entrevista recente, o Presidente da Câmara dos Deputados, disse que o Governo precisa se apressar. De acordo com ele, o programa em questão precisa passar por uma aprovação até, no máximo, o final do próximo mês de outubro.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Silenir Diz

    Muinto bon saber senhores do Senado ten que aprovar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.