Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Open Banking: confira a alteração do cronograma

Confira a alteração do cronograma da segunda fase do Open Banking, conforme informações oficializadas pelo BCB. Veja mais!

Alteração do cronograma do Open Banking 

Conforme informações oficiais do DOU (Diário Oficial da União), o BCB (Banco Central do Brasil) alterou os cronogramas de implementação do Open Banking no País.

O que é o Open Banking?

 Conforme informações oficiais do BCB, o Open Banking, ou sistema financeiro aberto, é a possibilidade de clientes de produtos e serviços financeiros permitirem o compartilhamento de suas informações entre diferentes instituições. Sendo assim, tais instituições são autorizadas pelo Banco Central.

Na atualidade, uma instituição não “enxerga” o relacionamento do cliente com outra, então tem dificuldade de competir por ele com melhores serviços. Por isso, o Open Banking promete ser uma vantagem para o cliente, já que irá aumentar as possibilidades de ofertas personalizadas.

Dessa forma, com a permissão de cada correntista, as instituições se conectam diretamente às plataformas de outras instituições participantes. Dessa forma, acessam exatamente os dados autorizados pelos clientes. 

Por isso, todo esse processo é feito em um ambiente seguro. Além disso, o cliente pode cancelar essa permissão a qualquer momento.

2ª fase da implementação – alteração oficializada

A alteração oficializada se refere à implementação da segunda fase. A segunda fase foi alterada, pois a sua data de início estava prevista para a data de hoje, 15 de julho de 2021. Sendo assim, conforme informações publicadas no Diário Oficial da União, a previsão para essa implementação é até 13 de agosto de 2021, ou seja, pode ocorrer essa implementação antes do dia 13 de agosto.

Segunda fase contempla compartilhamentos de diversos dados

Conforme informações do BCB, a segunda fase contempla compartilhamentos diversos. Segundo informa o BCB, a partir dessa fase, os clientes, se quiserem, poderão solicitar o compartilhamento entre instituições participantes de seus dados cadastrais, de informações sobre transações em suas contas, cartão de crédito e produtos de crédito contratados. 

O BCB reforça que o compartilhamento ocorre apenas se a pessoa autorizar, sempre para finalidades determinadas e por um prazo específico. Além disso, o cliente pode cancelar essa autorização a qualquer momento em qualquer das instituições envolvidas no compartilhamento.

Ofertas personalizadas e aconselhamento financeiro 

Além disso, como principal benefício, será possível aos clientes receber ofertas de produtos e serviços mais adequados ao seu perfil, a custos mais acessíveis e de forma mais ágil e segura. 

Também poderão surgir soluções mais personalizadas de gestão e aconselhamento sobre finanças pessoais, por exemplo. O ecossistema financeiro como um todo também ganha com mais inovação, maior competitividade e com a racionalização de processos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.