Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

O mito da caverna de Platão: análise completa

Confira!

O mito da caverna de Platão: vai cair na sua prova!

O filósofo grego Platão desenvolveu o denominado “mito da caverna” para explicar uma série de ideias sobre o conhecimento e a condição do ser humano.

Devido à sua importância, o mito é extremamente abordado por diversas questões de filosofia, principalmente na prova do ENEM e nos vestibulares.

O mito da caverna de Platão: introdução

O mito da caverna, também denominado de alegoria da caverna, é uma teoria em forma de metáfora que foi elaborada pelo filósofo Platão.

Platão foi um dos mais importantes filósofos e pensadores de toda a história e, através do seu mito da caverna, conseguiu explicar a busca pelo conhecimento e a condição humana em diferentes perspectivas.

O mito foi, ainda, essencial para a consolidação da teoria de Platão sobre a existência de um “mundo das ideias”, que seria ideal e deveria ser atingido por meio da busca pelo verdadeiro conhecimento.

O mito da caverna de Platão: a metáfora

O mito da caverna nada mais é do que uma metáfora, ou seja, uma história elaborada pelo filósofo para exemplificar a sua teoria.

Na história, alguns homens estão dentro de uma caverna e ali permanecem. Os mesmos estão acorrentados e imobilizados por correntes, que impossibilitam qualquer movimento.

Além disso, esses indivíduos se encontram de costas para a entrada da caverna, tendo uma visão apenas do fundo e das sombras do mundo exterior. Por permanecerem nessa condição, esses homens acreditam que as sombras representam tudo aquilo que existe no mundo.

Porém, em determinado momento, um homem consegue se libertar das correntes e busca a saída. Ao alcançá-la, a luz, representando a razão, fere os seus olhos, e ele é obrigado a proceder com uma cautela maior.

O indivíduo chega ao mundo exterior e, admirado com o que viu e descobriu, decide retornar para a caverna e mostrar aos seus companheiros o que existe lá fora.

Os homens que permaneceram acorrentados, porém, não acreditam no que o homem liberto diz, uma vez que estão acostumados à escuridão e ao aprisionamento.

O mito da caverna de Platão: explicação

Através do mito da caverna, Platão busca enfatizar a importância da busca pelo conhecimento verdadeiro. Essa só pode ser realizada a partir do abandono da zona de conforto, em que os homens vivem rodeados por ilusões e aparências e costumes.

Cada elemento da alegoria possui um significado. Vamos descobrir, a seguir, quais são eles:

  • Correntes: as correntes representam o senso comum e os preconceitos, malefícios da sociedade que aprisionam o homem impedindo que ele alcance o conhecimento verdadeiro.
  • Sombras: as sombras representam as aparências, ou seja, aquilo que é um imitação da realidade.
  • Prisioneiros: os prisioneiros somos nós, ou seja, os homens que devem buscar o conhecimento.
  • Saída da caverna: missão/processo que deve ser realizado para romper com os preconceitos e o senso comum, alcançando o verdadeiro conhecimento.
  • Luz e Sol: representam o verdadeiro conhecimento e a razão.
50 Comentários
  1. Roberto Diz

    A alegoria da caverna, como NÃO foi explicado aqui, também possui uma leitura política, pois Platão, preocupado com a sua República, discute quem poderá conduzi-la. Para ele, somente o Filósofo pode conduzir com sabedoria os homens, pois é o único que enxergou o Sol, a luz, a Verdade.

  2. Giovani Fraga Diz

    Preconceito, o termo foi usada para o texto ficar atual. Certamente Platão meditava sobre a IGNORÂNCIA quando elaborou O Mito da Caverna. Alguém comentou que Sócrates era analfabeto porque não deixou nada escrito. Queimou meus olhos ler tal afirmação estapafúrdia. Na verdade, livros são repositórios de dúvidas e incertezas. Letras são símbolos claudicantes que usamos para expressar o que temos dentro da nossa mente confusa. Os grandes homens não escreveram nada.

  3. Dj Diz

    Instagram, Facebook, YouTube e WhatsApp representam a caverna e os usuários, os acorrentados.

  4. Cesar Diz

    Sócrates não deixou nada escrito pois acreditava que as ideias escritas se degeneravam e caiam no esquecimento, então, como Cristo repetiu posteriormente, ele expunha seus pensamentos em diálogos com os seus contemporâneos. Outro motivo está relacionado ao seu método de filosofar. Se preferir intérprete você mesmo o mito que está disposto no livro a república de Platão

  5. David Diz

    O os acorrentados, não consegue ver nada além do próprio nariz, a corrente é o stf, o cadeado são os políticos, as sombras são as ilusões de que políticos pensam no povo, a luz é Deus.

  6. Soraya Diz

    Parabéns pelo texto Giovanna!
    Por isso, saiam da caverna.
    #forapt;
    # lulanuncamais!
    #ptnuncamais

  7. José André Junqueira Neto Diz

    A história de Fernão Capelo Gaivota é uma adaptação da caverna de Platão; e vale a pena assistir o filme para curtir a trilha sonora de Neil Diamond!

  8. Gabriel Diz

    É incrível que até em um assunto tão interessante como este, o povo insiste em colocar Bolsonaro e lula no meio. Acorda! Endeusam um ou o outro…
    Vocês acham que saíram da caverna? Estão mas para dentro dela do que imaginam.

  9. Vera Lúcia Couto Lopes Diz

    Alegoria da caverna é uma metáfora que explica claramente os esquerdistas, preferem viver nas sombras e qdo alguém tenta tirá-los da sombra eles se negam ao ponto de “cegar” o outro.

  10. Rodrigo Diz

    Então Giovana você tem que ler mais um pouquinho querida as correntes não representam só os preconceitos o que você disse acima mas sim o apego pelo bem material se você ler completamente a história você vai saber que existiram na época os sofistas e os mesmos acreditavam que eles eram filhos de Deus porque tinha os olhos azuis e porque as suas condições financeira eram privilegiadas e as pessoas que não tinham que viviam na pobreza e que não tinham olhos azuis não era um filho de Deus Platão na verdade divulgou escreveu os pensamentos de Sócrates porque Sócrates era analfabeto e não escreveu nada então Platão escreveu um livro chamado apologia de Sócrates dizendo a genialidade do mesmo e Platão era de família rica e ele tentou explicar o que acontecia através mundo das idéias ele também escreveu sobre a cidade de Atlântida que foi perdida e muitos acreditam que existiam conhecimentos que foram perdidos junto com a cidade então Platão quis dizer que existe um outro mundo um mundo das ideias um mundo abstrato e que nós somos enganados através do mundo concreto as pessoas se apegam ao mundo concreto desconhecendo e desmerecendo o mundo abstrato e o que uma pessoa comentou aí foi genial que no fim do mito ele diz que os companheiros pegaram uma pessoa que saiu e furaram os olhos dela é o que acontece hoje se você vai tentar dizer para as pessoas que se apegar aos bens materiais é um erro eles detonam eles te matam as pessoas não aceitam isso nem a Giovana que escreveu o texto ela foi capaz de mencionar isso porque não aceita as pessoas são apegadas ao bem material e não importa o que aconteça não importa quantas injustiças existem no mundo… Eu digitei por áudio por isso não tem ponto e nem vírgula

  11. Clomilsom Diz

    Srta A, sempre falta e sempre faltará algo sobre o assunto , conhecimento,pois o.mesmo não se fecha ou define por completo. Aprendamos a aceitar o que cada pessoa tenta oferecer, já que a maioria nada faz; a não ser, falar e sonhar.

  12. Leda Salm de Mello Diz

    É preciso conhecer a história para se reconhecer nela .
    Um povo que desconhece sua história é um povo sem identidade .

  13. Ana Diz

    Faltou descrever o final da Alegoria da Caverna. As pessoas aprisionadas pensando que o homem que havia fugido estava louco, falando um monte de coisas sem sentido, furaram seus olhos, deixando-o cego para sempre.

  14. Robson Diz

    Nos dias de hoje fico preocupado com o novo acorrentamento a que estão tentando impor ao povo, uma nova prisão em caverna com a volta de teorias claramente derrubadas e maior preocupação ainda porque existem tantos seguidores da doutrina da “terra plana”.

  15. Famscrow Diz

    Senhor K: Platão tentou um deles com um saquinho de jujubas:
    – Vem cá… Vou te dar uma balinha, vem cá…

  16. Knoha Diz

    Episódio 4 da série Solos, uma mulher numa casa confortável é abordada por uma inteligência artificial que diz que ela deve sair da casa, explicando que o mundo já está salvo, mas ela com medo de que a IA esteja a enganando teme sair e prefere ficar solitária na casa, tem um diálogo bem elaborado, insuficiente para nós prender, indico está série, até o momento são só diálogos no máximo 2 personagens mas são muito bons, conseguem emocionar

  17. EZIO EUDOXIO REIS DOS SANTOS Diz

    Como faço para escrever nesta coluna?

  18. Nina Diz

    É uma boa alegoria para os tempos atuais, na qual temos muita fumaça, nada de fogo, muita narrativa e pouco ou nada de verdade.
    Além desse mito existe um treinamento simples de raciocínio analítico que ensina como desmontar as narrativas ou desmontar argumentos frágeis ou descabidos e ainda a não ser vítima das meias verdades en circulação, nessas incluídas as notícias, falas e promessas de políticos.
    Esse treinamento mostra como identificar os argumentos fortes, fracos e mesmo os falaciosos envolvidos e narrativas tão comuns hoje em dia.
    Somento o conhecimento liberta.

  19. Josué Diz

    ” Eu era cego, e agora vejo”

  20. Luiz Roberto Diz

    Vivemos a Matrix em outras palavras na caverna !

  21. Helena Inês Bressan Diz

    Parabéns Giovana, seu texto mto esclarecedor , adoro ” Mito da Caverna “

  22. Helena Diz

    Parabéns Giovana, seu texto mto esclarecedor , adoro ” Mito da Caverna “

  23. Bella Diz

    … Etc, parabéns, amei o texto e pelo jeito não estou só. Aqueles q escaparam da caverna , buscaram o novo da renovação do velho. Sua evolução giratória de todas as cores conheceram a sua própria verdade, tornaram a sua escolha , a sua cor preferida. Nenhum caminho é sempre reto, ou único existem infinitas possibilidades, mas, e claro q existem

  24. Romário Araújo Valério Diz

    Lula 2022! Lula 2022 !

  25. Francisco de Assis Diz

    Joãofelipe! Boa noite!
    Quem sabe sua “#” está no fundo da caverna…
    Quem sabe estás acorrentado?
    Quem sabe estás de costas para a entrada da caverna e, vendo apenas sombras do mundo exterior???
    Lá se sabe né?!
    Quem sabe?!
    Pois é!

  26. Francisco de Assis Diz

    Parabéns Giovanna! Realmente vc “mitou”!

  27. Carlos Diz

    Saia da CAVERNA!#NEMLULANEMBOLSONARO

  28. Carlos Antônio bertoldo Diz

    Parabéns pela benevolência em esclarecer as pessoas que não tiveram a oportunidade de ler o mito da caverna ainda.
    O bom é que se leia para provocar o conhecimento

  29. Ronald Diz

    E conhecereis a verdade e ela vós libertará!

  30. Morph Diz

    A real questão talvez seja: o que é a verdade e o que é ilusão? Será que ilusão é tudo o que é percebido por nossos sentidos? Vísto que nossa interpretação traduzida pelos nossos sentidos talvez já tenha abandonado a realidade de como de fato as coisas são. Visto com esta ótica a nós se torna impossível descobrir o que é a realidade.

  31. Weber Abrahao Junior Diz

    Análise completa, nesse caso, significa que foi feito um esforço para explicar a alegoria do início ao fim, certo? Senão, não, né?

  32. Davi Pires dos reis silva Diz

    Estavamos na caverna da ilusão que a esquerda implantou no Brasil durante anos. Agora fomos libertados para conhecer a verdade.

    Bolsonaro 2022 !!!!!!

  33. Vladimir Reis Diz

    Errata: Mito de Er

  34. Vladimir Reis Diz

    A obra A República de Platão contêm três alegorias e dois mitos: Alegoria da caverna, do sol e da linha e os mitos do anel de Gigi e de Era.
    Portanto, é errado chamar de mito uma alegoria. As alegorias são criação de Platão; os mitos não. Mitos são criações bem mais complexas do que alegorias e sem autoria definidas.

  35. Milton Diz

    Por isso não volte pra caverna Fora lula

  36. Milton Diz

    Por isso saia da caverna fora lula

  37. Alem Diz

    Uma coisa eu falo, comunismo e esquerda nunca mais , fora PT e toda corja da esquerda, Lula molusco , de 9 dedos nunca mais.

  38. Joelma Diz

    Clara e objetiva parabéns e obrigada.

  39. João Paulo Miranda Dias Diz

    Olá boa tarde, um bom artigo, mas poderia ser melhor, mas gostaria de deixar uma crítica não referente ao contexto, mas sobre a perspectiva, acredito que exista perspectivas muito mais otimista que essa, ao invés de subliminarmente supor que o homem precise de um guia, pois no fundo sabemos que o homem é seu próprio guia, só assim não é, pelo fato de ter impecilhos, que ofuscam a verdade de uma forma subliminar, claro como disse um bom artigo, porém seria melhor se tivesse uma perspectiva mais libertadora…

  40. Joaofelipe Diz

    Por isso, saia da caverna:#forabolsonaro.
    Acorda povo!

  41. Joaofelipe Diz

    Por isso, saia da caverna:#forabolsonaro

  42. Haroldo Diz

    Boa explicação, gostei bastante. Continue assim está de parabéns!!!

  43. DOMINGO GONÇALVES MAGALHÃES Diz

    Parabéns Giovanna o ser humano não pode ser condicionado apenas ao meio em que vive, a essência da nossa raça é o que nos diferencia dos demais animais irracionais.

  44. Francisco JoséJosé Suzano Montinegro Diz

    Belíssima explanação , de fácil assimilação .

  45. Rodrigo Diz

    Parabéns… bom texto!

  46. Francisco JoséJosé Suzano Montinegro Diz

    Belíssima explanação , parabéns !

  47. Antonio Marcos Sodre Vitório Diz

    Perfeitamente, e os próprios agentes que os mantêm aprisionados também são prisioneiros de si mesmos, não são livres como imaginam.

  48. Lorena Diz

    Hoje vivemos de uma certa forma em uma caverna. Pois o preconceito é o fundamental. Para que se tenha forças. Para olhar o mundo o céu o sol…

  49. Antonio Ezequiel de Lima Diz

    Muito os conteudos parabéns

    1. Giovanna Mauro Diz

      Obrigada!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.