Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

O Massacre da Noite de São Bartolomeu: um resumo

O Massacre da Noite de São Bartolomeu: principais tópicos

O Massacre da Noite de São Bartolomeu foi um importante evento que ocorreu na França, durante as Guerras Religiosas.

O conflito resultou na morte de milhares de protestantes franceses, gerando uma série de consequências para eventos posteriores.

Dessa maneira, é fundamental que você domine as principais características que envolvem a Noite de São Bartolomeu, já que elas podem aparecer nas questões de história de diversos vestibulares.

O Massacre da Noite de São Bartolomeu: Introdução

O evento conhecido como o Massacre da Noite de São Bartolomeu se refere ao dia em que o rei Carlos IX da França ordenou o assassinato de líderes protestantes, conhecidos como huguenotes, em Paris.

Essa ordem gerou uma onda de assassinatos que se espalharam por todo o país, gerando um verdadeiro massacre de huguenotes por parte dos católicos. Mais de 30 mil pessoas teriam perdido as suas vidas no conflito.

Vale ressaltar que mesmo sendo executado por Carlos IX, todo o plano foi arquitetado pela mãe do rei, Catarina de Médici, uma vez que seu filho ainda era menor de idade e não detinha plenos poderes.

O Massacre da Noite de São Bartolomeu: Características

A Noite de São Bartolomeu foi um dos tantos conflitos que fizeram parte das Guerras Religiosas. Essas guerras aconteceram com grande frequência na Europa principalmente nos séculos XVI e XVII.

A Noite de São Bartolomeu aconteceu no dia de 24 de agosto de 1572. Dois dias antes desse massacre, o almirante Gaspard de Coligny, líder huguenote, havia sofrido um atentado nas ruas de Paris. Posteriormente, os católicos começaram a espalhar boatos de que os huguenotes estariam planejando uma vingança.

Os huguenotes ameaçaram iniciar uma rebelião contra a maioria católica. Assim, Catarina convence seu filho a executar Coligny e mais outros huguenotes. Carlos IX concorda com o plano e, no dia da celebração católica, a noite de São Bartolomeu, o massacre se inicia. Posteriormente, os assassinatos iriam se expandir também para outras regiões da França.

O Massacre da Noite de São Bartolomeu: Consequências

Carlos IX tentou, vendo o alcance do conflito, emitir uma ordem para acabar com os assassinatos. Porém, o conflito se estendeu até outubro, causando a morte de aproximadamente 30 mil huguenotes.

O conflito foi responsável por piorar ainda mais as relações entre católicos e protestantes em toda a Europa.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.