Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVO golpe do PIX; veja como se proteger

Assim como as transferências bancárias, o Pix também é seguro. O problema está em armadilhas montadas por quadrilhas para roubar o seu dinheiro. Por isso, leia este artigo até o final e veja como não cair em golpes criados com a utilização do Pix.

Segundo Fabio Assolini, analista de segurança da Kaspersky (empresa especializada em segurança digital), em entrevista ao Agora São Paulo, as fraudes no Pix na verdade são uma atualização de golpes que já existiam na internet.

A informação da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) é a seguinte “os dados pessoais do cliente jamais são solicitados ativamente pelas instituições financeiras, tampouco funcionários de bancos ligam para clientes para fazer testes com o Pix”.

Em caso de dúvida, procure seu banco, preferencialmente de maneira presencial. Um golpe também intercepta as ligações do telefone e consegue se passar pela Central, mesmo que você disque o número correto.

Golpes com a utilização do Pix

Falso link

Um criminoso liga para vítima afirmando que o Pix está com problema, e por isso será necessário a atualização em um site.

Copiando o site do banco, um link é enviado. A vítima que clica no link e passa suas informações como conta, CPF, senha e token, poderá ser seu dinheiro roubado rapidamente.

Por isso, desconfie de qualquer link enviado e pedidos de “atualização do Pix”, “problemas no Pix” e afirmações similares. Essa não é uma prática dos bancos ou qualquer instituição financeira, mas sim de criminosos.

QR Code falso

A vítima recebe um contato pelo telefone e quem está do outro lado da linha finge ser, por exemplo, funcionário de uma operadora de telefone ou distribuidora de energia elétrica.

O fraudador envia um código QR Code para vítima e pede o pagamento da suposta dívida, mas, na verdade, a quantia paga por Pix será imediatamente transferida para conta do estelionatário.

Desta forma, fique atento e prefira baixar as contas em sites oficiais.

Golpe do ‘bug’

Alegando um falso bug descoberto no Pix, a quadrilha distribui posts por redes sociais.

Na publicação o criminoso afirma que quem transferir um valor para determinada chave Pix, receberá instantemente o dobro do valor.

Neste caso é possível até comentários de pessoas que receberam o valor em dobro, mas, justamente, fazem parte da quadrilha.

O dinheiro, assim que transferido por Pix, nunca é recebido em dobro e sim o valor ficará na conta do criminoso.

Por isso, não transfira qualquer valor para contas desconhecidas. Não foi descoberto nenhum bug de te tipo, apenas novas modalidades de fraudes.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.